Início » São Paulo » Tanabi


Tanabi - São Paulo



Tanabi faz parte do estado de São Paulo. A cidade tem uma população de 24.055 habitantes (IBGE/2010) e área de 745,8 km².

Encontra-se à 477 km da cidade de São Paulo. Tanabi pertence à Mesorregião de São José do Rio Preto.

Tanabi foi fundada em 4 de julho de 1882. No local onde hoje é a Praça Stélio Machado Loureiro, antes chamada "24 de Outubro", o terreno fora convenientemente montado e da clareira aberta na mata em volta, divulgava-se, ao fundo a choça onde Joaquim Francisco de Andrade (Joaquim Chico), remanescente da tribo dos Caiapós, comerciava produtos da terra e mercadorias que trazia de longe.

História da cidade de Tanabi-SP

No início do século XIX toda a região oeste do Estado de São Paulo estava ainda inexplorada e habitada por indígenas. Os primeiros posseiros vieram de Minas Gerais, entre eles João Ramos da Costa e José Alves Ferreira que penetraram o sertão tanabiense por volta de 1830 e se fixaram na região do Viradouro.

Em 1860, às margens do Rio Jataí, o índio manso Joaquim Chico, construiu uma choupana onde instalou uma venda, tendo aberto uma picada que ligava o local às proximidades de São José do Rio Preto, de onde trazia pinga, fumo, rapadura e outros produtos da terra, objetos do seu comércio. Foi considerado o primeiro habitante do local, embora houvesse outros residentes nas cercanias.

Em 4 de julho de 1882 foi erguido um cruzeiro, marco da fundação do arraial de Jataí, nome primitivo conservado até 1907. Tomaram parte no ato não só o fundador - Joaquim Chico - como ainda, Hilário de Souza Rozendo, Agostinho Pereira, Manoel Francisco da Silva, Joaquim Euzébio e Bento Perez de Souza, este último carpinteiro que esculpiu o madeiro histórico. Foram personagens importantes na fundação da localidade, João Barbosa do Amaral, Leonildo Bataglia, Polinice Celari - o Alferes, como era conhecido. Padres Missionários vindos de São Francisco de Sales, Minas Gerais, celebraram missa e os moradores da vizinhança festejaram o acontecimento.

Em 21 de maio de 1887, Francisco de Souza Lopes e sua mulher Maria Francisca da Conceição, Joaquim José de Souza e sua mulher Gertrudes de Souza Martins e Maria Rosária da Conceição doaram o patrimônio da cidade composto de 75 alqueires e sob a invocação de invocação de nossa Senhora da Conceição, onde já havia uma capela, doação essa mais tarde confirmada por José Teodoro Ferreira Lemos e sua mulher.

Em 1895 foram iniciados os estudos para abertura da estrada do Taboado que foi concluída em 1900 e o povoado passou a existir em função dessa estrada. Por ela tropas e boiadas, peões e boiadeiros formaram o ponto inicial do vilarejo; em 1902 já era Distrito Policial com cadeia própria.

Foram criados em 1920 os correios; a paróquia em 1922 e em 1924 Tanabi é elevado a Município. Vilas e cidades se desenvolvem em seu território e assim pode-se registrar: Monteiro e Américo de Campos, Cosmorama, Votuporanga, Brasilândia, Cardoso, entre outras. Em 4 de março de 1933 foram iniciados os trabalhos de prolongamento da Estrada de Ferro Araraquara, com estação em Engenheiro Balduíno, trazendo ao município e a região considerável incremento civilizador.

Gentílico: Tanabiense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Tanabi, por Lei Estadual nº 992, de 01 de agosto de 1906, no Município de Rio Preto.

Elevado à categoria de Município com a denominação de Tanabi, por Lei Estadual nº 2009, de 23 de dezembro de 1924, desmembrado de Rio Preto. Constituído do Distrito Sede. Sua instalação verificou-se no dia 13 de março de 1925.

Em divisão administrativa do Brasil referente ao ano de 1911, figura no Município de Rio Preto o Distrito de Tanabi (Tanaby).

Cidade por Lei Estadual nº 1038, de 19 de dezembro de 1906.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de Tanabi compõe-se dos seguintes Distritos: Tanabi, Américo de Campos e Vila Monteiro.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto-lei nº 9073, de 31 de março de 1938, o Município de Tanabi pertence ao têrmo judiciário de Monte Aprazível, da comarca de Monte Aprazível, e se divide em 4 Distritos: Tanabi, Américo de Campos, Cosmorama e Vila Monteiro. Pelo decreto estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, o Município de Tanabi perdeu parte do território do Distrito de Monteiro para o novo Município de Pereira Barreto.

Em 1939-1943, o Município de Tanabi é composto dos Distritos de Tanabi, Américo de Campos, Cosmorama e Monteiro (Ex-Vila Monteiro), e pertence ao termo de Monte Aprazível, da comarca de Monte Aprazível. Pelo Decreto Estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, foi criada a comarca de Tanabi com Sede na cidade e Município do mesmo nome, Tanabi.

No quadro fixado pelo referido Decreto-lei nº 14334, para vigorar em 1945-1948, o Município de Tanabi ficou composto dos Distritos de Tanabi, Américo de Campos, Cosmorama e Ibiporanga, comarca de Tanabi. Constituído apenas dos Distritos de Tanabi e Ibiporanga, comarca de Tanabi, menos os Distritos de Américo de Campos e Cosmorama, elevados à categoria de Município, no quadro territorial fixado pela Lei Estadual nº 233, de 24-XII-1948 para 1949-53.

Assim permanece no quadro fixado pela Lei Estadual nº 2456 de 30-XII-1953 para o período 1954-58.

Em divisão territorial datada de 01-VII-1960. O Município de Tanabi é constituído de 2 Distritos: Tanabi e Ibiporanga.

Assim permanece em divisão territorial datada de 15-VII-1997.

Fonte: IBGE

Código do Município

3553401

Gentílico

tanabiense

Prefeito

NORAIR CASSIANO DA SILVEIRA

População
População estimada [2018]25.830 pessoas  
População no último censo [2010]24.055 pessoas  
Densidade demográfica [2010]32,25 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,4 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]6.697 pessoas  
População ocupada [2016]26,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]27,7 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]7,2  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5,7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.855 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]819 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]194 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]77 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]12 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]4 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]46.937,07 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]-  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,748  
Total de receitas realizadas [2017]77.938,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]64.888,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]6,64 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]2,5 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]14 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]747,218 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]83 %  
Arborização de vias públicas [2010]97,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]45,1 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  18. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  19. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  21. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  22. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  23. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  24. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  25. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  26. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Tanabi: Imagens da cidade e Região

imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-1
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-2
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-3
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-4
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-5
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-6
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-7
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-8
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-9
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-10
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-11
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-12
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-13
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-14
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-15
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-16
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-17
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-18
imagem de Tanabi+S%C3%A3o+Paulo n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Tanabi e arredores.


Você conhece a cidade de Tanabi? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: