Início » Santa Catarina » Urussanga


Urussanga - Santa Catarina



Urussanga é uma cidade do Estado de Santa Catarina. Encontra-se a uma latitude 28º31′04" sul e a uma longitude 49º19′15" oeste, estando a uma altitude de 49 metros, e a 185km da capital Florianópolis. A população avaliada em 2004 era de 19 110 habitantes. Possui uma área de 237,41km².

Urussanga significa, em tupi-guarani, "rio de águas frias", e é o nome do principal rio que banha a cidade. A vila foi fundada pelo engenheiro maranhense Joaquim Vieira Ferreira em 26 de maio de 1878 e emancipada em 6 de outubro de 1900. Principal núcleo da colonização italiana do sul do estado, destaca-se na gastronomia e na produção de vinhos. Realiza a Festa do Vinho nos anos pares, e a Ritorno alle Origini nos ímpares, a primeira sempre no mês de agosto e a segunda no aniversário da cidade, quando são celebradas a cultura herdada dos imigrantes, com muita música, boa comida e bom vinho.

Durante muito tempo a principal atividade econômica da cidade foi a extração de carvão mineral, já que a cidade encontra-se numa das principais regiões carboníferas do país (junto com os municípios de Lauro Müller, Siderópolis e Criciúma).

História da cidade de Urussanga Santa Catarina - SC

De acordo com dados constantes dos arquivos do Museu Histórico de Laguna, pode-se dizer que foi o Capitão de Ordenanças Manoel Souza Porto o descobridor do local onde se acha erguida a cidade de Urussanga, isto pelo ano de 1774. Com o seu falecimento, os seus sucessores se desviaram, abandonando a região. E, 1808 foi procedida uma vistoria do terreno pelo Juiz Ordinário Alferes Leandro Machado Nunes.

Na sua sábia política de substituir o braço escravo pelo colono estrangeiro, o Governo Imperial designou em 21-11-1876, o Engenheiro Joaquim Vieira Ferreira para dirigir o povoamento das cabeceiras do Rio Tubarão. Quatro dias mais tarde embarcava, em companhia de sua família e seus auxiliares, com destino a Província de Santa Catarina, na época governada pelo Visconde Alfredo Escragnolle Taunay. Aqui chegando, após os preparativos para entrar na mata virgem, subiram o Rio Tubarão, até a localização de Pedrinhas. Por ali passava a estrada da serra, com destino a Lages, construída no ano de 1773. Assim que chegaram a Pedrinhas e localizada a sua família e as de seus auxiliares, e engenheiro e sua equipe embrenharam-se na mata, abrindo picadões, levando o terreno e dividindo-o em lotes para a localização dos primeiros imigrantes, que chegaram pouco tempo depois.

Estes colonos foram localizados onde hoje se acha o distrito de Azambuja.

Após a inauguração de Azambuja, o Engenheiro Vieira Ferreira volveu suas visitas para o vale de Urussanga, demarcado os seus lotes e localizando a sua sede, em forma triangular, na confluência dos Rios América e Urussanga, aproveitando a configuração natural do terreno. A 26 de maio de 1878, chegam a Urussanga, vindos de Lougarone, Pronvíncia de Beluno, Região de Veneza, os primeiros imigrantes italianos. Por essa razão, esta é a data oficial de fundação da cidade.

Após a sua localização pelo Engenheiro Vieira Ferreira, estes colonos começaram a exploração das áreas de terras a eles destinadas. Muito deles trouxeram, envoltos em musgos para melhor conservarem a humidade, bacêlos de suas vinhas e Lougarone. Estes bacêlos foram o início de todas as culturas de uvas existentes na região.

Vencidas as primeiras dificuldades, principalmente contra os índios que muito hostilizaram os colonos, inclusive trucidada algumas famílias, a colônia prosperou rapidamente. Em 1985 foi elevada à sede de Distrito de Paz e em outubro de 1900, à categoria de Vila e Município, sendo seu primeiro Prefeito Jacinto de Brida e Presidente da Câmara, Lucas Bez Batti. Orientava os colonos naquela época um jornal impresso na própria Vila, denominado La Colonia.

O Padre Cipriano Buorocore construiu, de pedra e cal, a sua primeira igreja e o Cônego Luiz Gilli, a substituiu pela atual, belíssima obra da arquitetura italiana, aproveitando da primeira o majestoso campanário.

O italiano Pessi ensinou as primeiras letras aos filhos dos colonos recém chegados.

O distrito foi criado pelo decreto estadual nº 84, de 03-06-1891.

O município, desmembrado de Tubarão, o foi pela lei estadual nº 474, de 06-121900, e foi instalado em 26-01-1901. A Comarca foi criada pela lei estadual nº 1516, de 04 11-1925, e instalada em 02-01-1925.

Gentílico: urussanguense

Formação Administrativa:

Freguesia criada com a denominação de Urussanga, por decreto estadual nº 84, de 03-06-1891, subordinado ao município de Tubarão.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Urussanga, por lei estadual nº 474, de 06-10-1900, desmembrado de Tubarão. Sede na vila de Urussanga. Constituído do distrito sede. Instalado em 26-01-1901.

Pela lei municipal de 02.01.1904 por lei municipal nº 15, de 03-08-1904, é criado o distrito de Cocal e anexado.

Pela lei municipal de 02-01-1904 e nº 15, de 03-08-1904, é criado o distrito de Cocal e anexado ao município de Urussanga.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 2 distrito: Urussanga e Cocal. Pela lei municipal nº 60, de 01-07-1913, é criado o distrito de Beluno anexado do município Urussanga.

Por decretos estaduais nº 31, de 27-12-1930 e 106, de 23-04-1931, é criado o distrito de Morro da Fumaça. Desmembrado do distrito de Cocal e anexado ao município de Urussanga.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Urussanga, Cocal, Nova Beluno, Morro da Fumaça e Treviso ex-Nova Treviso.

Pelo decreto lei estadual nº 941, de 31-12-1943, o distrito de Nova Beluno passou a denominar-se Siderópolis.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído 5 distritos: Urussanga, Cocal, Siderópolis, Morro da Fumaça e Treviso (ex-Nova Treviso).

Em divisão territorial datada de 1-07-1955, o município é consitituído de 5 distritos: Urussanga, Cocal, Morro Fumaça, Siderópolis e Treviso.

Pela lei estadual nº 380, de 19-12-1958, desmembra os município de Urussanga os distritos de Siderópolis e Treviso. Para formar o novo município de Siderópolis.

Em divisão territorial datada de 1-07-1960, o município é constituído de 3 distritos: Urussanga, Cocal e Morro da Fumaça.

Pela lei estadual nº 816, de 30-03-1962, desmembra do município de Urussanga o distrito de Morro da Fumaça. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-12-1963, o município é constituído de 2 distritos: Urussanga e Cocal

Pela lei estadual nº 8352, de 28-09-1991, desmembra do município de Urussanga o distrito de Cocal do Sul ex-Cocal. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-06-1995, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-05-2001.

Fonte: IBGE

Código do Município

4219002

Gentílico

urussanguense

Prefeito

LUIS GUSTAVO CANCELLIER

População
População estimada [2018]21.190 pessoas  
População no último censo [2010]20.223 pessoas  
Densidade demográfica [2010]79,35 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,5 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]7.149 pessoas  
População ocupada [2016]33,9 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]23,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,6 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,2  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.064 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]487 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]167 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]68 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]11 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]3 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]34.909,93 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]83,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,772  
Total de receitas realizadas [2017]71.367,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]62.543,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]8,73 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]15 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]254,869 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]84,6 %  
Arborização de vias públicas [2010]59,2 %  
Urbanização de vias públicas [2010]41,9 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Urussanga: Imagens da cidade e Região

imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-1
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-2
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-3
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-4
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-5
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-6
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-7
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-8
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-9
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-10
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-11
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-12
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-13
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-14
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-15
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-16
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-17
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-18
imagem de Urussanga+Santa+Catarina n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Urussanga e arredores.


Você conhece a cidade de Urussanga? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: