Início » Rio Grande do Sul » Capitão


Capitão - Rio Grande do Sul



Capitão faz parte do estado do Rio Grande do Sul.

Encontra-se a uma latitude 29º16′08" sul e a uma longitude 51º59′22" oeste, estando a uma altitude de 465 metros.

Possui uma área de 70,176km² e sua população estimada em 2004 era de 2 751 habitantes.

História da cidade de Contam os mais antigos, que a história desta localidade teve início há mais ou menos duzentos anos, quando um Capitão do Exército do Estado de São Paulo, chamado Francisco Silvestre Ribeiro, comprometido com a lei, refugiou-se com mais alguns companheiros no lugar, então mato cerrado, onde derrubou o matagal existente e construiu um pequeno acampamento que ficou conhecido como o "Gramado de Capitão". Não se sabe ao certo quanto tempo o Capitão e sua equipe permaneceram no local. Conforme depoimentos que vêm sendo transmitidos, sabe-se que, para proteger seu acampamento, este Capitão tinha três grandes cachorros, que morreram e foram enterrados nas proximidades do acampamento. Na cova de cada cachorro o Capitão plantou um pinheiro. Estes pinheiros cresceram e foram derrubados há aproximadamente 50 anos.

Uma segunda versão para o nome de "Capitão", seria por causa de um enorme tronco mestre de uma cerca, um respeitável palanque ou capitão de cerca que havia na vila, ao lado de um frondoso salseiro, onde os tropeiros costumavam sestear quando de suas passagens com as tropas.

Por volta de 1850, inicia efetivamente a colonização destas terras. Os imigrantes alemães Nicolau Ames, Henrique Hartmann, Marcos Bioeu, Mathias Gregori e suas famílias, estabeleceram-se há menos de dois quilômetros do gramado do Capitão (para o lado de Alto Palmas). João Batista Gasparotto, Luciano Delarezi, Estéfano Giaretta e suas famílias estabeleceram-se a três quilômetros do gramado do Capitão (para o lado de Marinheira). Cornélio Rizzi e sua família estabeleceram-se a dois quilômetros do gramado do Capitão (na estrada Geral para Arroio do Meio). Damiano Fachini e sua família, juntamente com outras famílias, estabeleceram-se distantes três quilômetros do gramado do Capitão (para o lado de linha Zanotelli). Damiano Tramontine e sua família estabeleceram-se há três quilômetros do gramado do Capitão para o lado de Linha Argola.

Estes cinco núcleos se projetavam há dois ou três quilômetros de distância, em sentidos diferentes, mas sempre contornando o Gramado de Capitão, que era um ponto de referência. O local ainda deserto e coberto por extensos matagais tinha como únicos meios de acesso as trilhas e os piques, que eram construídos com grandes dificuldades entre os núcleos fundadores.

Em 16 de março de 1990, iniciou-se o movimento emancipacionista de Capitão, tendo sido eleita uma Comissão de Emancipação, formada por mais de 60 pessoas, líderes de todas as comunidades pertencentes ao Distrito.

No dia 20 de março de 1992, através da lei Estadual de nº 9.561/92, foi criado o município de Capitão, durante o governo de Alceu Collares.

No dia 3 de outubro do mesmo ano de 1992 foi realizada a primeira eleição Municipal, para eleger o primeiro Prefeito Municipal e a primeira Câmara Municipal de Vereadores de Capitão.

CARACTERíSTICAS

A população total do município era de 2.595 de habitantes, de acordo com o Censo Demográfico do IBGE (Contagem 2007).

Sua área é de 74,62 km representando 0.0278% do Estado, 0.0132% da Região e 0.0009% de todo o território brasileiro.

Seu índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0.788 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000)

Microrregião: Lajeado-Estrela

Mesorregião: Centro Oriental Rio-Grandense

Altitude da Sede: 465 m

Distância à Capital: 112,16Km

Acesso: RS 130 / Estrada Vicinal Colonização Italiana e Alemã

Data da fundação: 20/03/1992

Ano de Instalação: 1993

Gentílico: Capitanense.

- Aspectos Físicos

O município integra a região da Encosta Inferior do Nordeste, a uma altitude aproximada de 467 m. O clima é tropical úmido, é ameno com temperatura média entre 18º e 20º C, com chuvas abundantes, geadas fortes de maio a setembro e nevoeiros frequentes. O relevo é montanhoso, com predominância de matas (nativas e artificiais). Há belas quedas d′água como a Cascata do Emílio, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes e o Salto do Lixuim.

- Economia

Está baseada principalmente no setor primário. Inicialmente instalou-se a COOPAVE, uma Cooperativa que trabalhava com matrizes para a criação de pintos, extinta alguns anos depois. Por volta de 1985, a empresa AVIPAL adquiriu as propriedades da ex-COOPAVE, que incrementou o setor. Atualmente a AVIPAL opera com 44 aviários, produzindo uma média de 100.000 ovos/dia.

A produção anual de aves de corte é de aproximadamente 2.600.000 cabeças, distribuídas em 55 aviários, envolvendo 42 criadores integrados às empresas AVIPAL, MINUANO e DOUX FRONGOSUL.

A suinocultura é outro setor bastante desenvolvido, produzindo em média 48.000 leitões/ano, com 1920 matrizes.

São terminados em torno de 49.000 cabeças/ano, por 51 produtores integrados às empresas DOUX FRANGOSUL, AVIPAL e COSUEL (Cooperativa dos Suinocultores de Encantado Ltda.)

A produção anual de leite gira em torno de 1.400.000 litros de leite, comercializados por 80 produtores, que possuem aproximadamente 700 cabeças.

Grande parte das terras é montanhosa e de difícil manejo, por isso os agricultores investem muito em reflorestamento, significando hoje, 20% da área do município. A produção envolve em torno de 1500 famílias em 1500 hectares de reflorestamento.

Das culturas temporárias destacam-se a produção de milho, em torno de 36.000 sacas de 60 Kg e o feijão com 5.000 sacas de 60 kg.

Participação das Atividades na Economia:

Agropecuária: 87,62%

Indústria Beneficiária: 7,19 %

Serviços: 3,37 %

Comércio Varejista: 1,54 %

Indústria de Extração Mineral: 0,18 %

Comércio Atacadista: 0,08 %

Indústria de Transformação: 0,02 %

Fonte: FAMURS PNUD PREFEITURA MUNICIPAL IBGE SECRETARIA MUNICIPAL DA AGRICULTURA

Autor do Histórico: JONES DOMINGO BIANCHETTI

Código do Município

4304697

Gentílico

capitanense

Prefeito

PAULO CESAR SCHEIDT

População
População estimada [2018]2.750 pessoas  
População no último censo [2010]2.636 pessoas  
Densidade demográfica [2010]35,64 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,0 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]564 pessoas  
População ocupada [2016]20,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]18 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,2 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6,5  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5,2  
Matrículas no ensino fundamental [2017]323 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]78 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]35 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]9 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]3 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]22.380,23 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]85,7 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,746  
Total de receitas realizadas [2017]21.044,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]18.206,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]10,9 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]1 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]73,967 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]13,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]41,6 %  
Urbanização de vias públicas [2010]27,3 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Capitão: Imagens da cidade e Região

imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Capit%C3%A3o+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Capitão e arredores.


Você conhece a cidade de Capitão? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: