Início » Pernambuco » Caruaru


Caruaru - Pernambuco



Caruaru faz parte do estado de Pernambuco. Cidade mais populosa do interior do estado, encontra-se na região do Agreste e, devido à sua importância regional, também é conhecida como "Capital do Agreste".

Distante 130km do Recife, Caruaru é conhecida nacionalmente pelos festejos juninos: por isso, também é chamada de "A Capital do Forró". A sua festa de São João dura 30 dias e toma o mês de junho inteiro, por vezes até adentrando os meses de maio e julho, sendo considerada o maior festa de São João do Mundo, consolidada no Guinness Book.

Tem uma população residente (2012) de 324 095 habitantes, que vive numa área territorial de 921 quilômetros quadrados.

História da cidade de Caruaru

NO INíCIO do século XVII, segundo a tradição local constituía a área da atual cidade de Caruaru uma grande fazenda de gado. Até hoje não está rigorosamente estabelecida a origem do topônimo. De acordo com Teodoro Sampaio, a palavra caruaru, substantivo composto de caruar e u, significa aguada das caruaras, alusão feita à fonte ou água que na localidade pernambucana produzia moléstia que ataca os rebanhos, ocasionando inchação e paralisia das pernas. O vocábulo caruara (caruuara), com vários significados quase todos porém, associados a entidades mórbidas, encerraria assim o étimo de que se derivou a denominação consagrada pelo uso popular.

A definição do mestre baiano acompanha, de certo modo, a que foi dada pelo historiador e folclorista pernambucano Alfredo de Carvalho, para o qual a palavra caruaru era corruptela de caruari, significando rio das caruaras. Outra versão faz derivar o topônimo do nome de uma planta vulgarmente conhecida por caruru e que outrora cobria um poço na margem do rio Ipojuca, em local que, por isso, passou a ser denominado Poço ou Sítio do Caruru. Por acréscimo de uma vogal, o nome teria alterado para caruaru.

Os donos daquelas terras constituíam a família dos "Nunes dos Bezerros", assim denominada em virtude da curta distância entre a fazenda e a Paróquia dos Bezerros. Admite se que os Nunes eram remanescentes dos primitivos concessionários daquelas terras, quando foram distribuídas como sesmarias. Os Nunes abrigavam um casal de órfãos. O menino, José Rodrigues de Jesus, foi mais tarde o fundador de Caruaru.

Em virtude de desentendimento com a família, José Rodrigues apossou-se das terras que lhe pertenciam por herança, a Este e a Sudeste, da Fazenda dos Nunes. Com 20 anos já era senhor poderoso e residia com sua mulher D. Maria do Rosário de Jesus, numa boa vivenda, a Casa Grande, no local denominado Caruaru, onde, sob a invocação de N. Sª da Conceição, aí construiu uma capela, que passou a ser ponto de convergência de novos moradores′, iniciando-se assim o povoado.

Dessa capela utilizaram-se os moradores até 1846, quando o missionário Frei Euzébio de Sales, Capuchinho da Penha, iniciou a construção da Igreja Matriz, hoje Catedral. Reconstruída duas vezes, a última em 1883, a capelinha ganhou, nesse ano, o sino que ainda hoje ali se vê, o maior "exvoto" do lugar, promessa de Francisco Gomes de Miranda Leal, que fez transportar a oferenda em lombo de animais, de Tapera a Caruaru, onde a população a recebeu com imenso júbilo .

Em dezembro de 1895, foi inaugurada a estação ferroviária da "Great Western" que ligou Caruaru ao Recife e constituiu, então, importante fator de progresso no Município.

Gentílico: caruaruense Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Caruaru, pela lei municipal nº 3, de 02-121892, subordinado ao município de Bonito. Elevado à categoria de vila com a denominação de Caruaru, pela lei provincial nº 212, de 16-08-1848, desmembrado de Bonito. Instalada em 16-09-1849.Elevado à condição de cidade e sede do município com a denominação de Caruaru, pela lei provincial nº 416, de 18-05-1857. Pela lei municipal de 15-11-1896 e lei municipal nº 3, de 02-12-1892, é criado o distrito de Carapotós e anexado ao município de Caruaru. Pela lei provincial nº 133, de 02-05-1844, é criado o distrito de São Caetano da Raposa e anexado ao município de Caruaru. Pela lei municipal 15-11-1907, é criado o distrito de Antônio Olinto e anexado ao município de Caruaru. Em divisão administrativa referente ao ano e 1911, o município é constituído de 4 distritos: Caruaru, Carapotós, São Caetano da Raposa e Antônio Olinto. Pela lei municipal nº 149, de 02-12-1919, é criado o distrito de Trapiá e anexado ao município de Caruaru.

Nos quadro de apuração de Recenseamento Geral de I-IX-1920, o município é constituído de 5 distritos: Caruaru, Antônio Olinto, Carapotós, São Caetano da Raposa e Trapiá.

Pela lei estadual nº 1931, de 11-09-1928, desmembra de município de Caruaru os distritos de São Caetano da Raposa e Antônio Olinto. Para formar o novo município de São Caetano ex-São Caetano da Raposa.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 3 distritos: Caruaru, Riacho Doce ex-Carapatós e Riacho das Almas ex-Trapiá.

Pelo decreto estadual nº 952, de 31-12-1943, o distrito de Riacho Doce voltou a denominar-se Carapotós.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 3 distritos: Caruaru, Carapotós ex-Riacho Doce e Riacho das Almas.

Pela lei estadual nº 289, de 30-12-1953, confirmado pela lei estadual nº 1819, de 3012-1953, é criado o distrito de Gonçalves Ferreira e anexado ao município de Caruaru.

Pela lei municipal nº 271, de 15-10-1953, é criado o distrito de Lajedo do Cedro e anexado ao município de Caruaru.

Pela lei estadual nº 1818, de 30-12-1953, desmembra do município de Caruaru, o distrito de Riacho das Almas. Elevado à categoria de município

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 4 distritos: Caruaru, Carapatós, Gonçalves Ferreira e Lajeto do Cedro.

Assim permanecendo em divisão territorial datada em 2007.

Fonte: IBGE

Código do Município

2604106

Gentílico

caruaruense

Prefeito

RAQUEL TEIXEIRA LYRA

População
População estimada [2018]356.872 pessoas  
População no último censo [2010]314.912 pessoas  
Densidade demográfica [2010]342,07 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]84.645 pessoas  
População ocupada [2016]24,1 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]36,3 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]94,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]4,5  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3,8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]49.791 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]13.495 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]2.025 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]614 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]205 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]33 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]17.880,19 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]69,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,677  
Total de receitas realizadas [2017]669.460,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]617.694,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]12,03 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]108 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]920,610 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]81,3 %  
Arborização de vias públicas [2010]61,8 %  
Urbanização de vias públicas [2010]3,4 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Caruaru: Imagens da cidade e Região

imagem de Caruaru+Pernambuco n-1
imagem de Caruaru+Pernambuco n-2
imagem de Caruaru+Pernambuco n-3
imagem de Caruaru+Pernambuco n-4
imagem de Caruaru+Pernambuco n-5
imagem de Caruaru+Pernambuco n-6
imagem de Caruaru+Pernambuco n-7
imagem de Caruaru+Pernambuco n-8
imagem de Caruaru+Pernambuco n-9
imagem de Caruaru+Pernambuco n-10
imagem de Caruaru+Pernambuco n-11
imagem de Caruaru+Pernambuco n-12
imagem de Caruaru+Pernambuco n-13
imagem de Caruaru+Pernambuco n-14
imagem de Caruaru+Pernambuco n-15
imagem de Caruaru+Pernambuco n-16
imagem de Caruaru+Pernambuco n-17
imagem de Caruaru+Pernambuco n-18
imagem de Caruaru+Pernambuco n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Caruaru e arredores.


Você conhece a cidade de Caruaru? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. Cengiz's avatarCengiz

    Caruaru benim şehrim ben Caruaru'da yaşıyorum ve çok seviyorum, Caruaru da yaşamakta olan tek Türk olam özelliğine sahibim. Bu güzel siteyi hazırladığınız için teşekküler ( Muito Obrigado )

    #1 – 12/07/2016 - 01:47

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: