Início » Rio Grande do Sul » Campinas do Sul


Campinas do Sul - Rio Grande do Sul



Campinas do Sul é um município do estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Seu nome originou-se das campinas existentes na região.

Em fevereiro de 1939, no município de Erechim, iniciou-se o povoamento da atual cidade de Campinas do Sul. Com predominância da população de origem italiana muito religiosa, foi escolhida Nossa Senhora dos Navegantes para padroeira do município.

Campinas do Sul emancipou-se de Erechim em 31 de janeiro de 1959. Em 1964 um dos seus distritos emancipou-se, surgindo assim Jacutinga.

História da cidade de Campinas do Sul Rio Grande do Sul - RS

O início da colonização de Campinas do Sul deu-se por volta da década de 1920/1930. Mas o maior impulso verificou-se nos anos de 1939 e 1940, quando levas crescentes de colonos aportaram à então denominada Vila Oungre - nome primitivo do atual município. Os imigrantes, em sua maioria de origem italiana, seguidos de elementos de origem germânica, procediam das chamadas colônias velhas, ou seja, da região da grande Caxias do Sul e do Vale dos Sinos, que demandavam aos campos de Vila Oungre, atraídos pela fertilidade do solo e pela topografia favorável ao desenvolvimento das mais variadas culturas agrícolas. A extração da madeira de pinho foi uma das principais atividades dos primeiros desbravadores, dada a abundância da espécie "araucaria angustifolia", nos primórdios da colonização.

A riqueza criada pela indústria da madeira e pela florescente agricultura propiciou um rápido desenvolvimento à nova comunidade e um incessante afluxo de colonos, industriais da madeira e comerciantes, que ensejaram o surgimento da Vila de Campinas do Sul, tendo ao seu redor um dos maiores celeiros da região.

A 29 de novembro de 1951, através da lei municipal nº 130, da municipalidade de Erechim, Campinas do Sul foi elevado à categoria de distrito - o 15º do município - e sua sede, à categoria de vila.

Em 1958, instalou-se a comissão pró-emancipação do município, integrada por Venâncio Hugo Della Latta, Arlindo Guarino Chiaradia, Olinto B. Battiston, Alberto Fossatti, José Eckert, Ulrich Hermann Hôschele e Mansueto Baccin, que, respaldada no pujante desenvolvimento do distrito e no firme apoio da coletividade de Campinense, viu seu trabalho coroado de êxito, com a sanção da Lei Estadual nº 3705, de 31 de janeiro de 1959, que veio dar autonomia administrativa ao novo município. A comuna foi oficialmente instalada a 31 de maio do mesmo ano.

Campinas do Sul é, hoje, graças à sua topografia e à fertilidade de seu solo, um dos municípios de maior produção agrícola da região, com destaque especial à cultura da soja, que, de dezembro a abril, cobre a quase totalidade do solo arável do município, chegando até a periferia urbana, num aceno de prosperidade e fartura, que se efetiva por ocasião da colheita.

Área territorial de 266,50 km2, Altitude de 690m acima do nível do mar, Clime Subtropical. Limita ao Norte com Cruzaltense, ao Sul com Jacutinga, ao Leste com Jacutinga e Ponte Preta, a Oeste com Ronda Alta. População 5.558 hab.

Principais eventos:

Integração de comunidades/religiosos, festas religiosas da paróquia, eventos tradicionalistas: rodeios regionais, rodeio interestadual, semana farroupilha e encontro de invernadas artisticas. Dia internacional da mulher, encontro de trilheiros, FENAMEX/EXPOCAMP (bi-anual), encontro de bailes da melhor idade, jantar italiano e encontro de corais.

Gentílico: campinense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Campina ex-povoado, pela lei municipal nº 130, de 29-11-1951, com território desmembrado do distrito de Quatro Irmãos, subordinado ao município de Erechim.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito permanece no município de Erechim

Elevado à categoria de município com a denominação de Campinas do Sul, pela lei estadual nº 3705, de 31-01-1959, desmembrado de Erechim. Sede no atual distrito de Campinas ex-povoado Campinas do Sul. Constituído de 2 distritos: Campinas do Sul e Jacutinga. Instalado em 31-05-1959.

Pela lei municipal nº 45, de 24-06-1960, é criado o distrito de Ponte Preta e anexado ao unicípio de campinas do Sul.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Campinas do Sul, Jacutinga e Ponte Preta.

Pela lei estadual nº 4734, de 01-06-1964, desmembra do município de Campinas do Sul os distritos de Jacutinga e Ponte Preta, para formar o novo município de Jacutinga.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído do distrito Sede.

Pela lei municipal nº 52, de 26-06-1979, é criado o distrito de Cruzaltense e anexado ao município de Campinas do Sul.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983 (suplemento) o município é constituído de 2 distritos: Campinas do Sul e Cruzaltense.

Pela lei estadual nº 10745, de 16-04-1996, desmembra do município de Campinas do Sul o distrito de Cruzaltense. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

Campinas para Campinas do Sul alterado, pela lei estadual nº 3705, de 31-01-1959.

Fonte: IBGE e Prefeitura Municipal de Campinas do Sul

Código do Município

4303806

Gentílico

campinense

Prefeito

NERI MONTEPO

População
População estimada [2018]5.471 pessoas  
População no último censo [2010]5.506 pessoas  
Densidade demográfica [2010]19,94 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,2 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.185 pessoas  
População ocupada [2016]21,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]29,4 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]99,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]7,8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]-  
Matrículas no ensino fundamental [2017]550 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]124 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]43 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]23 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]3 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]37.138,53 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]87 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,760  
Total de receitas realizadas [2017]22.543,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]19.560,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,4 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]3 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]276,162 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]87 %  
Arborização de vias públicas [2010]82,8 %  
Urbanização de vias públicas [2010]33,6 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  11. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  16. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  17. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  18. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  19. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  21. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  22. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  23. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  24. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  25. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  26. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Campinas do Sul: Imagens da cidade e Região

imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Campinas+do+Sul+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Campinas do Sul e arredores.


Você conhece a cidade de Campinas do Sul? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: