Início » Paraná » Kaloré


Kaloré - Paraná



Kaloréé faz parte do estado do Paraná.

Patrimônio (distrito) criado em 1948, pertencendo ao Município de Marumbi até agosto de 1961, ano que foi elevado a município. O pioneiro sr. Heleno ou "Gato-preto", como era conhecido, que foi funcionário da companhia de Terras Norte do Paraná, é considerado por todos como o fundador da cidade, uma vez que era o encarregado pela derrubada da mata para o surgimento de "clarões" dando o início da cidade. A companhia de Terras Norte do Paraná também foi a responsável pela criação de quase todas as cidades do Norte do Paraná (Norte Novo).

A primeira casa de alvenaria (tijolos) construída na cidade foi em 1962 pelo pedreiro "Seu Homero", um dos mais antigos e respeitado como construtor e eletricista, construindo quase quatro dezenas de casas em 40 anos de profissão. Essa casa teve como seu primeiro proprietário o saudoso professor Ireneo Citino, e fica localizada na mesma rua que hoje leva o seu nome, próxima ao Colégio Estadual Abrahan Lincoln.

História da cidade de Kaloré

Com a influência das imigrações dos povos vindos de outros estados as terras do norte paranaense começaram a ser abertas por aventureiro que adquiriram seus lotes através das companhia de loteamentos.

A fertilidade da terra e as floresta verdejantes enchiam de entusiasmos os novos proprietários, que procuravam devastar as matas e formar suas lavouras de café.

O norte do Paraná tornou-se uma das maiores fontes de riqueza pelo produto da terra. Os lavradores fixaram, então, suas residências nas glebas loteadas, constituindo, assim família sólida.

Assim a gleba Kaloré foi colonizada pelas companhias comercial agrícola São Vicente e companhia melhoramentos norte do Paraná.

Heleno Justino da Silva, popular Gato Preto, vindo de Minas Gerais, em 1948, foi o primeiro que desbravou as matas, como funcionário das companhias mencionadas.

Há trinta e dois quilômetros da Jandaia do Sul, foi aberta uma pequena vila denominada Kaloré cujo nome é derivado do dialeto indígena que significa em língua Kaigangues ou Kaicãns (terra fofa, terra fértil, terra cultivável).

Com o decorrer do tempo chegaram novos pioneiros, que adquiriram seus lotes em Kaloré.

Assim no ano de 1949 já se encontravam no patrimônio as famílias: Impossetto, Fernandes, Darienso, Labegaline e Junqueira, que impulsionaram o progresso com abertura da serraria e estabelecimento comercial.

A principio não havia estradas, apenas picadas pelas quais seguiram dificultosamente animais e carroças.

Em 1950, o popular ´Gato Preto´ motou uma venda para fornecer cachaça, fumo e comida para os trabalhadores. Nessa época Kaloré pertencia ao município e comarca de Apucarana.

Em 1951, quando o patrimônio passou a pertencer ao município de Jandaia do Sul, tornaram-se mais fáceis as aberturas das estradas, trazendo o progresso mais rápido.

As famílias foram aumentando, casas foram construídas e o patrimônio foi crescendo.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Kaloré, pela lei estadual nº 4368, de 24-05-1961, subordinado ao município de Marumbi

Elevado à categoria de município com a denominação de Kaloré, pela lei estadual nº 89, de 07-08-1961, desmembrado de Marumbi. Sede no atual distrito de Kaloré. Constituído do distrito sede. Instalado em 08-12-1962.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

Assim permencendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Kaloré: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Kaloré? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: