Início » Rio Grande do Sul » Saldanha Marinho


Saldanha Marinho - Rio Grande do Sul



Saldanha Marinho faz parte do estado do Rio Grande do Sul.

Oficialmente, a ocupação de Saldanha Marinho ocorreu em 1895, com a vinda de imigrantes alemães das colônias velhas. Os primeiros que adquiriram lotes e se estabeleceram foram as famílias Limberger, Barden, Birkhann, Metz, Dorf, Kuhn, Hermann, Neuwald, entre outras.

O nome do novo município, Saldanha Marinho, foi escolhido pela empresa colonizadora, em homenagem a Joaquim Saldanha Marinho, pernambucano de Olinda, nascido em 4 de maio de 1816.

História da cidade de SALDANHA MARINHO

RIO GRANDE DO SUL- RS

Por volta de 1890 tropeiros vindos do Paraguai com destino à São Paulo passavam pela localidade e alguns ali fixaram residência. Dos pioneiros são conhecidos os nomes de José de Melo, vulgo Corre; Nico Melo, Leonardo e Olivia de Tal, Maruca e João Lopes. Oficialmente, a ocupação de Saldanha Marinho ocorreu em 1895, com a vinda de imigrantes das colônias velhas. A sra. Ana Emilia de Quadros era então, proprietária das terras, e nomeou seu procurador José Claro da Silva, que a vendeu para a colonizadora Castro, Silva e Cia Ltda., que dividiu os lotes urbanos e rurais. As atuais estradas do interior, o traçado urbano, bem como a denominação da sede e das ruas, ainda hoje, são os mesmos designados pela empresa. Os primeiros que adquiriram lotes e se estabeleceram foram as famílias Limberger, Barden, Birckan, Metz Dorf, Kuhn, Hermann, Neuwald, entre outras. O nome do novo município. Saldanha Marinho, foi escolhido pela empresa colonizadora, em homenagem a Joaquim Saldanha Marinho, pernambucano de Olinda, nascido em 4 de maio de 1816. De 1861 a 1866 foi Deputado da Corte do Rio de Janeiro. Em 1868 foi eleito Senador da Corte, mas a eleição foi anulada. Nos anos seguintes, foi presidente das províncias de São Paulo e Minas Gerais. Com o advento da República foi Senador. Na cédula de duzentos mil réis figurava sua estampa. Pelas características de sua colonização, em Saldanha Marinho predominam os descendentes de alemães, perfazendo cerca de 50 % da população, ficando outros 30 % com a descendência de italianos, e o restante, 20 %, por brasileiros, índios e paraguaios. O desenvolvimento do município baseou-se no trabalho e na dedicação de seu povo. No início a área era de mato, rico em pinheirais, e logo instalaram-se engenhos. O primeiro foi de Evaristo de Castro, membro da empresa colonizadora. Os imigrantes, dedicavam-se basicamente a agricultura e pecuária de subsistência. Os principais produtos foram o milho, feijão e mandioca. Para o beneficiamento da mandioca, surgiram as " tafornas" . Em 1959, teve início a construção da Rodovia BR-14 ( Transbrasiliana ), que, mais tarde, recebendo cobertura asfáltica, passou a chamar-se BR-285. Esta rodovia contribuiu para o desenvolvimento de Saldanha Marinho , com a instalação de postos de serviços, restaurantes, melhoramento no transporte, aumento da produção agrícola e crescimento de núcleo urbano. O movimento emancipatório teve início em 1987, com a eleição da Comissão Emancipacionista em 07 de julho, presidida por Ernani Bohn. A população apoiou o movimento e votou maciçamente pelo Sim, em plebiscito realizado no dia 20 de dezembro de 1987.

Gentílico: saldanhense

Aspectos Administrativos

Por Lei Municipal de Santa Bábara do Sul nº 25 de 24-12-1959 é criado o Distrito (2º) Saldanha Marinho.

Através da Lei Estadual nº 8.593 de 09-05-1988, foi oficialmente criado o Município de Saldanha Marinho.

Por Lei Municipal nº 72 de 18-12-1989 é criado o distrito de Campinas.

Por Lei Estadual nº 9.026 de 08-02-1990 altera o artigo 2º da Lei Estadual nº 8.593 de 09-05-1988.

O município é formado pelos distritos de Saldanha Marinho(Sede ) e Campinas permanecendo assim até 2007.

Fonte: IBGE Publicação " Os Novos Municípios Gaúchos" da Assembléia Legislativa" www.portalmunicipal.org.br www.cnm.org.br

Autor do Histórico: CLAYTON COSTA DA SILVA

Código do Município

4316436

Gentílico

saldanhense

Prefeito

VOLMAR TELLES DO AMARAL

População
População estimada [2018]2.679 pessoas  
População no último censo [2010]2.869 pessoas  
Densidade demográfica [2010]12,95 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,5 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]480 pessoas  
População ocupada [2016]16,8 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]25,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]100 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]-  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]-  
Matrículas no ensino fundamental [2017]234 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]83 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]27 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]13 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]2 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]50.359,87 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]79,4 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,762  
Total de receitas realizadas [2017]21.594,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]17.593,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,4 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]2 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]221,605 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]7,6 %  
Arborização de vias públicas [2010]97,9 %  
Urbanização de vias públicas [2010]13 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  10. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  11. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  15. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  16. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  17. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  18. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  19. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  20. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  21. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  22. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  23. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  24. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  25. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Saldanha Marinho: Imagens da cidade e Região

imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Saldanha+Marinho+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Saldanha Marinho e arredores.


Você conhece a cidade de Saldanha Marinho? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: