Início » Santa Catarina » Arvoredo


Arvoredo - Santa Catarina



Arvoredo faz parte do estado de Santa Catarina. Encontra-se a uma latitude 27º04′28" sul e a uma longitude 52º27′21" oeste, estando a uma altitude de 362 metros. A população avaliada em 2004 era de 2 112 habitantes. Possui uma área de 91,332km².

Italianos que vieram do Rio Grande do Sul foram os primeiros a se instalar em Arvoredo, na mesma saga que colonizou todo o oeste catarinense. Os mais antigos recordam que os tropeiros passavam por Arvoredo a caminho de outras regiões, como o vizinho Paraná, nos tempos do Contestado. A população de Arvoredo trabalha para se manter independente. A emancipação do município, desmembrado de Seara, foi resultado da vontade da comunidade.

Arvoredo possui um grande potencia turístico rural, sendo que no município possui o Camping Primavera que recebe um grande numero de visitantes todo ano. A cada ano cresce o numero de visitante pois ali é um local para descanso longe dos centros urbanos em meio a natura preservada. O Camping possui uma ótima infra-estrutura para os visitantes, como mesas com churrasqueiras, banheiros coletivos com chuveiro quente, e também possui 4 cabanas para alugar....

História da cidade de Do Surgimento

Na década de 40, os tropeiros que conduziam gado e mercadorias do Noroeste do Rio Grande do Sul para o Sudoeste do Paraná passavam pela região Oeste de Santa Catarina e paravam para descansar em um local muito agradável cheio de árvores, com frutas, com espaço adequado para descanso do pessoal e do gado, com água abundante e de boa qualidade.A partir das costumeiras paradas dos tropeiros, deu-se início a formação do povoado ao qual deram o nome de Arvoredo, formado por cidadãos gaúchos, de origem italiana.

Para o crescimento do povoado e a representatividade que os negócios ia se desenvolvendo, em 1960, a comunidade passou a categoria de distrito do Município de Seara.

Graças à continuidade do seu desenvolvimento econômico e à grande distância que o separava da sede do município, Seara, o distrito de Arvoredo começou a se unir para formar a idéia da possibilidade de emancipação político administrativa, que nasceu no sentimento maior e laborioso dessa comunidade de gerir seu próprio destino.

A Emancipação

Percebendo, o quanto menor espaço a ser administrado, mais fácil fica para administrar e acompanhar as atividades, do então distrito de Arvoredo apresentava condições de enfrentar um processo de emancipação, constitui-se uma comissão que liderou o movimento para criar o Município de Arvoredo. Este anseio exigiu muita luta e sacrifício por parte dos integrantes da comissão, vereadores, lideranças das comunidades e de todo povo arvoredense.

Nessa luta, várias etapas tiveram que ser superadas e vencidas, dentre as quais destacou-se a conscientização da população através de reuniões nas comunidades que visaram mostrar os benefícios de uma administração mais descentralizada, objetivando também que tal idéia fosse aprovada pelo maior número possível de eleitores numa necessária consulta plebiscitária, acontecida em 31 de março de 1.991.

Dado que quase totalidade da população aprovou a idéia, a partir daí, dependendo apenas da homologação da Assembléia Legislativa do estado, o que parecia utopia, efetivou-se em 09 de janeiro de 1.992, através da Lei Municipal nº 8.524 Arvoredo foi emancipado do Município Mãe Seara.

O decurso de 1.992 foi marcada pela preocupação dos partidos políticos com o futuro político administrativo do Município de Arvoredo. Pensando-se no melhor para o novo município, admitiu que era necessário unir-se para iniciar a vida político administrativa sem desentendimento e pequena disputa política que sempre sobram após as eleições. Essa preocupação dos partidos políticos resultou num consenso, demonstrando um alto nível de entendimento político e concretizando a proposta pleiteada pela comissão emancipacionista.

A população de Arvoredo é na sua maioria, descendente de italianos. A religião predominante é a católica, tendo também outras Igrejas como: Igreja Luterana, Assembléia de Deus, Só o Senhor é Deus e Cadeia da Prece.

O Município encontra-se na região Sul do Brasil, micro-região Oeste de Santa Catarina, congregando a micro região da AMAUC Associação dos municípios do Alto Uruguai Catarinense.

O relevo do município caracteriza-se pelo planalto catarinense formado por terrenos bastante acidentais. Sendo que estes são banhados por dois rios principais, Rio Irani e Rio Ariranha.

O clima da região é temperado chuvoso, de ambiente úmido, temperatura média anual, superior aos 20° C, temperatura máxima a 36° C e temperatura mínima 3° C.

A município de Arvoredo tem uma área superficial de 96,8 Km considerado um município de pequeno porte.

Pontos Turísticos temos Camping Arvoredo localizado em Linha Alegre, Camping Prainha Recanto de Arvoredo, Estreito do Rio Irani que fica próximo ao Camping Arvoredo e também tem cascatas, cachoeiras que cruzam propriedade de agricultures do Município.

Sendo que os limites do município de Arvoredo são: Norte Xanxerê, Sul Seara, Leste Xavantina e Seara, Oeste Xaxim e Chapecó.

A economia do Município de Arvoredo está ligada basicamente ao setor primário: agricultura, bovinocultura de leite, suinocultura, avicultura, grãos, citricultura e reflorestamento. Situada em uma região fértil, apresentando uma agricultura diversificada com maior cultivo de milho, feijão, soja e trigo e outras culturas substenciais como arroz, cebola, mandioca, cana-de-açúcar.

Assim, as eleições foram necessárias apenas para a escolha dos vereadores, já que a decisão do consenso apontou Leudi Giachin para Prefeito, e Airton Cauduro para Vice Prefeito para a Gestão 1993/1996 e para compor o Legislativo Municipal os nove vereadores: Alceu Somensi, Domingos Battiston, Adair Pozzer, Ardelino Nardi, Hermes Araldi, Alcides Nardi, Néri Carniel, Orlando Busnello e Avelino Andolfatto.

Com o passar da primeira Gestão houve consenso novamente tendo como Prefeito Municipal Airton Cauduro e Agenor Zanco como Vice Prefeito para a Gestão 1997/2000 e para fazer parte do Legislativo: Alceu Somensi, Jaime Nardi, Ivete Trentin Meneguzzi, Ardelino Nardi, Hermes Araldi, Amauri Roque Sartoretto, Claudir Michelon, Domingos Battiston e Gentil Picolli.

Não havendo mais a possibilidade de consenso político administrativo houve a realização das eleições, que foram eleitos como Prefeito Municipal Airton Cauduro e vice Prefeito Neuri Meneguzzi para a Gestão 2001/2004 e nove vereadores para compor o legislativo: Alceu Somensi, Neuza Picolli, Ardelino Nardi, Domingos Battiston, Jaime Nardi, Adair Pozzer e Gilmar Forquezatto, Almério Finatto, e Leocir Picolli.

No ano de 2.004 aconteceu nova eleição, para a Gestão 2005/2008 elegendo como Prefeito Municipal, Neuri Meneguzzi e como vice Prefeita Janete Paravizi Bianchin. E para fazer parte do Legislativo Municipal Gilberto Bedendo, Claudemir Solforoso, Neuza Picolli, Adair Pozzer, Marta Bianchin, Edílson Somensi, Domingos Battiston, Almir Fachini e Orlando Busnello.

Município » Histórico » Ex-prefeitos

Prefeitos e Vice-prefeitos

Leodi Giachin e Airton Cauduro para Vice Prefeito para a Gestão 1993/1996. e para compor o Legislativo Municipal os nove vereadores: Alceu Somensi, Domingos Battiston, Adair Pozzer, Ardelino Nardi, Hermes Araldi, Alcides Nardi, Néri Carniel, Orlando Busnello e Avelino Andolfatto.

Airton Cauduro e Agenor Zanco como Vice Prefeito para a Gestão 1997/2000 e para fazer parte do Legislativo: Alceu Somensi, Jaime Nardi, Ivete Trentin Meneguzzi, Ardelino Nardi, Hermes Araldi, Amauri Roque Sartoretto, Claudir Michelon, Domingos Battiston e Gentil Picolli.

Airton Cauduro e vice Prefeito Neuri Meneguzzi para a Gestão 2001/2004 e nove vereadores para compor o legislativo: Alceu Somensi, Neuza Picolli, Ardelino Nardi, Domingos Battiston, Jaime Nardi, Adair Pozzer e Gilmar Forquezatto, Almério Finatto, e Leocir Nardi.

Neuri Meneguzzi e como vice Prefeita Janete Paravizi Bianchin. No ano de 2.004 aconteceu nova eleição, para a Gestão 2005/2008 elegendo como Prefeito Municipal, E para fazer parte do Legislativo Municipal Gilberto Bedendo, Claudemir Solforoso, Neuza Picolli, Adair Pozzer, Marta Bianchin, Edílson Somensi, Domingos Battiston, Almir Fachini e Orlando Busnello

Economia

No município de Arvoredo predominam o cultivo de grãos, bovinocultura e avicultura. Na avicultura a capacidade de alojamento é de 422.000 aves/mês; Na suinocultura é de 63.000 cabeças/mês. Outro destaque é o leite, com uma produção de 400 mil litros/mês. O rebanho bovino é constituído por mais de 7.2 mil cabeças. O PIB de Arvoredo é 35,91 (fonte IBGE)

A agricultura

Os principais produtos agrícolas cultivados em nosso município, de acordo com o valor bruto da produção, obedecem a seguinte classificação: milho, soja, feijão e fumo.

A pecuária

Os principais rebanhos agropecuários de Arvoredo são: avicultura, suinocultura e bovinocultura (leite e corte).

Clima

Em nosso município, o clima é subtropical úmido, com verões quentes e invernos frios, sendo um clima próprio para a agricultura.

Relevo

O relevo do nosso município é formado por planaltos e planícies. A altitude de Arvoredo é de 362 metros acima do nível do mar.

Vegetação

A vegetação original de Arvoredo são cedro, angico, cabriúva e bracatinga. Uma das medidas utilizadas para recuperar a vegetação é reflorestar. Em nosso município existe uma área de 400 hectares reflorestada com plantação de eucalipto.

Hidrografia

Arvoredo é banhada por rios, arroios e lajeados.

Rios: Irani e Ariranha;

Arroios: leão;

Lajeados: Poca

Arvoredo encontra-se na região Sul do país, no Oeste de Santa Catarina e faz parte da microrregião da AMAUC, Associação dos Municípios do Alto Uruguai.

Altitude: 362 m

Latitude: 27°04′28

Longitude: 52°27′21

Arvoredo limita-se:

Ao Norte - com Xanxerê;

Ao Sul - com Seara;

Ao Leste - com Xavantina;

Ao Oeste - com Chapecó e Xaxim

Fonte: Histórico MUNICIPAL - www.arvoredo.sc.gov.br

Autor do Histórico: GILBERTO JOEL SEGUNDO POSTALLI LANZARINI

Código do Município

4201653

Gentílico

arvoredense

Prefeito

JANETE PARAVIZI BIANCHIN

População
População estimada [2018]2.246 pessoas  
População no último censo [2010]2.260 pessoas  
Densidade demográfica [2010]24,90 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,1 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]504 pessoas  
População ocupada [2016]22,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]24,3 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,6 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5.8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4.7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]293 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]82 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]30 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]13 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]3 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]40.416,71 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]91,4 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.715  
Total de receitas realizadas [2017]18.513,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]15.762,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,4 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]1 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]90,769 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]45 %  
Arborização de vias públicas [2010]10,8 %  
Urbanização de vias públicas [2010]36,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Arvoredo: Imagens da cidade e Região

imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-1
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-2
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-3
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-4
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-5
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-6
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-7
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-8
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-9
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-10
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-11
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-12
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-13
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-14
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-15
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-16
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-17
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-18
imagem de Arvoredo+Santa+Catarina n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Arvoredo e arredores.


Você conhece a cidade de Arvoredo? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: