Início » Rio Grande do Sul » Quaraí


Quaraí - Rio Grande do Sul



Quaraí faz parte do estado do Rio Grande do Sul. Faz fronteira com o Uruguai através da localidade vizinha de Artigas. Encontra-se a uma latitude 30º23′15" sul e a uma longitude 56º27′05" oeste, estando a uma altitude de 112 metros. A população avaliada em 2004 era de 24 987 habitantes. Os limites geográficos são: ao norte o município de Uruguaiana; ao sul o município de Santana do Livramento e a República Oriental do Uruguai; a leste o município de Rosário do Sul e o município de Alegrete.

O município de Quaraí foi criado no dia 8 de abril de 1875. O município de origem é Alegrete.

O município tem origem e marca da cultura indígena. Nesta terra viveram Jaros, Guenoas, Minuanos e Charruas. A palavra Quaraí é uma composição de origem indígena que pode significar: "Rio das Pedras ou buracos", ou "das garças", ou ainda "Rio do Sol". Jarau, "Fogo da noite" na língua chaná identifica nosso município através da lenda "Salamanca do Jarau".

História da cidade de Quaraí

Em 1814, D. Diego de Souza, 1º Governador da Capitania Geral do Rio Grande, e Luis Teles da Silva, depois Marquês de Alegrete, iniciaram as doações de sesmarias no atual Município de Quaraí. é este o tempo das lutas contra José Gervásio Artigas, o idealizador da independência da Banda Oriental, atual República Oriental do Uruguai. Em nove anos de doações de sesmarias, 42 estancieiros foram os primeiros proprietários dos 3.238 km, que formam a área do nosso município. Entre estes pioneiros encontrava-se o paulista de Sorocaba, comprador de mulas, João Batista de Castilhos, que além da sesmaria recebida comprou outra, que fora concedida a José Joaquim de Melo, e parte deste campo é hoje a cidade de Quaraí.

A estância de João Batista prosperava, era o tempo das guerras de Independência no Prata, iniciadas em 1810, quando os "Saladeiros" desta região entram em decadência, sendo o gado contrabandeado para as "charqueadas" riograndenses. Os proprietários de terra formavam a elite política do Rio Grande do Sul e serão os líderes da Revolução Farroupilha. Quaraí é o berço do último combatente farroupilha e aqui iniciou o derradeiro combate, que estendeu-se até o local denominado Quaró no departamento de Artigas, em dezembro de 1844.

Em 1816, o comandante José de Abreu acampa junto à margem direita do Rio Quaraí e com seus 200 homens impede que as tropas do general Artigas aqui se estabeleçam. E assim tem origem o povoamento urbano. Em 1858 comandava esta Guarnição o Tenente Coronel Simeão Francisco Pereira, quando aqui chegou o engenheiro e matemático, José da Victória Soares Andréa, que integrava a comissão de demarcação dos limites entre Brasil e o Estado Oriental do Uruguai, e traça a planta para a futura freguesia.

A lei providencial nº 442, de 15 de dezembro de 1859, criava no 2º Distrito de Alegrete, a Freguesia de São João Batista de Quaraí. O 1º Vigário foi o Padre Augusto Martins da Cruz Jobim, apresentado por Carta Imperial de 17 de janeiro de 1858 e, confirmado canonicamente em 25 de março de 1863.

Na época o Passo do Batista, local conhecido por esta denominação a atual cidade de Quaraí, tinha um oratório com a imagem de São João Batista no local onde hoje é a Igreja Matriz. A referida imagem veio da Bahia e era pintada a ouro. Foi encomendada por João Batista de Castilhos. Ao lado deste oratório ficava a casa, com teto de capim, que pertencia ao Capitão Bernardo José Maurício de Souza, na qual o padre de Alegrete celebrava missas e batizados, quando vinha visitar a povoação.

Gentílico:

Formação Administrativa

A freguesia de São João Batista do Quaraí é elevada à condição de vila, por Lei nº 972 de 8 de abril de 1875. Esta data assinala a emancipação do 4º Distrito de Alegrete, assim designado desde o ano de 1871. A instalação do poder legislativo registrada em 16 de outubro de 1875 é que realmente transforma Quaraí em vila.

O Ato nº 150 de 26 de março do ano de 1890, transforma a vila de São João Batista do Quaraí em cidade.

Fonte: Prefeitura Municipal de Quaraí (RS)

Autor do Histórico: GETúLIO MOACIR RAMOS DURGANTE

Código do Município

4315305

Gentílico

quaraiense

Prefeito

RICARDO OLAECHEA GADRET

População
População estimada [2018]22.771 pessoas  
População no último censo [2010]23.021 pessoas  
Densidade demográfica [2010]7,31 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,8 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]3.309 pessoas  
População ocupada [2016]14,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]34,6 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,4  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.979 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]738 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]223 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]55 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]15 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]17.819,01 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]90,6 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,704  
Total de receitas realizadas [2017]56.380,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]49.860,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]3,27 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,8 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]7 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]3.147,631 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]85,7 %  
Arborização de vias públicas [2010]92 %  
Urbanização de vias públicas [2010]13,9 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Quaraí: Imagens da cidade e Região

imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Quara%C3%AD+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Quaraí e arredores.


Você conhece a cidade de Quaraí? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Luiz Carlos  Fraga's avatarLuiz Carlos Fraga

    Como filho de Quaraí me vem a lembrança um concurso de poesia que ganhei, quando era aluno do Grupo Escolar Dartagnan Tubino.

    Ainda me lembro de alguns versos feitos em homenagem ao aniversário do meu Quaraí.

    Quaraí terra bendita,

    Que pra mim e a mais bonita

    De todas que eu já vi

    As mocinhas nem se fala

    Beleza que não se iguala

    Não é por serem daqui.

    Tens o um rio do mesmo nome

    Que muitas águas consome

    Dobrando lá no Peráu

    E um serro por nobreza

    Que possui muitas riquezas

    Denominado " JARAU "

    Se não viu, pois então veja

    A linda torre da igreja

    Que de longe a gente avista

    Tens por padroeiro um santo

    Homem que honrou seu manto

    Chamado São João Batista.

    E, por aí ía......

    Hoje vivo em outro estado mas sou e sempre serei um eterno divulgador dessa minha Quaraí Querência Querida.

    Luiz Carlos Fraga

    #1 – 09/04/2016 - 01:59

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: