Início » Rio Grande do Sul » Butiá


Butiá - Rio Grande do Sul



Butiá faz parte do estado do Rio Grande do Sul.

O município aniversaria em 9 de outubro. A padroeira do município de Butiá é Santa Bárbara, que é comemorada dia 4 de dezembro. Por volta de 1913 imigrantes espanhóis chegaram ao Brasil para trabalhar nas minas de carvão. Famílias:Narvaiz,Ruiz,Contioso.

O início do povoamento, em Butiá, ocorreu em 17 de julho de 1882. Em 1907, os primeiros exploradores de carvão, pertencentes a uma rancharia, fundaram uma Vila, dando início, assim, ao município de Butiá.

História da cidade de A História de Butiá começa com a primeira notícia de carvão no Rio Grande do Sul data de 1795, atribuída a um soldado português, ferreiro de profissão, em Curral Alto, localizado no município de Minas do Leão, recentemente emancipado do município de Butiá. O início do povoamento, em Butiá, ocorreu em 17 de julho de 1882. Em 1907, os primeiros exploradores de carvão, pertencentes a uma rancharia, fundaram uma Vila, dando início, assim, ao município de Butiá.

A partir de 1930 o povoado de Butiá passa a ser um dos maiores produtores de carvão do Brasil, atraindo mineiros do país e do exterior. Rapidamente cresce e tem seu auge próximo da década de 50. Após, com a queda do valor do carvão e a redução na atividade extrativista o povoado entre em crise. Em 17 de novembro de 1960, conforme Lei Municipal nº 38, do município de São Jerônimo, foi elevada à categoria de vila.

A EMANCIPAçãO

Eram Vereadores pelo Município de Butiá, antes da Emancipação: Marinho Bratkowski, Gastão Hoff, Adão Borba e Osvaldo Batista, que semanalmente viajavam a São Jerônimo, a fim de participarem das reuniões da Câmara de Vereadores.

Depois de muito analisarem e conversarem sobre a situação do Distrito, resolveram debater e partir para a luta pela Emancipação de Butiá.

A luta não foi nada fácil, pois havia correntes contra essa Emancipação, principalmente por parte dos políticos de São Jerônimo, que certamente não queriam perder seu Distrito rico.

Em 17 de agosto de 1962, foi realizada a primeira reunião emancipacionista em Butiá. Foram organizados manifestos e distribuído panfletos conscientizando a população butiaense sobre a importância do movimento.

Butiá teve como Comissão de Emancipação:

* Achylles Coletto (In memorian)

* Antônio Dessimon (In memorian)

* Gastão Hoff (In memorian)

* Osvaldo S. Batista (In memorian)

* Plínio Seckler

* Romeu Carlos Leite (In memorian)

* Nas atividades de comemoração do 40° Aniversário de Emancipação Política do Município, no dia 09 de outubro de 2003, o Legislativo inaugurou na sua Sede a Galeria dos Emancipacionistas.

Após muito trabalho e luta, o povo foi chamado a votar. O Plebiscito aconteceu em 25 de agosto de 1963, conforme a Lei 4523 de 10 de julho de 1963. Assim, Minas do Butiá tornou-se independente de São Jerônimo pela Lei Estadual 4574 de 09 de outubro de 1963.O Município foi instalado em 28 de fevereiro de 1964. Em 17 de maio de 1965, pela Lei 4995, passou a denominar-se Butiá e não mais Minas do Butiá.

O município aniversaria em 9 de outubro. A padroeira do município de Butiá é Santa Terezinha, que é comemorada dia 3 de outubro.

ORIGEM DO NOME

O nome Butiá teve sua origem num solitário pé da planta também chamada butiá, que servia como ponto de referência geográfica e localizava-se próximo a uma fazenda, de propriedade de Luíza Severina de Souza (1834) e, posteriormente, Manoel Machado de Lima. Esta planta, através do tempo, emprestou seu nome para abrigar o local da fazenda. Mais tarde, no Cerro do Clemente, onde aflorou o minério de carvão, o nome Butiá serviu de referência a esta baixada e, com o passar do tempo, denominou o Distrito e hoje Município de Butiá.

GEOGRAFIA

A Cidade de Butiá fica localizada na micro-região do Vale do Jacuí e atualmente conta com uma área territorial de 769 Km, e com os distritos de Francisquinho e parte do Cerro do Roque, que compõem a área rural, pois, em 20 de março de 1992, Butiá perdeu seu distrito de Minas do Leão, que se emancipou e levou consigo grande parte do distrito do Cerro do Roque. Encontra-se a uma latitude 30º07′11" sul e a uma longitude 51º57′44" oeste, estando a uma altitude de 71 metros. Sua população em 2007 era de 19.717 habitantes.

Fonte: Prefeitura Municipal de Butiá

Autor do Histórico: FáBIO EINSFELD

Código do Município

4302709

Gentílico

butiaense

Prefeito

-

População
População estimada [2018]20.929 pessoas  
População no último censo [2010]20.406 pessoas  
Densidade demográfica [2010]27,13 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,5 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]4.041 pessoas  
População ocupada [2016]19,0 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]35,5 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,4 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5.1  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3.8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.760 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]531 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]170 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]47 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]14 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]19.791,29 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]85,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.689  
Total de receitas realizadas [2017]51.270,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]48.653,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]3,19 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,1 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]7 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]752,187 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]67,5 %  
Arborização de vias públicas [2010]75,2 %  
Urbanização de vias públicas [2010]19,4 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Butiá: Imagens da cidade e Região

imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-1
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-2
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-3
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-4
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-5
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-6
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-7
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-8
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-9
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-10
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-11
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-12
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-13
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-14
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-15
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-16
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-17
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-18
imagem de Buti%C3%A1+Rio+Grande+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Butiá e arredores.


Você conhece a cidade de Butiá? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: