Início » São Paulo » Mogi Guaçu


Mogi Guaçu - São Paulo



Mogi Guaçu faz parte do estado de São Paulo. Encontra-se a uma latitude 22º22′15" sul e a uma longitude 46º56′38" oeste, estando a uma altitude de 591 metros. Sua população é de 137.286 habitantes e possui uma área de 885,00km².

Nos termos da nova Reforma Ortográfica, a grafia correta é Mojiguaçu pois prescreve-se o uso da letra J para palavras de origem tupi-guarani. O nome vem do tupi M′Boiji-Guaçu (ou M′Boîj), grande rio que serpenteia (referindo-se ao Rio Mojiguaçu). Ao longo dos anos, a grafia M′Boijy foi alterada para Boigy, depois para Mogy, Mogi e finalmente para Moji. Ademais, deve-se escrever junto porque, embora a sílaba "ji" seja tônica, não é acentuada graficamente. E somente quando acentuadas graficamente é que devem receber a hifenização. Ex: Ceará-mirim. Caso não seja acentuada graficamente (ainda que a sílaba seja tônica), não se deve colocar o hífen. Ex. Mojimirim, Mojiguaçu. Nas formações por sufixação apenas se emprega o hífen nos vocábulos terminados por sufixos de origem tupi-guarani que representam formas adjetivas, como açu, guaçu e mirim, quando o primeiro elemento acaba em vogal acentuada graficamente ou quando a pronúncia exige a distinção gráfica dos dois elementos: amoré-guaçu, anajá-mirim, andá-açu, etc.

Contudo, mesmo que em desacordo com as normas ortográficas vigentes no pais desde 1943 e do Acordo Ortográfico de 1990, foi criada uma lei municipal que oficializa a grafia do município com a letra G.

História da cidade de Moji -Guaçu São Paulo

O devassamento da região de Moji-Guaçu, iniciou-se em 1662, quando a bandeira de Bartolomeu Bueno da Silva, abriu a primeira trilha em direção às cabeceiras do rio São Francisco e Goiás, às margens do rio Moji-Guaçu (corruptela do tupi, que significa "rio grande das cobras"), que deu origem à denominação da cidade, foi estabelecida uma pousada de tropeiros e desbravadores, iniciando o povoado. No fim do século XVIII, foram implantadas as atividades agrícolas para abastecimento dos tropeiros.

Os irmãos Salvador João Franco de Godoy e a família Pedrosa, entre outros, construíram a capela de Nossa Senhora da Conceição, cuja paróquia foi elevada à categoria de freguesia, em 1740.

A decadência de exploração do ouro, desestimulou o comércio de Moji-Guaçu. A retração de seu desenvolvimento, perdurou até 1830, quando o café começou a ser cultivado no Leste Paulista, fase em que houve um aumento populacional e vários melhoramentos implantados, inclusive a estação da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro (atual FEPASA) para escoamento da produção local.

Alguns anos depois, em 1877, foi criado o Município de Moji-Guaçu.

O Padre Armani, sacerdote e engenheiro, introduziu, em fins do século XIX, a indústria cerâmica para fabricação de telha francesa. O projeto foi desenvolvido por Luís Martini que, em 1921, iniciou a produção em escala industrial. Mais tarde foram fabricadas as primeiras manilhas, verificando então, grande progresso no Município, novas indústrias do ramo, foram instaladas, sendo então base sócio econômica de Moji-Guaçu.

Gentílico: Guaçuano

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de Moji-Guassú em 1740, no município de Jundiaí.

Em 1769, transfere a Freguesia de Moji-Guaçu do Município de Jundiaí para o de Moji-Mirim.

Elevado a categoria de vila com a denominação de Moji-Guassú, por lei provincial nº 16, de 09-041877, desmembrado de Mogi-Mirim. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-01-1881.

Cidade por lei estadual nº 1038, de 19-12-1906.

Em divisão administrativa do Brasil, referente ao ano de 1911, o município de Moji-Guassú é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão administrativa, referente ao ano de 1933.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído do distrito sede.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município de Moji-Guassú é constituído do distrito sede.

Em virtude do Decreto-lei Estadual nº 14334, de 30-11-1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o topônimo está grafado "Moji Guaçu".

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-VII-1960.

Pela lei estadual nº 3198, de 23-12-1981, é criado o distrito de Martinho Prado Júnior e anexado ao município de Moji-Guaçu.

Em divisão territorial datada de 01-VI-1995, o município é constituído de 2 distritos: Moji-Guaçu e Martinho Prado Júnior.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001.

ALTERAçãO TOPONíMICA MUNICIPAL

Moji-Guassú para Moji-Guaçu teve sua grafia alterado, por força do decreto-lei estadual no 14334, de 30-11-1944.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Mogi Guaçu: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Mogi Guaçu? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: