Início » Santa Catarina » Mafra


Mafra - Santa Catarina



Mafra é uma cidade do planalto norte do estado de Santa Catarina. Encontra-se a uma latitude 26º06′41" sul e a uma longitude 49º48′19" oeste, estando a uma altitude de 793 metros a 310km da capital Florianópolis e a 105km de Curitiba, capital do estado do Paraná. Sua população, segundo censo feito pelo IBGE em 2010, era de 52.912 habitantes. Suas principais atividades econômicas são a agropecuária e indústria, além de ser um importante entroncamento rodoferroviário na região. Possui uma área de 1.406km², que representa aproximadamente 1,47% da área total do estado; é o 4º maior município em extensão territorial de Santa Catarina (o 1º é Lages, com 2.645km², o 2º é São Joaquim, com 1.888km², e o 3º é Campos Novos, com 1.850km²). O clima é temperado, com temperatura média entre 15 °C e 25 °C.

Mafra é considerada cidade pólo do planalto norte de Santa Catarina. Classificada pelo Atlas de Regiões de Influência das Cidades 2007, publicado em 2009 pelo IBGE, como um centro sub-regional B.

Mafra tem sua história unida à de Rio Negro, no Paraná, pois antes da mudança dos limites entre os dois estados, as duas cidades faziam parte de um único município. Até o século XVIII existiam na região índios botocudos. Tornou-se após caminho e parada para tropeiros, principalmente depois da abertura da Estrada da Mata. Desbravamento, colonização e costumes, são originais dos europeus. A partir de 1894, a questão dos limites com o estado do Paraná esteve em litígio, tendo sido feito acordo entre os estados, em 28 de outubro de 1916. Em 25 de agosto de 1917, depois de sentença do Supremo Tribunal Federal, o estado de Santa Catarina tomou posse do território contestado, então, restaurando o município e demarcando seus limites. A instalação deu-se a 8 de setembro do mesmo ano, ficando Mafra à margem esquerda do rio Negro. O nome do município é em homenagem ao jurista catarinense, Conselheiro Mafra, que defendeu Santa Catarina contra o Paraná. O extrativismo da erva mate e da madeira trouxe desenvolvimento para a região, que foi conseguindo autonomia econômica, até se tornar cidade em 1917, depois da Guerra do Contestado.

História da cidade de MAFRA SANTA CATARINA Monografia - n.º 232 Ano: 1984

NOTAS HISTóRICAS

MAFRA tem sua origem ligada ao município de Rio Negro, no Estado do Paraná, cujas terras abrangiam as duas margens do rio do mesmo nome.

Colonização, desbravamento e costumes, são originários de elementos europeus. Em 1829, chegaram os imigrantes do Trier; em 1877, os da Bukovina (Alemanha); em 1891, Os da Polônia; e, em 1895, os da Rutênia e os da Rússia.

A partir de 1894, a questão dos limites com o Estado do Paraná esteve em litígio, tendo sido firmado acordo entre os dois Estados, em 28 de outubro de 1916. Em 25 de agosto do ano seguinte, após sentença favorável do Supremo Tribunal Federal, o Estado de Santa Catarina tomou posse do território contestado, sendo, naquela data, restaurado o Município e demarcados seus limites. A instalação se deu a 8 de setembro do mesmo ano, ficando Mafra à margem esquerda do rio Negro.

O nome do Município é homenagem ao jurisconsulto catarinense, Conselheiro Manoel da Silva Mafra, seu defensor na demanda entre os dois Estados.

Formação Administrativa

CIDADE criada por Lei Estadual n.º 1.147, de 25 de agosto de 1917 e instalada em 8 de setembro do

mesmo ano. Na Divisão Administrativa de 1933, o município de Mafra era formado pelos distritos de

Bela Vista e Rio Preto. Atualmente, compõem-no o de Sede (Mafra), os de Bela Vista do Sul e Rio Preto

do Sul.

Organização Judiciária

A COMARCA foi criada pela Lei Estadual n.º 1.147, de 25 de agosto de 1917. Atualmente, é de 3.ª

entrância.

O Poder Judiciário é exercido pelo Juiz de Direito e o Ministério Público é representado pelo Promotor e pelo Procurador.

Acham-se habilitados, ao exercício da profissão, 16 advogados.

TURISMO

Município com forte influência européia, que se reflete tanto no seu povo, como na arquitetura, tem

ainda, a oferecer o belo espetáculo próprio da Região Sul, a que pertence:

Entre as atrações, incluem-se:

Casa Histórica, na Rua Felipe Schmidt;

Ponte Metálica, marco da história de Mafra, inaugurada em 1896: Ponte Interestadual Engenheiro Moacir Gomes e Souza, na BR-116; Ponte Coronel Rodrigo Ajace, divisa entre os Estados do Paraná e de Santa Catarina;

Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Igreja Católica Ucraína; a Matriz de São José e a Igreja de Nossa Senhora Aparecida;

Semana de Mafra, entre 1.° e 10 de setembro. Constam da programação a Feira do Artesanato, que objetiva incentivar o artesão e a comercialização do produto; Exposição de Produtos Típicos do Município; rally; desfiles alegóricos;

Festividades religiosas: em maio, a de São José Operário; no dia 12 de outubro, a de Nossa Senhora Aparecida; em novembro, a de Nossa Senhora das Graças, no bairro de Vila Ivete; no segundo domingo de dezembro, a da Sagrada Família;

Rally, corrida realizada nos dias 7 e 8 de maio;

Prova Rústica, alusiva ao Dia do Trabalhador - 1.° de maio.

ASPECTOS FíSICOS

Localização Geográfica

SITUADO na Mesorregião do Oeste Catarinense e na Microrregião do Planalto de Canoinhas, Mafra,

com área de 1.783 quilômetros quadrados, é limitado ao norte, pelo Estado do Paraná; ao sul, pelo de

Ibirama; a leste, pelo de Rio Negrinho; a oeste. pelo de Itaiópolis. A Sede Municipal, a 793 metros de

altitude, tem sua posição geográfica determinada pelo paralelo de 26°06′39" de latitude sul, em sua

interseção com o meridiano de 49°48′27", de longitude oeste.

Relevo e Hidrografia

SITUADO na área do planalto norte-catarinense, apresenta relevo ondulado, em forma de patamares,

que descem até atingir o rio Negro, no limite com o Estado do Paraná. Além do rio Negro, destacam-se

seus afluentes São Lourenço e das Lanças.

Clima

MESOTéRMICO e superúmido. Sob a influência da altitude do lugar e da posição, a temperatura média

anual é relativamente baixa, de 17°C. De maio a agosto, verificam-se as temperaturas mais baixas com

média das mínimas entre 6 e 8°C, tendo-se já registrado temperatura mínima absoluta abaixo de 0°C.

Inverno frio, sujeito a geadas severas e frequentes, de 10 a 15 dias por ano. Verão brando, com média

das máximas entre 26 e 28°C e máxima absoluta em torno de 36°C. Quanto ao seu regime

pluviométrico, pode-se dizer que a média anual de precipitação é elevada, de 1.250 mm a 1.500 mm,

sendo a distribuição durante todo o ano sem estação seca. A umidade relativa do ar está em torno de

85%.

Vegetação

A COBERTURA vegetal primitiva era representada pela formação não florestal subtropical herbácea -

Campos Limpos do Planalto meridional, com ocorrência de capões de matas e florestas ciliares e

bosques de pinheiros e pela formação florestal subtropical perenifólia com araucária - Floresta Subtropical com Araucária. Essas formações foram bastante alteradas devido à retirada de espécies de valor econômico da formação florestal, com a implantação de lavouras e o desenvolvimento da pecuária e das lavouras temporárias nas áreas da formação não florestal.

Solos PREDOMINAM solos rasos, com bastante susceptibilidade à erosão devido ao relevo ondulado, moderadamente drenados, de média fertilidade natural, porosos, plásticos e pegajosos, bastante ácidos e com presença de cálcio e magnésio (rubrozem). Ocorrem solos medianamente profundos, bem drenados, de elevada fertilidade natural devido às boas características físicas e químicas e com boa permeabilidade (cambissolo).

ASPECTOS DEMOGRáFICOS

Censo Demográfico

O CENSO Demográfico cadastrou 40.638 pessoas residindo em Mafra, em 1.º de setembro de 1980. A densidade demográfica era de 22,79 habitantes por quilômetro quadrado. A média geométrica de crescimento anual, no último decênio intercensitário, atingiu 1.20. Mafra

era o 2.º Município mais populoso entre os 13 da Microrregião de Planalto de Canoinhas, que integra.

Movimento da População

REGISTRARAM-SE, em 1982, 875 nascimentos e 258 óbitos. Realizaram-se 241 casamentos.

ASPECTOS ECONôMlCOS

ENTRE as diversas atividades, têm predominância na economia municipal as culturas agrícolas, as

indústrias de transformação e o comércio.

Indústria

O CENSO Industrial de 1980 revelou a existência de 152 estabelecimentos, que apresentaram produção

avaliada em Cr$ 1,8 bilhão. Contaram-se 2.588 pessoas - ocupadas, das quais 2.160 ligadas à produção.

Extração Vegetal

EM 1981, produziram-se 16.938 m³ de madeira em toras, 140.000 m³ de lenha, 350,0 t de carvão vegetal e

811,0 t de erva-mate, nos valores de Cr$ 57,6 milhões, Cr$ 68,6 milhões, Cr$ 10,5 milhões e Cr$ 34,6

milhões, respectivamente.

Silvicultura

DENTRE as principais espécies existentes em 1980, ocupando 5.571 hectares, contaram-se 12.304.000

Árvores de pinus americano e 1.699.000 de pinheiro brasileiro, das quais 61.000 plantadas no ano.

Censo Agropecuário O CENSO Agropecuário de 1980 pesquisou 2.435 estabelecimentos, com 123.272 hectares. Encontraram-se lavouras permanentes em 383 estabelecimentos (287 ha) e, temporárias em

2.159 (21.535 ha)). Ocupavam-se nas atividades agropecuárias 7.493 pessoas. Registraram-se 452 tratores.

Agricultura A SAFRA dos principais produtos agrícolas foi colhida em 24.066 hectares e avaliada em Cr$ 400,5 milhões, em 1980.

Havia 13 armazéns e 4 silos, com capacidade útil de 41.118 m³ e 3.570 t, respectivamente, em 1979.

Pecuária OS PRINCIPAIS rebanhos totalizando 50.171 cabeças, foram avaliados em Cr$ 509,5 milhões, em 1980. A produção de leite, no mesmo ano foi de 4.788 mil litros, no valor de Cr$ 47,9 milhões.

Comércio O CENSO Comercial de 1980 apurou 243 estabelecimentos do comércio varejista e 24 do atacadista. O intercâmbio comercial tem na erva-mate, na madeira e no soja, seus principais produtos exportados e nas máquinas industriais, no trigo e nas peças para máquinas, os importados.

Construção Civil CONCEDERAM-SE, em 1982, 195 licenças para construir. A área dos terrenos abrangia 156.000,00 m, dos quais 26.494,62 m com edificações, sendo 23.550,42 m residenciais e 2.944,20 m comerciais. Atribuiuse a essas edificações o valor de Cr$ 1,3 milhão. O número de licenças para ampliação elevou-se a 12, correspondente a 913,67 m. No mesmo ano, foram expedidas 142 licenças de "habite se" para 17.587,47 m de edificações, no valor de Cr$ 883,0 milhões.

Propriedade Imobiliária O REGISTRO de Imóveis transcreveu, em 1982, 735 transmissões, no valor de Cr$ 352,0 milhões, das quais 483 por compra e venda (Cr$ 276,0 milhões).

Foram inscritas 37 hipotecas convencionais, no valor de Cr$ 75,0 milhões.

Serviços

O MUNICíPIO conta com 5 hotéis, 2 pensões, 8 postos de gasolina, 2 de gasolina e álcool, 85 bares,

botequins e semelhantes, 10 salões de barbeiro e 10 salões de beleza, entre os estabelecimentos de

prestação de serviços.

Estabelecimentos Bancários

MAFRA dispõe de 7 estabelecimentos, dos quais 3 oficiais.

Transportes O MUNICíPIO é servido pelas rodovias federais BR-116 e BR-280, pela estadual SC-21 e por rodovias municipais.

Quanto a ferrovias, serve-o a Rede Ferroviária Federal S.A. - TPS (Tronco Principal Sul) .

O Distrito - Sede era servido por 6 linhas de ônibus, achando-se 6 veículos em trânsito, em 1982.

Achavam-se registrados 2.767 automóveis e jipes, 701 caminhões, 1.071 camionetas, 15 ônibus e

781 veículos a motor não especificados, em 1982.

Comunicações A EMPRESA Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT - mantém 1 agência no Município. As comunicações telefônicas estão a cargo de 2 postos de serviços, achando-se instalados 1.990

aparelhos. O Município dispõe de 1 emissora de radiodifusão. Em Mafra captam-se, regularmente, transmissões da TV Coligadas, Canal 3 - Blumenau - SC; TV

Iguaçu, Canal 4; TV Paraná, Canal 6 e TV Paranaense, Canal 12 de Curitiba. Em 1968, foi registrada a primeira emissão da estação repetidora de televisão.

ASPECTOS SOCIAIS

Urbanização O IX RECENSEAMENTO Geral do Brasil contou em 1980, 9.775 prédios e 9.267 domicílios. Destes, 8.549 estavam ocupados, 495 vagos, 135 eram usados ocasionalmente, 60 encontravam-se fechados e 28 constituíam habitações coletivas.

Dentre os domicílios particulares ocupados 5.688 localizavam-se na zona urbana e 2.861 na

rural. Há 6.143 consumidores de energia elétrica na Sede Municipal. Dos prédios existentes, 4.766 estavam ligados à rede de abastecimento de água. Entre os principais logradouros registram-se 6 praças e parques, 1 jardim, 3 avenidas e 121 ruas. O Município é beneficiado pelo PROMORAR.

Assistência Médico-Sanitária A ASSISTêNCIA médico-sanitária está a cargo de 2 estabelecimentos, com 180 leitos e de 5 sem internação.

O corpo de saúde é constituído de 31 médicos 8 dentistas, 2 farmacêuticos, 1 enfermeiro, 2

parteiras e 18 auxiliares de enfermagem. Há 1 laboratório de análises clínicas. Funcionam 5 farmácias e drogarias.

Religião SEGUNDO o IX Recenseamento Geral do Brasil contavam-se 37.822 católicos, 2.453 protestantes, 80 espíritas, 132 de outras religiões e 134 sem religião. Os demais não declararam fé religiosa.

Profissionais Liberais EXERCEM suas profissões no Município: 3 veterinários, 17 engenheiros, 3 arquitetos, 5 agrônomos 1 economista, 3 contadores e 19 técnicos de contabilidade.

ASPECTOS CULTURAIS

A POPULAçãO alfabetizada, segundo o Recenseamento Geral de 1980, era de 29.287 pessoas de 5 anos e mais: 20.166 no quadro urbano e 9.121 no rural. O índice de alfabetização era de 83,6%.

Ensino NO INíCIO do ano letivo de 1983, contavam os munícipes com 13 estabelecimentos do ensino préprimário, dos quais 11 da rede oficial.

Dos 87 estabelecimentos do ensino de 1.° e 2.° graus, 84 são oficiais.

O corpo docente é formado de 382 professores e o discente, de 8.763 alunos.

Ensino Superior HAVIA 1 estabelecimento isolado de ensino superior onde funcionavam 2 cursos, nos quais matricularam-se 315 alunos. O corpo docente constituía-se de 20 professores, em 1982.

Outros Aspectos

CIRCULA 1 jornal semanal. Os munícipes dispõem de 15 bibliotecas e se reúnem em 2 associações culturais e 2 desportivas. Em funcionamento, 1 cinema.

ASPECTOS ADMINISTRATIVOS E POLíTICOS

Finanças Pública EM MAFRA a arrecadação da União atingiu Cr$ 23,1 milhões, a do Estado, Cr$ 50,6 milhões e a do Município, Cr$ 14,3 milhões (1980).

O Orçamento Municipal para 1983 previa receita de Cr$ 750,0 milhões e fixava igual despesa. O Posto da Receita Federal arrecada, também, nos municípios de Itaiópolis, Papanduva e Monte Castelo. Há uma Coletoria Estadual.

Representação Política A CoMARA Municipal é constituída de 13 vereadores. Achavam-se inscritos nas eleições de 15 de novembro de 1982, 21.443 eleitores.

Fonte: IBGE

Código do Município

4210100

Gentílico

mafrense

Prefeito

WELLINGTON ROBERTO BIELECKI

População
População estimada [2018]56.017 pessoas  
População no último censo [2010]52.912 pessoas  
Densidade demográfica [2010]37,69 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,3 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]13.950 pessoas  
População ocupada [2016]25,1 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]30,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4.9  
Matrículas no ensino fundamental [2017]7.139 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]2.083 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]443 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]166 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]29 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]10 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]26.121,34 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]68,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.777  
Total de receitas realizadas [2017]161.520,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]152.603,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]8,77 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]19 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]1.404,034 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]74,9 %  
Arborização de vias públicas [2010]60,2 %  
Urbanização de vias públicas [2010]21,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Mafra: Imagens da cidade e Região

imagem de Mafra+Santa+Catarina n-1
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-2
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-3
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-4
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-5
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-6
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-7
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-8
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-9
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-10
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-11
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-12
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-13
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-14
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-15
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-16
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-17
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-18
imagem de Mafra+Santa+Catarina n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Mafra e arredores.


Você conhece a cidade de Mafra? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: