Início » Rio Grande do Sul » Lajeado


Lajeado - Rio Grande do Sul



Lajeado faz parte do estado do Rio Grande do Sul.

O nome Lajeado vem do ponto de referência que se dava às sesmarias. No Rio Taquari e bem como o Arroio do Engenho, águas formavam cascatas sobre lajeiros, daí o nome da cidade. Entretanto, em virtude da barragem de Bom Retiro, os lajeados do Taquari, bem como suas cascatas, estão submersas.

Antônio Fialho de Vargas foi o fundador e patriarca de Lajeado. Tendo sido um dos primeiros a estabelecer-se por Lajeado, adquirindo fazendas e estabelecido casa, senzala e demais dependências, além de ter promovido a colonização local.

História da cidade de O nome de Lajeado vem da antiga "Cachoeira do Lajeado", famosa entre os marinheiros, pois não permitia a passagem a barcos maiores, a não ser em períodos de chuvas. Era necessário descer e livrar a embarcação presa entre os cascalhos e lajes. As águas do Rio Taquari deslizam sobre o leito em declive, sobre lajeados lisos e cascalhos roliços. Em época de estiagem a navegação pelo local era um tormento. Desde os primórdios do povoamento das sesmarias e fazendas, como ponto de referência na identificação de locais, estas lajes e a cachoeira, bem como a foz do riacho a cascatear sobre lajeiros (hoje, Arroio do Engenho), originaram o nome de "Lajeado".

O território do atual município de Lajeado foi habitado, inicialmente, pelos aborígenes. Nos primitivos territórios de Estrela e Lajeado, em 1800, os irmãos João e José Inácio Teixeira receberam sesmarias, divididas em fazendas, entre as quais Carneiros ou Lajeado, hoje perímetro urbano, e dos Conventos, hoje área de Carneiros.

Esta fazenda recebeu a denominação de "Conventos Velhos" ou "Alt Convent", para distingui-la da Picada dos Conventos ou São José dos Conventos, hoje Bairro de Conventos.

Em 1830, José Inácio Teixeira fixou-se no local, dedicando-se à colonização da região, mas de forma incipiente. A colonização sistemática começaria a partir de 1853, com a venda das terras de Teixeira a Fialho de Vargas, que fazia parte da firma "Baptista e Fialho, Pereira & Cia Ltda". Neste ano o agrimensor alemão Carl Ernst Mutzel, o "Brummer", mediu as terras de Conventos e dividiu a fazenda em lotes para serem vendidos aos colonos alemães e descendentes, sendo que os primeiros estabeleceram-se a partir de 1854. Nesta época foi fundada a Colônia Conventos.

Em 1858, já cultivavam o solo 188 pessoas, dos quais 112 alemães. O relatório de Baptista, Fialho & Cia , em 1860, mencionava 231 colonos, sendo 145 alemães.

Conventos, que até então pertencia à Freguesia de Santo Amaro, foi transferido à de Santo Antônio de Estrela, que acabava de ser criada pela Lei Provincial nº 916 de 24 de abril de 1874. Em 1875, Conventos foi elevada à categoria de sede distrital.

Com a Lei provincial de 26 de maio de 1881, estabelecia-se a Freguesia de Santo Inácio dos Conventos, que foi instalada a 11 de agosto.

Pelo ato estadual nº 57, de 26 de janeiro de 1891, criava-se o município de Lajeado, tendo como sede a vila do mesmo nome, situada à margem direita do Rio Taquari. Atendia-se deste modo, uma velha reivindicação de sua população que já estava na casa dos 18.000 habitantes.

Em 26 de janeiro de 1891, foi criado o município de Lajeado, tendo como sede a vila do mesmo nome, situada à margem direita do Rio Taquari. A instalação oficial ocorreu no dia 25 de fevereiro do mesmo ano, com a posse do primeiro intendente Frederico Henrique Jaeger.

Após a emancipação iniciou a migração dos colonos de origem italiana para chamada Zona Alta, que hoje compreende os municípios de Progresso, Sério, Boqueirão do Leão, Pouso Novo, Nova Bréscia, Capitão, Encantado, Muçum e parte dos municípios de Marques de Souza (Vila Fão) e Travesseiro

Do município de Lajeado, mais tarde, originaram-se os municípios de Guaporé, Encantado, Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Boqueirão do Leão, Progresso, Santa Clara do Sul, Sério, Marques de Souza, Forquetinha e Canudos do Vale.

CARACTERíSTICAS

Gentílico: Lajeadense

Lajeado tem hoje 67.474 habitantes (Contagem da população de 2007), sendo que a população é formado por descendentes de imigrantes alemães (na sua maioria), italianos, africanos e portugueses.

A área do município é de 90 Km. A densidade demográfica é uma das maiores do Estado: 749,71 hab/km.

- Aspectos Físicos

Está localizado no Vale do Taquari, a 117 Km de Porto Alegre é um município predominantemente urbano, com área rural restrita. A altitude máxima atinge 386 metros, mas a altitude média é de cerca de 65 metros. Uma das características é a existência do Rio Taquari, que separa Lajeado de Estrela.

Confronta-se, ao Norte, com os municípios de Arroio do Meio e Marques de Souza, ao Sul, com Cruzeiro do Sul e Santa Clara do Sul, a Oeste, com Forquetinha e Santa Clara do Sul e, a Leste, com Estrela.

- Economia

A área da indústria é responsável por 42% do PIB do município. Entre tantos setores, destacam-se os de abate de frangos e suínos, de bebidas, moveleiro, de candies, chocolates e doces.

Para suportar os empreendimentos neste segmento, o município conta com um distrito industrial com infra-estrutura completa, que hoje já se encontra plenamente tomado por novas pequenas e médias empresas. O município dispõe de um novo Distrito Industrial que está sendo devidamente preparado para a chegada de novos investimentos.

Pela condição de metrópole do Vale do Taquari, Lajeado possui um comércio que se caracteriza pela sua diversidade e dinamicidade. Além de uma área central dotada de estabelecimentos comerciais dos mais diversos fins. O município ainda comporta um shopping center, localizado à margem da BR 386.

Na última década, a área da prestação de serviços foi a que mais se desenvolveu no município. Entre os diversos fatores responsáveis por este crescimento estão o empreendedorismo da comunidade e uma série de incentivos que estão disponíveis para a abertura de novas empresas dos mais diversos portes. Dentro dessa nova realidade econômica, os segmentos que mais estão gerando renda e novos postos de trabalho no município são os da construção civil, hotelaria, educação, transportes, saúde, de desenvolvimento de novas tecnologias, entre outros.

- Cultura

A população é formada basicamente por descendentes de imigrantes alemães, italianos, africanos e portugueses, predominando os alemães.

A colonização alemã deixou marcas inconfundíveis no município. Desde o estilo arquitetônico até o comportamento das pessoas, muitas coisas lembram o país de onde vieram os primeiros colonizadores. As construções em estilo Enxaimel ainda são encontradas em grande número na cidade.

Da mesma forma, os imigrantes italianos também contribuíram para a riqueza do município. De modo especial na parte alta, onde hoje estão os novos municípios de Progresso, Sério, Canudos do Vale, Marques de Souza e Boqueirão do Leão.

Quanto à tradição e hábitos, a população rural mantém atividades distintas que envolvem seus centros de convívio social (salões, paróquias, sociedades) grupos de danças do folclore alemão, corais, Clubes de bolão e bolão de mesa, bandas típicas, clubes de futebol, clubes de mães, CTGs, bocha, etc. As religiões predominantes são a Católica e a Evangélica.

Fonte: IBGE PREFEITURA MUNICIPAL REGIãO DOS VALES

Autor do Histórico: JONES DOMINGO BIANCHETTI

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Lajeado: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Lajeado? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: