Início » São Paulo » Suzano


Suzano - São Paulo



Suzano faz parte do estado de São Paulo, na Região Metropolitana de São Paulo, microrregião de Mogi das Cruzes. A população em 2010 segundo o Censo demográfico é 262.568 habitantes, o que resulta numa densidade demográfica de 1.275,43 hab/km².

A emancipação política do município de Suzano ocorreu em no final da década de 1940, e desde então destaca-se na Região Metropolitana de São Paulo por ser um polo industrial, especialmente do setor químico. Quando se tornou município, Suzano já abrigava 563 indústrias e 5.274 empresas; juntando a isso o fato de ter um setor comercial diversificado, com centros comerciais nos distritos de Boa Vista e Palmeiras, além do Centro - que possui um shopping inclusive -, o município estava, em 2009, entre os vinte que mais arrecadam Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - (ICMS), no estado de São Paulo. O crescimento industrial de Suzano foi impulsionado no passado em razão de possuir locais disponíveis para a instalação de empresas e por ter acesso a rodovias que levam ao interior e litoral do estado. Diretamente por Suzano, passam as rodovias Índio Tibiriçá e Henrique Eroles. Suzano tem acesso direto à Ayrton Senna, e indireto á Mogi-Dutra e consequentemente a própria Dutra.

Destaca-se ainda em Suzano a produção agrícola e de flores, além do esporte. Suzano recebeu por toda a sua história influência da cultura japonesa, tendo recebido várias famílias do Japão no movimento migratório do começo do século. Hoje essas famílias fazem parte da economia e política de Suzano. Atualmente os principais problemas enfrentados pelo município são decorrentes da explosão populacional que ocorreu em Suzano e em toda a Grande São Paulo. Um exemplo, é o fato de Suzano conseguir ser também ser o município mais rico da região (considerando o Produto Interno Bruto), mas também é o quarto município mais pobre da região e o décimo sexto do estado (considerando o PIB per capita). Isso ocorre porque a riqueza produzida na cidade fica concentrada em uma pequena parte da população.

História da cidade de SUZANO SãO PAULO

A partir das minas de ouro encontradas às margens do rio Taiaçupeba e seus afluentes, muitos povoadores passaram a residir na região, sendo concedidas as primeiras Sesmaria a Santos Martins, em 1723 e a Manoel da Costa Lima, em 1726. Para prestar assistência religiosa aos aventureiros, o Padre Antônio de Souza fundou uma capela dedicada a Nossa Senhora da Piedade.

O ouro, em abundância, era por todos explorado e, em consequência, o povoado conhecido por Taiaçupeba, teve aumentado o número de seus moradores, entre eles, Antônio Francisco Baruel que, por volta de 1770, adquiriu uma fazenda, tornando-se lider local e por ter sido muito popular, foi dado seu nome ao povoado.

Os moradores da fazenda Baruel estenderam-se pelas planície à esquerda do rio, no local conhecido por Campos de Maria-Ambawa ou Mirambava que, em 1873, foram cortadas pela Estrada de Ferro São Paulo-Rio, começando então um intenso período de atividades ligadas à produção de dormentes e lenha, extraídos das matas locais.

O trem entre São Paulo e Moji das Cruzes foi inaugurado em 1875, quando um dos pontos de embarque de lenha recebeu o nome de Piedade. Nesse ponto estabeleceu-se Antônio Marques Figueira, feitor de uma das turmas de trabalhadores da ferrovia e, mais tarde seu irmão Thomé. Juntos constituíram propriedades agrícolas que atraíram novos moradores, iniciando-se, então um pequeno povoado. Ao mesmo tempo, além de Baruel, surgiram outras povoações rurais, tais como Rio Abaixo e Estrada do Rio Grande.

Devido à ocupação dispersa do território, os irmãos Marques Ferreira, ao lado de Guilherme Beacault, Francisco Pinheiro Fróez, entre outros, com a colaboração do Conde João Romariz, idealizaram a fundação da Cidade a partir da instalação de uma parada ferroviária, inaugurada em 1891. Dotaram o Patrimônio de cargos logradouros e denominaram-no Vila da Concórdia e, devido à distância da antiga capela do Baruel, ergueram uma outra, dedicada a São Sebastião.

No ano de 1900, a Vila era conhecida por Guaió, cuja denominação teve uma dupla motivação: o próprio rio Guaió, afluente do rio Tietê e o posto Telegráfico de Guaió, instalado pela ferrovia em 1894. O nome foi adotado também pela paróquia, quando de sua instalação, conservando até os nossos dias como Paróquia de São Sebastião do Guaió.

Em 1891, houve a encampação da Estrada de Ferro São Paulo - Rio, tendo a nova administração da empresa Central do Brasil designado para a chefia da Parada do Guaió, o engenheiro Joaquim Augusto Suzano Brandão que conseguiu a construção, inaugurada em 1908. Em reconhecimento aos esforços e atenção de Suzano Brandão, a comunidade alterou o nome da povoação para Suzano, homenagem ainda conservada.

Passados alguns anos, novos moradores vieram se fixar em Suzano, destacando-se a colônia Japonesa que se dedicou inicialmente ao cultivo agrícola. Pequenas indústrias foram instaladas, em grande parte ligadas ao extrativismo. Contudo, a partir de 1960 a saturação da infra-estrutura e concentração industrial na Capital propiciou o deslocamento de indústrias para a Grande São Paulo. Pela facilidade dos meios de comunicação e proximidade, Suzano recebeu grande número de unidades fabrís, dedicadas aos diferentes ramos, destacando-se entre eles, a química e o papel.

GENTíLICO : SUZANENSE

FORMAçãO ADMINISTRATIVA

Distrito criado por Lei Estadual nº 1705, de 27 de dezembro de 1919. Instalado em 4 de maio de 1920.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Distrito de Susano figura no Município de Mogí das Cruzes.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, Susano é Distrito judiciário e figura no Município de Mogí das Cruzes.

No quadro anexo ao Decreto-lei Estadual nº 9073, de 31 de março de 1938, o Distrito de Susano permanece no Município de Mogí das Cruzes.

No quadro fixado, pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, para 1939-1943, o Distrito de Susano, permanece no Município de Mogí das Cruzes, assim figurando no quadro fixado, pelo Decreto-lei Estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, para vigorar em 1945-1948.

Elevado à categoria de Município, grafado Suzano, pela Lei nº 233, de 24de dezembro de 1948, desmembrado de Mogi das Cruzes. Constituído do Distrito sede. Suzano.

Fixado o quadro territorial para vigorar em 1949-1953, o Município de Suzano é composto de 1 Distrito Suzano.

Assim permanece no fixado pela Lei nº 2456, de 30-XII-53 para vigorar no período 1954-58, comarca de Suzano.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-VII-1960.

ALTERAçõES TOPONíMICAS MUNICIPAIS

Susano para Suzano teve sua grafia alterada por força da Lei Estadual nº 7810, de 23 de abril de 1992.

Susano para Suzano - retificado em face do parecer nº 345, de 6 de dezembro de 1984, da Procuradoria Geral do IBGE. (processo n.º 6524/84).

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Suzano: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Suzano? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: