Início » Rio Grande do Sul » Imigrante


Imigrante - Rio Grande do Sul



Imigrante é um município do estado do Rio Grande do Sul.

O nome foi dado ao município devido à sua população ser composta por descendentes de imigrantes alemães e italianos, e assim feita uma homenagem aos valentes desbravadores dessa terra, que ergueram com seu próprio suor uma bela cidade.

O município de Imigrante, resultou da união de dois distritos, Arroio da Seca, do município de Estrela, e Daltro Filho, do município de Garibaldi. Sendo que Arroio da Seca era de colonização predominantemente alemã e Daltro Filho de colonização predominantemente italiana.

História da cidade de O nome "Imigrante" foi assim escolhido porque todos os habitantes da área emancipada descendiam de imigrantes europeus: Alemanha, Itália, áustria, Portugal, etc, conforme acordo da Comissão Emancipacionista. Não sobrava nenhum ameríndio, dos primitivos habitantes da região. Depois da propaganda e de muitas discussões a respeito da emancipação e do nome, eis que é aprovada a escolha.

O município resultou da união consentida de dois distritos: Arroio da Seca, do município de Estrela, de colonização predominantemente alemã, e Daltro Filho (parte) do município de Garibaldi, de colonização com predominância italiana. Mas nos dois distritos, a maior parte dos povoadores já havia nascido no Brasil e não na Europa.

Daltro Filho foi ocupado por italianos que foram descendo do Nordeste para o Sudoeste, a partir da antiga Colônia Conde d′Edu, atual Garibaldi. O distrito já foi chamado de povoado de Castro, sendo que seu nome oficial era Azevedo Castro. Em 2 de agosto de 1919, pelo Ato Municipal nº38, da Intendência de Garibaldi, é criado o distrito de Azevedo Castro.

Inicialmente, Arroio da Seca e Corvo faziam parte da Fazenda Beija-Flor, de Pedro álvares Cabral da Silveira da Cunha Godolfim (posteriormente de João Altenhofen) e as grandes concessões de terra de José Francisco dos Santos Pinto.

Arroio da Seca foi colonizado à partir de1882, de Oeste para Leste, por colonos de origem germânica e portuguesa, que subiam o Arroio da Seca (entrada natural dos colonizadores, que era reforçada pela presença no outro lado do Rio Taquari da importante Fazenda São Caetano, de Custódio Silvestre Ribeiro), ou que vinham da colôniaTeutônia, ao Sul, passando por várias picadas (Catarina, Bismarck, Berlin, Moltke, Köln, Krupp e Imhoff). Os sete casais que subiram inicialmente o Arroio da Seca foram João Batista Tonini e Maria Tereza Michelli Tonini, os outros eram da família Prediger, Ambrósio, Antônio, José (filho) e José (pai) e ainda João Mildner e Ana Mildner, e José Kaplan e Ana Kaplan.

O povoado, no começo do século, era chamado de Seca Rica ou de Arroio da Seca, ou mais raramente, de Arroio Seco. A Oeste, havia o povoado de Seca Baixa, e, nas imediações do Rio Taquari, o povoado de Barra da Seca, que é atualmente a Linha 31 de Outubro.

Arroio da Seca era o centro de um conjunto de picadas, que abrangia oficialmente as chamadas Herval, 11 de Novembro, Castro Alves, Almirante Barroso (Berlim), Boa Vista (Norte e Sul) e Ernesto Alves (em parte). Tornou-se distrito no dia 17 de junho de1955, quando pelo Ato Municipal nº 323, da prefeitura de Estrela, foi destacado do distrito de Corvo, atual Colinas, passando a constituir o 3º distrito.

No ano de 1987 abriu-se a oportunidade de criar novos municípios no Rio Grande do Sul, assim, os habitantes dos distritos de Daltro Filho e Arroio da Seca se sentiram capazes de formar um novo município. Em 8 de outubro de 1987 elegeu-se uma Comissão Emancipacionista, com a presidência de Carlos Hassmann. Em 10 de abril de 1988, realizou-se o plebiscito; foram 1808 votos à favor da emancipação e 405 votos contra. Em 9 de maio de 1988, o governador do Estado, Pedro Simon sancionou a lei nº8605, criando o município de Imigrante.

Os prefeitos de imigrante foram Carlos Hassmann (1989-1992), Elimar Rex (1993-1996), Paulo Gilberto Altmann (1997-2000), Elimar Rex (2001-2004) e Paulo Gilberto Altmann (2005-2008).

No ano de 1996 foi criado o município de Westfália , e Imigrante perdeu parte de seu território. A Linha Berlim passou a pertencer a esse novo município.

CARACTERíSTICAS

Emancipado em 09 de maio de 1988, através da Lei Estadual nº 8.605.

A População Total do Município era de 3013 de habitantes. (Contagem da População - IBGE (2007).

Sua área é de 73 km representando 0.0273% do Estado, 0.013% da Região e 0.0009% de todo o território brasileiro.

Seu índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0.828 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000)

Gentílico: Imigrantense

Ano de Instalação: 1989

Microrregião: Lajeado-Estrela

Mesorregião: Centro Oriental Rio-Grandense

Altitude da Sede: 100 m

Distância à Capital: 92,00Km

- Aspectos Físicos

O município está localizado entre a serra gaúcha e a depressão central. Possui um vale principal, o do Arroio da Seca e vários vales pequenos, de afluentes do Arroio da Seca e vários morros, que não chegam a 700m.

O clima é subtropical com verões quentes e invernos mais moderados, mas que podem alcançar temperaturas negativas e mais raramente pode nevar fraco nas partes mais altas. é quase sempre úmido, mas ocorrem exceções em secas prolongadas.

O seu terreno geológico é antigo, de origem vulcânica, mas há algumas camadas sedimentares muito antigas. Faz parte do Planato Meridional.

Imigrante faz parte da seção geológica e hidroestratigráficas de Lajeado, Estrela, Bom Retiro do Sul, Taquari. A região abrangida por esta seção mostrou-se extremamente complexa do ponto de vista estrutural, litológico e hidroestratigráfico. Do ponto de vista estrutural, ela encontra-se afetada pelo sistema de falhamentos de direção nordeste, associados com a Zona de Cisalhamento Dorsal de Canguçu, estando na fronteira do bloco alçado da Fachada Atlântica. Quanto às litologias, os poços atravessam ora arenitos eólicos capeados por derrames de lavas, ora intercalações de leitos fraturados e leitos porosos, tornando difícil a visualização e individualização do topo da Formação Botucatu. Também ocorrem aquíferos predominantemente argilosos com lentes finas arenosas, aflorantes e em grande parte da área recobertos por litologias basálticas. A hidroestratigrafia pode ser resumida como aquíferos porosos confinados por litologias fraturadas da Serra Geral. Os aquíferos são representados pelas Formações Botucatu, Caturrita e Passo das Tropas.

A vegetação característica é a floresta subtropical, uma vegetação de transição entre a Mata de Pinhais e os Pampas, e é uma floresta ombrófila densa e mista. As árvores são de folhas perenes.

Quanto a hidrografia, Imigrante possui o Arroio da Seca e seus afluentes, sendo que o principal afluente é o Arroio Boa Vista. O Arroio da Seca pertence a bacia hidrográfica do Taquari-Antas, e à região hidrográfica do Rio Guaíba.

- Economia

A economia de Imigrante gira principalmente em torno das indústrias e do comércio, tendo destaque para a metalurgia, e também laticínios, confecções, saboaria, móveis, calçados e agroindústrias.

Na agricultura, destaque para as culturas de milho, cana-de-açúcar, aveia, uva, tomate, soja, feijão, batata-doce e hortaliças. Na silvilcultura planta-se principalmente eucalipto, acácia e Pinus elliottii. Possui a maior estufa de cactus do sul do país, os Cactus Horst.

Na pecuária destaca-se o setor de aves, suínos e gado leiteiro.

- Cultura

Um atrativo cultural é o Instituto Cultural São Francisco de Assis, localizado no Bairro Daltro Filho.

Os principais pontos turísticos são a Cascata dos Bugres, a Cascata da Linha Rosenthal, a Cascata da Linha Imhoff (Wasserfall) e a Barragem Arroio da Seca.

Fonte: IBGE PREFEITURA MUNICIPAL FAMURS WIKIPéDIA

Autor do Histórico: JONES DOMINGO BIANCHETTI

Código do Município

4310363

Gentílico

imigrantense

Prefeito

CELSO KAPLAN

População
População estimada [2018]3.116 pessoas  
População no último censo [2010]3.023 pessoas  
Densidade demográfica [2010]41,21 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.218 pessoas  
População ocupada [2016]38,6 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]15,7 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]95,1 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]-  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]-  
Matrículas no ensino fundamental [2017]294 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]75 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]39 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]11 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]4 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]58.699,05 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]89 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,743  
Total de receitas realizadas [2017]22.622,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]19.341,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]4 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]73,689 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]27,8 %  
Arborização de vias públicas [2010]75,6 %  
Urbanização de vias públicas [2010]44,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  10. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  11. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  15. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  16. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  17. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  18. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  19. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  20. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  21. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  22. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  23. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  24. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  25. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Imigrante: Imagens da cidade e Região

imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Imigrante+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Imigrante e arredores.


Você conhece a cidade de Imigrante? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: