Início » São Paulo » Palmital


Palmital - São Paulo



Palmital faz parte do estado de São Paulo.

O pioneiro João Batista de Oliveira Aranha e sua família imigrou do município de São Manuel em 1886 e instalou-se na região do antigo bairro Palmital, no município de Campos Novos Paulista. O povoado recebeu o nome de Palmital devido à grande quantidade de palmeiras existentes no local.

As terras ao redor pertenciam ao fazendeiro Francisco Severino da Costa, que decidiu dividi-las em lotes, com isso atraiu moradores de municípios vizinhos que procuravam uma vida melhor.

História da cidade de Palmital São Paulo - SP

O desbravador da região onde está hoje o Município de Palmital foi João Batista de Oliveira Aranha que, vindo de São manuel, em companhia de seus filhos, em 1886, instalou-se a 4 km da atual cidade, na água de Aranha.

Oliveira Aranha, divulgando em São Manuel a fertilidade das terras daquela região, atraiu para lá novos moradores. Assim, em 1891, Manoel Jojé Batista estabeleceu-se com sua família na água da Fortuna; em 1898, Joaquim Silvério da Cruz fixava-se na água clara; e, no mesmo ano, Salvador Ricci desbravava a água das Anhumas. Seguitam-se a estes Julio D′Oliveira Castanha e Licério Nazareth de Azevedo.

Logo iniciaram a divisão do terreno em lotes que eram vendidos a 200 mil reis cada um. Francisco Severino da costa, em 1910, fez doação de um terreno à Igrja, para a fundação do patrimônio de Palmital, instalado a 12 de julho de 1918, no Município de Campos Novos. Doi elevado a Município pela Lei n167 1693, de 18-XII-1919, na Comarca de Assis, constituído de um único Distrito de Paz, o de igual nome. O Município doi instalado ea 21 de abril de 1920; passou a pertencer a Comarca de Salto Grande no ano de 1922, pela Lei nº 1887 de 1920.

Por força do Decreto nº9775, de 30-XI-1938, Palmiral voltou a pertencer a comarca de assis e, pelo Decreto-Lei nº 14334, de 30-XI-1944, foi designado sede de comarca, abrangenfo os municípios de Palmital, e Ibirarema e, pela Lei nº 233 de 24-XII-1948, o de Campos Novos Paulista.

foram incorporados os seguintes Distritos de Paz: Sussuí - Pelo Decreto nº 9775 de 30-XI-1938. Criado com sede na povoação de igual nome no Município de Cândido Mota, em 1927, pela Lei nº 2230 de 20 de dezembro; Platina - pelo Decreto nº 6448 de 21 de maio de 1934, e desanexado pela Lai nº 2456, de 30-XII-1953. O Município consta atualmente com 2 distritos de Paz: Palmital e Sussuí.

Em divisão territorial datada de 01-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Palmital e Sussuí.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2003.

Gentílico: palmitalense

Desenvolvimento da cidade

Com o avanço da SEtrada de Ferro Sorocabana para o sudoeste do Estado de ~São Paulo, por volra de 1913, os seus trilhos alcançaram o pequeno povoado, instalando, onde joje está situada a Estação da Estrada de Ferro Sorocabana, em Posto Ferroviáio e, em su refor foi ausentando o pequeno aglomerado com instalações de casas comerciais, em casas de Pau a Pique ou de Tábuas, aumentando rapidamente seu povoada com constantes chegadas de agricultores na Região atraídos pela fertilidade do solo. A existência de enormes glebes de terras roxas próprias para a cultura do café atuou como atrativo aos lavradores de terras menos férteis. Devido estar situada próxima da ferrovia, as terras foram grandemente valorizadas. Com o rápido desenvolvimento da agricultura os grandes proprietários lotearam suas terras para serem melhor efociadas. Nessa fase do desenvolvimento deu-se o fenômeno do "grilo" causando prejuízos a vários posseiros.

Elevada a sede do Município, em 1919, função exercida anteriormente por Plantina, já se tornara centro comercial mais importante da região. Sua agricultura dava-lhe aspecto de cidade pioneira, zona essencialmente agríciola. Suas matas foram sendo desbravadas, e, em seu lugar os verdejantes cafezais floreciam , modificando as passagens dos vales e espigões, a cidade, também, se desencolcia querendo acompanhar a marcha acelerada do progresso para tornar-se um verdadeiro centro de abastecimento.

O Município continuava sua marcha, não cessando a vinda de imgrantes nordestinos, de outros Estados da Federação e principalmente estrangeiros; fatos políticos entre grupos interessados no governo municipal vieram causar prejuízos em seu desenvolvimento. Passada a fase aguda, coltando ao normal, a partir de 1930 retornou seu ritmo aproveirando os recursos agrícolas. até 1942, Palmital pareceia ter atingido o apogeu. Nessa época apresentava um sintoma de estagnação e até mesmo de retrocesso. As primeiras áreas apresentavam seintoma de esgotamento do solo, com diminuição da produção e ia se escasseando as áreas das terras virgens. Muitos sitiantes, colonos das gfrandes fazendas, procuravam emigrar, indo adquirir terras no norte do Paraná, ocorre, ainda, em 1942, frandes geadas que atingiram os cafezais, causando grandes prejuízos nos lavradores e suas consequências atingindo o comércio.

Com o impacto, teria-se a idéia de decadência ou estagnação da zona rural. Mas a fertilidade de suas terras roxas, com suas reservas, a temporária inutilização dos cafezais, forçou os agricultores a substituí-lo por cereais. Vimos, então, o milho, o arroz, a mamona com grande produção, e a cana de açucar e outros cereais, vieram dar alento àqueles acontecimentos e revitalzar a produção agrícola, com isso, a cidade dolta a sua marcha com sua fisionomia transformada, com seu centro urvano com aspectos modernos da cidade em franco progresso.

Fonte: IBGE

Código do Município

3535309

Gentílico

palmitalense

Prefeito

JOSE ROBERTO RONQUI

População
População estimada [2018]22.168 pessoas  
População no último censo [2010]21.186 pessoas  
Densidade demográfica [2010]38,67 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,4 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]4.552 pessoas  
População ocupada [2016]20,6 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]32,6 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,2 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6.4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4.4  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.437 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]826 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]155 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]95 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]11 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]6 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]27.670,81 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]73,4 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.746  
Total de receitas realizadas [2017]82.330,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]70.595,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]7,69 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,7 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]6 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]548,407 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]92,6 %  
Arborização de vias públicas [2010]99,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]16,1 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Palmital: Imagens da cidade e Região

imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-1
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-2
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-3
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-4
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-5
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-6
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-7
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-8
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-9
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-10
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-11
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-12
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-13
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-14
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-15
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-16
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-17
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-18
imagem de Palmital+S%C3%A3o+Paulo n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Palmital e arredores.


Você conhece a cidade de Palmital? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: