Início » Santa Catarina » Treviso


Treviso - Santa Catarina



Treviso faz parte do estado de Santa Catarina.

Treviso foi fundada em 24 de dezembro de 1891, quando imigrantes italianos foram trazidos da Itália. Era um dos cinco núcleos da Colônia de Nova Veneza, um território de 33 mil hectares, comprado do governo da União pela Companhia de Imigração de Angelo Fiorita e que foi vendida a Companhia Metropolitana de Imigração, de propriedade do sr Carlos Augusto de Miranda Jordão, em fevereiro de 1890. A Colônia começou a surgir quando começaram a demarcação dos lotes e o recrutamento de imigrantes na Itália, mas precisamente em cidades como Veneza, Bérgamo, Cremona, Ferrara e Údine, local bastante afetado pela grande crise econômica que abalava aquele país. Instalados em Nova Treviso, esses imigrantes se dedicaram à pequena agricultura, a fim de pagarem o valor do lote, de 600$000 réis (seiscentos mil reis), acrescido de 14$500 réis destinado a compra de ferramenta para o trabalho no campo. Em 1822 foi descoberto carvão mineral em Santa Catarina, na serra do Rio do Rastro e em 1876 Felizberto Caldeira Brant, o Visconde de Barbacena, iniciava a mineração no estado. Na década de 1940 se instala na vizinha Belluno (hoje Siderópolis), a CSN (Companhia Siderurgica Nacional), extraindo carvão a céu aberto através da Marion, uma gigantesca escavadora importada dos EUA. Em 1901 o núcleo de Nova Treviso passou a integrar o municipio de Urussanga e em 1926, foi elevado a condição de Distrito de paz de Treviso, através do Projeto de Lei n. 103. Desmembrado de Urussanga em 19 de dezembro de 1958, foi criado o município de Siderópolis e Treviso passou a ser seu Distrito. Em abril de 1994criava-se uma Comissão de Emancipação: Presidente: Volnei José Piacentini Vice-presidente: Norvaldo Possoli 1. Secretário: Ronaldo David 2. Secretário: José Antonio Rossi 1. Tesoureiro: Nei Buogo 2. Tesoureiro: Irineu Losso Conselho Fiscal: Inésio de Lorenzi, João Manoel de Quadra, Marcos Antonio Cesconetto Suplentes do Conselho Fiscal: Leomar Luis Cesconetto, Valcir José Pagani, José Roberto dos Santos. Após o Plebiscito de 19 de março de 1995, a lei n.9.864, de 8 de julho de 1995, cria o município de Treviso e foi assinada num evento oficial na Igreja Matriz de Santo Alexandre. Administradores Jaimir Comin e Dorival Fortuna - 1997 - 2000 Jaimir Comin e João Batista Nava - 2001 - 2004 Lucia de Lurdes Cimolim da Silva e Valério Moretti - 2005 - 2008 João (Juca) Réus Rossi e Valentim Antonio Cimolim - 2009 - 2012

Encontra-se a uma latitude 28º30′56" sul e a uma longitude 49º27′27" oeste, estando a uma altitude de 147 metros. Hoje, Treviso conta com uma população de aproximadamente 3.600 habitantes, sendo a maioria descendentes de italianos. Possui uma área de 157,667km². Faz fronteira com Bom Jardim da Serra pela serra, com Lauro Muller ao norte, Urussanga à leste e Siderópolis ao sul.

História da cidade de Treviso - SC

Treviso, assim como outros municípios da região sul, foi fundado por imigrantes italianos, em 1891. Sua denominação é inspirada na província de mesmo nome, pertencente à região do Vêneto, situada no norte da Itália e terra de origem da maioria de seus colonos.

Subordinado a Urussanga, o povoado tornou-se distrito em 1933, com o nome de Nova Treviso. Em 1958, seu território passa ao controle de Siderópolis, quando esta cidade emancipara-se. Pela lei estadual nº 9864, de 08 de julho de 1995, Treviso é desmembrada de Siderópolis, constituindo novo município.

A produção agropecuária, durante o início do século XX, fora para a subsistência. Conforme desenvolvia-se a economia mineira sul-catarinense, surgiam as madeireiras, que aproveitavam a força da água de rios e cachoeiras, como também a rica flora da região. A vida rural ainda é muito característica do lugar, cuja população, em 2008, é de 3.644 habitantes, segundo estimativa do IBGE. Atualmente suas atividades econômicas principais são a agricultura e a mineração do carvão.

é destaque em Treviso a Reserva Biológica Estadual do Aguaí, com área de 7.600 hectares e que se estende entre os municípios de Treviso, Siderópolis e Nova Veneza, nos beirais da Serra Geral. Cachoeiras, fauna e flora diversificadas constituem grande riqueza natural.

Fonte: IBGE

Código do Município

4218350

Gentílico

trevisano

Prefeito

JAIMIR COMIN

População
População estimada [2018]3.891 pessoas  
População no último censo [2010]3.527 pessoas  
Densidade demográfica [2010]22,45 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]3,3 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.717 pessoas  
População ocupada [2016]44,9 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]29,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99,8 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,5  
Matrículas no ensino fundamental [2017]374 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]63 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]31 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]12 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]2 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]53.292,86 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]92,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,774  
Total de receitas realizadas [2017]27.996,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]24.142,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]-  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]2 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]157,084 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]95,3 %  
Arborização de vias públicas [2010]1 %  
Urbanização de vias públicas [2010]12 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  6. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  7. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  23. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  24. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  25. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  26. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Treviso: Imagens da cidade e Região

imagem de Treviso+Santa+Catarina n-1
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-2
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-3
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-4
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-5
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-6
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-7
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-8
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-9
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-10
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-11
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-12
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-13
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-14
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-15
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-16
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-17
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-18
imagem de Treviso+Santa+Catarina n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Treviso e arredores.


Você conhece a cidade de Treviso? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: