Início » Santa Catarina » Faxinal dos Guedes


Faxinal dos Guedes - Santa Catarina



Faxinal dos Guedes faz parte do estado de Santa Catarina. É onde nasceu Teori Zavascki.

Encontra-se a uma latitude 26º51′10" sul e a uma longitude 52º15′37" oeste, estando a uma altitude de 1005 metros. A população avaliada em 2004 era de 11.537 habitantes.

O nome tem origem na palavra "Faxinal", que significa "campos abertos de matos curtos", e "dos Guedes", família que se estabeleceu na região primordialmente.

História da cidade de Faxinal dos Guedes Santa Catarina - SC

Pertencente a zona fisiográfica do Oeste, e bem próximo a Xanxerê, apenas 15 km., Faxinal dos Guedes liga-se profundamente a história desse e de toda a região.

Em 1910, era denominado "Gramado de Joaquina Rosa", o qual havia adquirido as terras da ex-colônia militar, parte integrante do velho município de Chapecó, Território do Iguaçu.

Os primeiros grupos Humanos que ocuparam o Território do hoje município de Faxinal Dos Guedes, segundo vestígios arqueológicos, foram índios do Grupo TUPI-GUARANY, há mais ou menos 2.000 anos.

Em1940, começaram a chegar as primeiras famílias de colonizadores, oriundos do Rio Grande do Sul,principalmente descendentes de Italianos e Alemães, dentre as quais Vergílio Barcelos, Arcangelo Santin, Alexandre Antoniolli, Francisco Antoniolli, Fachinello, Migliorini, Rosa e Silva, Vicente de Oliveira Morais, João Pompermayer e Afonso Scheis, estes passaram a se ocupar, principalmente da EXPLORAçãO DA MADEIRA NATIVA, DO CULTIVO DO MILHO E TRIGO,Surgindo também as primeiras Casas Comerciais e uma vida social mais intensa, com a Fundação do Clube Recreativo ITAGIBA, no ano de 1943.

A Origem do Nome "FAXINAL DOS GUEDES",explica-se da seguinte forma: Quanto a Palavra "FAXINAL", o Termo tem Origem TUPI-GUARANY, que significa CAMPOS DE PASTAGENS ENTREMEADOS COM ARVOREDO ESGUIO; Assim como um FAXINAL também pode ser entendido como um modo de produção cabocla, onde estes costumavam criar animais soltos na Mata,sendo que, em periodos de safra os animais eram soltos nas lavouras para consumo dos produtos que sobravam da colheita; com relaçãp aos "GUEDES" estes formavam uma Família muito numerosa, proprietária de vastas extenções de terras no interior do município.

Neste mesmo ano, colonizadores como: Migliorini, Grando & Cia. Ltda., Fioranvante Massolini e Colonizadora Cruzeiro, iniciaram a venda de lotes das Fazendas Ressaca, Cerca Velha e outras.

Ainda neste mesmo ano, elevado a categoria de 7º Distrito de Chapecó, construida a 1ª Escola , a qual também servia como Igreja Católica, tendo como professores: Juvenal Cunha, Doraci Cavalheiro e Reinaldo Macari, e como sacerdote o Padre Gaspar, vindo de Palmas no Paraná.

Por volta de 1943, abertas as primeiras ruas e avenidas, pela Firma Migliorini, Grando & Cia Ltda. instalada uma casa comercial pelo Sr. Vergilio Barcelos, instalada a 1ª Serraria e criado o Clube Recreativo Itagiba.

As primeiras autoridades foram, como sub-Prefeito o Sr. Antônio Firminiano Pereira e, como escrivão de Paz, o Sr. Francisco Brito de Miranda.

Em 1958, como Distrito do Município de Xanxerê, Faxinal dos Guedes conseguiu sua emancipação, através da Lei Estadual nº 348 de 21 de junho, verificando-se a instalação no dia 26 de julho do mesmo ano, tendo como Prefeito o Sr. Alexandre Antoniolli, e o primeiro Prefeito eleito o Sr. Antonio Domingos Migliorini, o qual assumiu em 31 de janeiro de 1959.

Sua superfície de 339 km2, era coberta de erva mate e pinheiros.

Em 1964, teve sua superfície reduzida para 273 km2, com o desmembramento do atual município de Vargeão.

Gentílico: faxinalense

Formação Administrativa:

Distrito criado com a denominação de Faxinal dos Guedes, por lei municipal nº 23, de 10-07-1919, subordinado ao município de Chapecó.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito figura no município de Chapecó.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito permanece no município de Chapecó.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito permanece no município de Chapecó.

Elevado à categoria de município com a denominação de Faxinal dos Guedes, pela lei estadual nº 348, de 21-06-1958, desmembrado de Xanxerê. Sede no antigo distrito de Faxinal dos Guedes. Instalado em 26-07-1958.

Pela lei municipal nº 24, de 16-02-1959, é criado o distrito de Vargeão e anexado ao município de Faxinal dos Guedes.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Faxinal dos Guedes e Vargeão.

Pela lei estadual nº 954, de 16-03-1964, desmembra do município de Faxinal dos Guedes o distrito de Vargeão. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 963, de 15-05-1964, é criado o distrito de Barra Grande e anexado ao município de Faxinal dos Guedes.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 2 distritos: Faxinal dos Guedes e Barra Grande.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001.

CARACTERíSTICAS

A produção de papel, especialmente o reciclado, é o principal pilar da economia do município,além de Soja para Semente,Soja consumo, milho e trigo.

Data de fundação - 25 de julho de 1958.

Data festiva - Junho (Festa de São João Batista) e janeiro (Festival da Música Sertaneja e Popular).

Principais atividades econômicas - Indústria de papel e agropecuária.

População - 10.196 habitantes.

Colonização - Italiana e cabocla.

Principais etnias - Italiana e cabocla.

Localização - Oeste, na microrregião de Xanxerê, a 520km de Florianópolis.

área - 280km2.

Clima - Mesotérmico úmido, com verão quente e temperatura média de 16,9°C.

Altitude - 860m acima do nível do mar.

Cidades próximas - Vargeão, Ipumirim, Irani, Xanxerê, Ouro Verde.

Fonte: IBGE;CLAUDEMIR BASQUERA-MESTRE RM HISTóRIA PELA UPF-AUTOS DO LIVRO OS COLONOS DO PAPEL-ED.NEWS PRINT -2007-www.sc.gov/portalturismo/municipiossantur.asp

Código do Município

4205308

Gentílico

faxinalense

Prefeito

GILBERTO ANGELO LAZZARI

População
População estimada [2018]10.686 pessoas  
População no último censo [2010]10.661 pessoas  
Densidade demográfica [2010]31,38 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,3 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]3.806 pessoas  
População ocupada [2016]35,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]28,8 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,3  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5,1  
Matrículas no ensino fundamental [2017]1.465 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]292 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]87 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]28 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]7 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]37.467,35 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]90,7 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,758  
Total de receitas realizadas [2017]43.335,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]37.805,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]7,81 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]9,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]4 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]339,699 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]69,8 %  
Arborização de vias públicas [2010]59 %  
Urbanização de vias públicas [2010]25,3 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Faxinal dos Guedes: Imagens da cidade e Região

imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-1
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-2
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-3
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-4
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-5
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-6
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-7
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-8
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-9
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-10
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-11
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-12
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-13
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-14
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-15
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-16
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-17
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-18
imagem de Faxinal+dos+Guedes+Santa+Catarina n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Faxinal dos Guedes e arredores.


Você conhece a cidade de Faxinal dos Guedes? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: