Início » Rio Grande do Sul » Erechim


Erechim - Rio Grande do Sul



Erechim é um município do estado do Rio Grande do Sul, na Região Sul do Brasil. Considerada um centro sub-regional no país, é a segunda cidade mais populosa do norte do estado, com 96 105 habitantes, superada apenas pelo município de Passo Fundo. O município estava, em 2007, na 17ª posição do PIB no estado do Rio Grande do Sul.

A cidade foi uma das primeiras cidades brasileiras modernas planejadas. O planejamento viário da cidade havia sido inspirado em conceitos urbanísticos usados nos traçados de Washington (1791), Paris (1850), Buenos Aires (1580) e Belo Horizonte (1897), porém foi recentemente alterado para facilitar o fluxo viário, caracterizando-se por ruas muito largas, forte hierarquização e criação, através de ruas diagonais ao xadrez básico, de pontos de convergência. Elementos chaves do seu traçado incluem uma malha perpendicular de ruas cortadas por avenidas em diagonal, quarteirões de dimensões regulares e uma avenida em torno de seu perímetro.

O município. encontra-se ao norte do Rio Grande do Sul, na região do Alto Uruguai, sobre a cordilheira da Serra Geral.

História da cidade de ERECHIM RIO GRANDE DO SUL Monografia - nº 483 Ano: 1970

ASPECTOS HISTóRlCOS O "GRANDE ERECHIM", constituído dos territórios dos municípios de Erechim, Getúlio Vargas, Marcelino Ramos, Gaurama, Aratiba, Viadutos, Campinas do Sul, São Valentim, Herval Grande Severiano de Almeida, Jacutinga, Barão de Cotegipe, Itatiba do Sul e Mariano Môro, foi origináriamente "habitat" dos índios Coroados, aos quais os Guaranis dos Sete Povos das Missões Orientais chamavam de "bugres" por considerá-los ferozes, nômades, hostis e irredutíveis à civilização jesuítica.

A extensa gleba integrou, sucessivamente, os municípios de Rio Pardo, São Borja, Cruz Alta e Passo Fundo.

Seus primeiros povoadores brancos foram paulistas, descendentes de bandeirantes, que, instalando-se dispersivamente no território, obtiveram a concessão de tratos de terra, requeridos ao Governo do Estado.

Não foi pacífica, inicialmente, a posse das terras por esses primeiros povoadores, que tiveram de sustentar, durante muito tempo, luta tenaz contra os primitivos habitantes, os Coroados.

Firmaram-se, porém, na terra, os poucos posseiros que povoaram o território inculto, de natureza exuberante, clima temperado e pleno de riquezas naturais, encobertas pela floresta imensa e apreciáveis faixas de campo, sulcadas pela abundante rede da bacia hidrográfica ocidental dos rios Pelotas-Uruguai.

Em fins de 1887, Augusto de Oliveira Penteado conhecido por Augusto César, tendo como companheiros João Placidino Machado e Antônio Ferreira de Albuquerque, empreenderam ousada exploração fluvial, da qual elaboraram circunstanciado relatório, que foi enviado à Câmara Municipal de Passo Fundo, em fins de 1888, contendo as denominações dadas por eles a vários acidentes geográficos.

Augusto César foi o descobridor do famoso estreito do Uruguai.

Por proposta do engenheiro Tôrres Gonçalves, diretor-chefe da Diretoria de Terras e Colonização, o presidente do Estado, Carlos Barbosa Gonçalves criou a 6 de outubro de 1908 a COLôNIA ERECHIM, cujo topônimo, no dialeto Caigang (Coroado), quer dizer "Campo Pequeno".

Foi o engenheiro Severiano de Souza Almeida o chefe da delegação encarregada de efetuar a divisão em lotes coloniais da grande gleba devoluta e de dirigir os trabalhos de instalação da Colônia. Em fevereiro de 1910 teve início a construção de casas da sede provisória denominada Povoado Erechim, hoje Getúlio Vargas. Aportaram à sede da Colônia a primeira leva de imigrantes, composta de quatro famílias, com 28 pessoas, e mais oito imigrantes isolados, totalizando 36 almas.

Em 1910, a sede da Colônia oferecia aspecto urbano com abertura de ruas e edificação de 50 casas e mais 22 em construção, todas de madeira, inclusive o chalé do escritório da Comissão, dois barracões para hospedagem dos imigrantes, enfermaria e depósito de materiais, nove casas comerciais, uma barbearia, uma alfaiataria, tres sapatarias e um açougue. O desenvolvimento da zona rural também se fez rapidamente. Até 1914, a sede inicial da Colônia Erechim foi o povoado que mais prosperou. Em 20 de abril de 1916, o escritório da Comissão de Terras e Colonização foi transferido do Povoado Erechim para o de Paiol Grande, sede geral da Colônia anteriormente escolhida.

Oito anos após a instalação, a Colônia Erechim estava em condições de aspirar à emancipação política e administrativa, desmembrando-se do território e do governo de Passo Fundo.

A vida política do Município de Erechim, especialmente nos primeiros anos, fora bastante agitada e seu território palco de intensa movimentação de tropas e de choques bélicos, em consequência das revoluções de 1923 e 1930.

Formação Administrativa O MUNICíPIO de Erechim foi criado, com sede na povoação de Boa Vista do Erechim, e território desmembrado do de Passo Fundo, pelo Decreto estadual n.° 2.342, de 30 de abril de 1918, ocorrendo a instalação a 18 de junho daquele ano. O ato municipal n.° 2, de 27 do mes seguinte, criou o distrito.

No Censo de 1920, o Município se compunha dos distritos de Boa Vista do Erechim (sede), Erechim (ex-Povoado Erechim), Marcelino Ramos, Erebango e Barro.

Em razão do Decreto estadual n.° 7.210, de 5 de abril de 1938, o Município passou a chamar-se José Bonifácio. Com esse nome, constou no Censo de 1940 com 12 distritos.

Sofreu diversas reformulações administrativas e modificações toponímicas e perdeu território para o Município de Marcelino Ramos (Decreto-lei estadual n.° 718, de 28 de dezembro de 1944). Pela Lei n.° 720 de 29 de dezembro do mesmo ano, voltou a denominar-se Erechim, chegando ao Censo de 1950 com 11 distritos: Erechim, Aratiba, áurea, Barão de Cotegipe, Carlos Gomes, Gaurama, Herval Grande Nova Itália, Paulo Bento, Quatro Irmãos e São Valentim.

No Censo de 1960 aparece sem os distritos de Aratiba, áurea, Carlos Gomes, Gaurama, Herval Grande e São Valentim, desmembrados para formarem novos municípios, e acrescido dos de Capo-Erê, Itatiba, Mariano Môro e Tres Arroios, resultantes de nova reformulação administrativa.

Pela Lei municipal n.° 1.035, de 14 de outubro de 1968, foi criado o distrito de Jaguaretê, instalado a 10 do mes seguinte.

Composto dos seguintes distritos: Erechim (sede), Capo-Erê, Paulo Bento, Quatro Irmãos, Tres Arroios e Jaguaretê.

O Município é sede de Comarca de 3 a entrância criada pelo Decreto n.° 4.366, de 31 de agosto de 1929.

Fonte: IBGE

Código do Município

4307005

Gentílico

erechinense

Prefeito

LUIZ FRANCISCO SCHMIDT

População
População estimada [2018]105.059 pessoas  
População no último censo [2010]96.087 pessoas  
Densidade demográfica [2010]223,11 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]41.481 pessoas  
População ocupada [2016]40,3 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]23,6 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,7  
Matrículas no ensino fundamental [2017]10.971 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]3.441 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]721 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]302 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]35 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]14 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]43.052,17 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]60,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,776  
Total de receitas realizadas [2017]297.866,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]234.783,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]12,56 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]37 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]430,668 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]90,2 %  
Arborização de vias públicas [2010]78,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]39,3 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Erechim: Imagens da cidade e Região

imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Erechim+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Erechim e arredores.


Você conhece a cidade de Erechim? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Ricardo Souza's avatarRicardo Souza

    Olá, meu nome é Ricardo Souza e trabalho na InstaFlip.

    Imagine se existisse uma ferramenta que te ajudasse a aperfeiçoar seu engajamenhto no Instagram ? E seu eu disser que ela já existe ?

    Dê uma olhada na plataforma que desenvolvemos que pode ajudar sua empresa a gerenciar, automizaar e conquistar seguidores e clientes reais para o seu negócio.

    Oferecemos o serviço gratis por 14 dias no link https://instaflip.com.br/

    Quem seria a pessoa para apresentarmos o nosso sistema ?

    Desde já desejo Boas Vendas

    Qualquer duvida

    Ricardo Souza

    Rua Alcides Pertiga, 52

    #1 – 21/04/2018 - 01:01

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: