Início » Santa Catarina » Guaramirim


Guaramirim - Santa Catarina



Guaramirim faz parte do estado de Santa Catarina. Encontra-se a uma latitude 26º28′23" sul e a uma longitude 49º00′10" oeste, estando a uma altitude de 30 metros. Sua população em 2011 era de 35.918 habitantes. A renda per capita gira em torno de 41.575,11 reais..

Este é considerado o marco inicial do povoamento de Bananal, já que não há outros registros oficiais a respeito. Em 1891, o professor Gustav Doubrawa, foi escolhido pelo pastor Wilhelm Lange, de Brüderthal, para lecionar na escola para os próprios moradores, em casa de estilo enxaimel. As aulas iniciaram em 1892.

O Barracão de Imigrantes consistia em estrutura sólida e cercada de tábuas serradas "a Marangoni", serviço braçal coberto com folhas de flandes galvanizada a zinco, cujo piso era de terra batida e oferecia agasalho para contar até 20 famílias. Com implantação da Estrada de Ferro São Francisco do Sul-Porto União foi inaugurada a Estação Ferroviária de Bananal em 1910, hoje a edificação mais antiga da cidade. A estrada de ferro trouxe o progresso e em consequência deslocou o eixo da colônia para as imediações da Estação Ferroviária, ficando o marco inicial em segundo plano. Uma outra referência pertinente aos primórdios de Guaramirim pode-se fazer em relação à implantação em 1907 do Núcleo Federal Barão do Rio Branco que perdurou até 1930, vindo a sofrer um forte retrocesso. No ano de 1907 o Governo Federal de Afonso Pena criou por Decreto do Ministério da Agricultura (Instituto de Colonização Federal), o núcleo Barão do Rio Branco desmembrando do domínio Dona Francisca uma gleba com 192 lotes rurais e uma sede na qual foram edificadas 15 casas. Foram também construídos um correio, uma cadeia, uma escola, uma praça com serviço de meteorologia, um barracão para os imigrantes, e o restante das casas para os funcionários do núcleo. Foi construída também uma capela que foi batizada com o nome de São José, sendo seu capelão até 1921, Cantalício Érico Flores. Todos os estudos efetuados revelaram que Bananal (Guaramirim) é parte integrante da Colônia Dona Francisca e suas terras pertencentes a esta colônia, fruto do contrato efetuado pelo senador alemão, Mathias Schroeder, que objetivava à referida colônia, maior foco de colonização agrícola da América do Sul pela extensão e produtividade. Os primeiros imigrantes vieram da colônia Dona Francisca e eram alemães; posteriormente chegaram italianos, açorianos, poloneses e outros que se assentaram no município. Três fatores históricos moldaram a base da economia e o crescimento do município. O primeiro aconteceu em 1910, com a inauguração da Estação Ferroviária, que fortaleceu o comércio local. Em 1930, teve início o ciclo da industrialização, destacando-se as indústrias da cana de açúcar, cachaça e cerâmica. A partir de 1970, as indústrias moveleiras, de conservas, massas alimentícias, metalúrgica, tintas e vernizes e do vestuário, surgiram como nova fonte de geração de riquezas do município. Hoje, Guaramirim busca um novo salto econômico, com iniciativas que asseguram benefícios para instalação de novos empreendimentos no município.

História da cidade de Guaramirim Santa Catarina - SC

A COLONIZAçãO de Guaramirim foi uma extensão da colonização dos municípios vizinhos de Jaraguá do Sul e Blumenau, iniciadas, respectivamente, por Emílio Gourdan e pelo Dr. Hermann Blumenau.

O distrito de guaramirim foi criado, como pertencente ao município de Joinville, em 1919.

Em 1948, foi criado o município de Massaranduba, composto de dois distritos: Massaranduba ( sede ) e Guaramirim.

Posteriormente, em consequência do descontentamento da maioria da população do novo município, a sua sede foi transferida para guaramirim, mudando, também, o nome do Município para Guaramirim, em 1949.

Gentílico: guaramirense

Formação Administrativa:

Distrito criado com a denominação de Bananal, pela lei municipal nº 281, de 02-061919, subordinado ao município de Joinville. Em divisão administrativa referente ao ano 1933, o distrito de Bananal figura no município de Joinvile. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Bananal permanece no município de Joinvile. Pelo decreto-lei estadual nº 941, de 31-12-1943, o distrito de Bananal passou a denominar-se Guaramirim. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Guaramirim figura no município de Joinvile. Pela lei estadual nº 247, de 30-12-1948, transfere o distrito de Guaramirim do município de Joinville para o novo município de Massaranduba.

Pela lei estadual nº 295, de 18-07-1949, transfere a sede do município de Massaranduba para a vila de Guaramirim ficando o município constituído de 2 distritos: Guaramirim e Massaranduba .

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituido de 2 distritos: Guaramirim e Massaranduba. Pela lei municipal nº 2, de 10-09-1958, é criado o distrito de Schroeder é anexado ao município de Guaramirim. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Guaramirim, Massaranduba e Schroeder.Pela lei estadual nº 746, de 29-08-1961, desmembra do município Guaramirim o distrito de Massaranduba. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Guaramirim e Schroeder.

Pela lei estadual nº 968, de 04-06-1964, desmembra do município de Guaramirim o distrito de Schroeder. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001.

Alteração toponímica distrital:

Bananal para Guaramirim alterado, pelo decreto-lei estadual nº 941, de 31-12-1943.

Transferência de sede

Pela lei estadual nº 295, de 18-07-1949, transfere a sede de Massaranduba para Guaramirim.

Transferência distrital:

Pela lei estadual nº 247, de 30-12-1948, transfere o distrito de Guaramirim do município de Joinville para o de Massaranduba.

Fonte: IBGE

Código do Município

4206504

Gentílico

guaramirense

Prefeito

LUIZ ANTONIO CHIODINI

População
População estimada [2018]43.822 pessoas  
População no último censo [2010]35.172 pessoas  
Densidade demográfica [2010]131,00 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]13.215 pessoas  
População ocupada [2016]31,6 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]23,8 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,7 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,1  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5  
Matrículas no ensino fundamental [2017]4.795 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.167 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]237 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]71 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]24 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]3 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]34.929,59 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]76,4 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,751  
Total de receitas realizadas [2017]137.190,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]117.869,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]5,57 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,5 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]11 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]268,585 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]77,9 %  
Arborização de vias públicas [2010]34,1 %  
Urbanização de vias públicas [2010]28,4 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Guaramirim: Imagens da cidade e Região

imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-1
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-2
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-3
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-4
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-5
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-6
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-7
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-8
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-9
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-10
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-11
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-12
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-13
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-14
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-15
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-16
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-17
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-18
imagem de Guaramirim+Santa+Catarina n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Guaramirim e arredores.


Você conhece a cidade de Guaramirim? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: