Início » Rio Grande do Sul » Quevedos


Quevedos - Rio Grande do Sul



Quevedos faz parte do estado do Rio Grande do Sul.

Chega , provindo de São Paulo, José de Quevedo de Macedo, em terras na costa do Toropi, denominada de antiga estância de São Domingos, distrito de São Xavier. Província das Missões, pertencente ao povo de São Miguel das Missões.

Descendentes de espanhóis, devoto de Nossa Senhora dos Remédios, trouxe no bolso do casaco uma imagem de aproximadamente 10 cm de altura, e mais tarde, constrói uma pequena capela de madeira e um altar para a santa, hoje padroeira do município.

História da cidade de 1802 Chega , provindo de São Paulo, José de Quevedo de Macedo, em terras na costa do Toropi, denominada de antiga estância de São Domingos, distrito de São Xavier. Província das Missões, pertencente ao povo de São Miguel das Missões.

Descendentes de espanhóis, devoto de Nossa Senhora dos Remédios, trouxe no bolso do casaco uma imagem de aproximadamente 10 cm de altura, e mais tarde, constrói uma pequena capela de madeira e um altar para a santa, hoje padroeira do município.

Estabeleceu-se com a criação de animais, bovinos e equinos. Trouxe consigo 9 filhos e outros 14 filhos, de seu segundo casamento, nasceram nas terras gaúchas ou missioneiras.

1820 Construção de uma nova capela, de pedra e barro, por seus filhos: Capela dos Quevedos... Existente até hoje.

A antiga capela de madeira, com o tempo foi deteriorando-se e sua base, foi utilizada como cercada de pedra.

Cemitério, que existe ainda hoje no município. Denominado cemitério velho, é o mais antigo do município.

1834 As terras de Quevedo passam a pertencer ao recém criado município de Cruz Alta, precisamente ao 2° Distrito de São Martinho.

1842 Morre José de Quevedo de Macedo e é enterrado na capelinha, hoje cemitério velho.

1873 Chegada dos primeiros imigrantes italianos.

1876 Com a divisão política e a emancipação do município de São Martinho, as terras passam a fazer parte deste município até 1901, sendo denominado de Rincão de Quevedos, fazendo parte do então 3° Distrito de São Xavier.

1883 Chegada dos primeiros imigrantes alemães.

1901 São Martinho é anexado a Vila Rica, atual Júlio de Castilhos e o Rincão dos Quevedos passa a pertencer ao 1° Distrito de Vila Rica.

1913 Em 09 de dezembro é criado o 6° Distrito de Vila Rica com a denominação de Igrejinha. Com a emancipação de Tupanciretã, Igrejinha passa a ser o 5° Distrito.

1938 A denominação de Igrejinha, alterada pelo decreto a ser Quevedos em homenagem às famílias descendentes do 1° morador do distrito.

Demarcação das terras decretando a área urbana.

1950 Os meios de transporte vão se atualizando. Surge a linha de ônibus que liga Quevedos a Júlio de Castilhos.

1953 Fundação do Hospital Nossa Senhora dos Remédios.

1960 Criação do posto da Brigada Militar.

1970 Fundação do Clube 17 de Maio.

1974 Esporte Clube Satélite.

1977 Filial da COTRIJUC.

No dia 31 de dezembro foi fundado o CTG Mangueira de Pedra, surgiu em assembléia geral dos associados do clube 17 de Maio que votaram a favor de sua dissolução, transformando-o em centro de tradições gaúchas.

1980 Instalação da Unidade Sanitária.

1986 Instalação do Posto de Combustível.

1987 é desativado o Hospital Nossa Senhora dos Remédios.

1988 Assentamento pelo governo estadual de 19 famílias na Paina.

1989 Foi criado o grupo de saúde para melhor conhecer e fazer uso de plantas medicinais, assistência à comunidade.

1990 Em maio começa o processo emancipacionista do município.

1992 Lei Estadual n° 9589 de 20 de março de 1992, criando o município.

1993 é instalado o Ambulatório Municipal no prédio do antigo hospital.

1993 Início da abertura de novas estradas de acesso e melhoramento das existentes.

A partir de 1993 implantadas nas ruas a iluminação pública.

Projeto de paisagismo da praça central do município.

1994 Ampliação do prédio da Prefeitura Municipal.

1995 Informatização da Administração Pública Municipal.

1996 Criação da Biblioteca Pública Municipal e instalação do Museu do município.

1997 2004 Estagnação na Administração Pública

1998Primeiras casas populares do município.

2006 PIB do município cresce 360% desde sua emancipação devido principalmente ao aumento da produção da soja.

Com a emancipação de Quevedos em 1992, começam a tomar forma as estratégias de desenvolvimento do município.

Ponto de destaque é a preocupação com a abertura de novas estradas e a recuperação das existentes, uma vez que com a facilidade de acesso as possibilidades de crescimento econômico do município são maiores.

Até os dias atuais não existem estradas de acesso ao município asfaltadas.

Fonte: IBGE E CONF.NACIONAL DE MUNICIPIOS

Autor do Histórico: HOMERO DA SILVA POMPEO

Código do Município

4315321

Gentílico

quevedense

Prefeito

NEUSA DOS SANTOS NICKEL

População
População estimada [2018]2.786 pessoas  
População no último censo [2010]2.710 pessoas  
Densidade demográfica [2010]4,99 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,7 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]253 pessoas  
População ocupada [2016]9,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]40,1 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]-  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]-  
Matrículas no ensino fundamental [2017]320 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]66 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]44 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]13 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]4 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]52.136,19 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]83,2 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,665  
Total de receitas realizadas [2017]19.135,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]15.200,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,4 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]3 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]543,359 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]11 %  
Arborização de vias públicas [2010]55,1 %  
Urbanização de vias públicas [2010]18,1 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  10. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  11. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  15. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  16. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  17. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  18. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  19. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  20. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  21. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  22. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  23. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  24. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  25. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Quevedos: Imagens da cidade e Região

imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Quevedos+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Quevedos e arredores.


Você conhece a cidade de Quevedos? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: