Início » Rio Grande do Sul » Dois Irmãos


Dois Irmãos - Rio Grande do Sul



Dois Irmãos faz parte do estado do Rio Grande do Sul.

Os primeiros imigrantes que chegaram a Dois Irmãos vieram da Alemanha com o Navio Cecília. Chegaram em 29 de setembro de 1826, dia do arcanjo São Miguel, motivo pelo qual o tomaram como padroeiro. Inicialmente, a cidade foi chamada de São Miguel de Dois Irmãos. O nome Dois Irmãos se deve à vista que tem os que chegam à cidade, os dois morros gêmeos. O nome original alemão da cidade foi Baumschneiz ou Baumschneis, que significa picada dos Baum, em referência à família Baum, uma das primeiras colonizadoras da região.

Dois Irmãos integra a Região Metropolitana de Porto Alegre. O município está localizado na Encosta Inferior do Nordeste do Rio Grande do Sul, na latitude 29º34′48" sul e a na longitude 50º05′06" oeste, a uma altitude de 166 metros acima do nível do mar.

História da cidade de Dois Irmãos Rio Grande do Sul - RS

A Cidade de Dois Irmãos está situada nos primeiros degraus da encosta Meridional, numa altitude média de 175 metros, posição que lhe conferiu a designação "Portal da Serra".

Município integrante do Vale do Rio Feitoria, afluente do Rio Caí; sua história está ligada à colonização alemã no e stado, parte da antiga Colônia de São Leopoldo, instalada em 1824. Dois Irmãos recebeu os primeiros colonos a partir de 1825, entre eles Pedro Baum e família, lavrador e sapateiro, do Honsruck,

A leva mais significativa de colonos imigrantes que ocuparam parte dos 249 lotes da "Linha Grande de Dois Irmãos", foi a dos ex-náufragos do navio Cecília. O veleiro partiu do porto de Hamburgo em 1827 e surpreendido por uma tempestade no canal da mancha. Parcialmente destroçado, o navio com seus passageiros foi abandonado por seu capitão e pela marinhagem, ficando sem rumo até ser encontrado por um barco inglês que o conduziu para Plymouth, na Inglaterra. Aí permaneceram por cerca de dois anos, aguardando a definição de seus destinos. Aportaram no Rio de Janeiro em 29 de setembro de 1829, dia de São Miguel. Conta a tradição que em homenagem ao Arcanjo estabeleceram essa data como seu marco fundante. Até hoje ela é comemorada no "Michelskerb", Kerb de São Miguel.

Em 1832 os colonos católicos inauguraram a capela em honra a São Miguel. O lugar onde foi erguido o templo é, provavelmente o mesmo onde a partir de 1869 foi construído o outro, com traços góticos, concluído em 1880, que hoje se encontra tombado pelo Patrimônio Histórico do Estado.

A ocupação da Linha Grande, também conhecida como "Baumshneiss" (Picada dos Baum), Picada dos Dois Irmãos ou São Miguel dos Dois Irmãos, deu-se basicamente através da atividade agrícola desenvolvida nos lotes que se alinharam lado a lado, no sentido norte-sul da Picada. O adensamento construtivo e demográfico se fez ao longo da picada, hoje Av. São Miguel, com casas de comércio, de atividades artesanais (ferrarias, marcenarias, carpintarias, sapatarias, lombilharias, etc.), residências e igrejas, plantadas na cabeceira dos lotes, constituíndo uma "povoação-lagarta".

Ainda hoje, percorrendo a Av. São Miguel, identificamos a antiga Igreja Católica de São Miguel (1880), a Sociedade de Canto Santa Cecília (1927), a Sociedade Atiradores (1897), a Escola Imaculada Conceição (1900), a Igreja evangélica (1855), a Igreja Evangélica Luterana (1938), além de casas de comércio, entre elas a casa que hoje abriga o Museu Histórico Municipal.

O Município ainda preserva a característica original de região agrícola, com o domínio de pequenas propriedades voltadas à policultura. O caminho dos encantos da Rota Romântica leva à Dois Irmãos. Lugar com boa qualidade de vida e um povo pacífico e trabalhador, onde sente-se que a história, o turismo e o desenvolvimento caminham juntos.

Como 4º produtor no Estado e 5º em exportação no Brasil, Dois Irmãos tem a indústria do calçado importante riqueza econômica, colaborando com o desenvolvimento do Rio Grande do Sul.

Uma cidade com as belezas de Dois Irmãos é um convite à visitação. Em tudo se vive a identidade cultural. Prédios históricos, igrejas, festas, praças, camping e cascatas.

Gentílico: dois-irmãozense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Dois Irmãos, pela lei estadual nº 3823, 10-09-1959, desmembrado de São Leopoldo. Sede no atual distrito de Dois Irmãos. Constituído de 3 distritos: Dois Irmãos, Morro Reuter e Santa Maria do Herval. Todos desmembrado do município de São Leopoldo. Instalado em 10-091959.

Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Dois Irmãos, Morro Reuter e Santa Maria do Herval.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1983.

Pela lei estadual nº 8634, de 12-05-1988, desmembra do município de Dois Irmãos

o distrito de Santa Maria do Herval. Elevado à categoria de município. Pela lei estadual º 9583, de 20-03-1992, desmembra do município de Dois Irmãos o

distrito de Morro Reuter. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Código do Município

4306403

Gentílico

dois-irmãosense

Prefeito

TANIA TEREZINHA DA SILVA

População
População estimada [2018]32.205 pessoas  
População no último censo [2010]27.572 pessoas  
Densidade demográfica [2010]423,17 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,3 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]14.165 pessoas  
População ocupada [2016]46,5 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]16,4 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,5 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,3  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,6  
Matrículas no ensino fundamental [2017]3.457 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]875 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]225 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]69 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]13 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]3 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]53.672,39 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]66,6 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,743  
Total de receitas realizadas [2017]106.704,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]90.620,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]5,51 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]10 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]65,156 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]94,9 %  
Arborização de vias públicas [2010]97,9 %  
Urbanização de vias públicas [2010]39,1 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Dois Irmãos: Imagens da cidade e Região

imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Dois+Irm%C3%A3os+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Dois Irmãos e arredores.


Você conhece a cidade de Dois Irmãos? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Ruggardo Pedro Grub's avatarRuggardo Pedro Grub

    Boa tarde ! Nasci e moro em Estância Velha. Meu Pai nasceu em Dois Irmãos. Meu irmão mais novo, Jorge Andreas Grub mora em Dois Irmãos. Lendo o histórico de Dois Irmãos verifiquei que na Av. São Miguel foram citadas as três Igrejas : a IGREJA CATÓLICA SÃO MIGUEL, a IGREJA EVANGÉLICA(1855) e a IGREJA EVANGÉLICA LUTERANA(1938). A Igreja Evangélica também é Luterana. Portanto, no meu entender deveria constar: IGREJA EVANGÉLICA(1855) hoje denominada IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA(IECLB) e IGREJA EVANGÉLICA LUTERANA(1938) hoje denominada IGREJA EVANGÉLICA LUTERANA DO BRASIL(IELB). Até prova em contrário acredito ser esta a descrição correta. Tenho um amigo chamado Noel Soares cujo Avô chamado Noé Soares foi escrivão em Dois Irmãos. A avó faleceu e foi interrada no cemitério católico de Dois Irmãos. Pergunto: onde posso encontrar dados referente ao cartório e período do escrivão Soares em Dois Irmãos. Agradeço pela atenção que me for dispensada. Atenciosamente, Ruggardo Pedro Grub

    #1 – 22/07/2016 - 18:10

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: