Início » Paraíba » Areia


Areia - Paraíba



Areia faz parte do estado da Paraíba, localizado na microrregião do Brejo Paraibano. De acordo com o IBGE, no ano de 2006 sua população era estimada em 26569 habitantes. A área territorial é de 269km².

Com muitas riquezas naturais, situada em local elevado, Areia, no inverno, é coberta por uma leve neblina, e suas terras possuem diversas fontes e balneários aquáticos.

É também muito conhecida por suas riquezas culturais, particularmente o Museu de Pedro Américo, com inúmeras réplicas dos quadros do mais célebre cidadão areiense - entre elas a famosa obra "O Grito do Ipiranga", encomendada a ele por Dom Pedro II, e o Museu da Rapadura, localizado dentro do Campus da UFPB na cidade, onde o turista pode observar as várias etapas da fabricação dessa iguaria e dos outros derivados da cana-de-açúcar, como a cachaça, sendo a areiense muito conhecida exteriormente por seu incomparável sabor. Areia foi considerada por muito tempo como "Terra da Cultura" tendo seu teatro - o "Theatro Minerva" - sido edificado 50 anos antes que o da capital do Estado da Paraíba. Para aquela cidade hospitaleira, de invernos rigorosos, convergiam estudantes de todo o Nordeste, sendo expoentes deste tempo a Escola de Agronomia do Nordeste, o Colégio Santa Rita (Irmãs Franciscanas, alemães) e o Colégio Estadual de Areia (antigo Ginásio Coelho Lisboa). Seus filhos se destacavam em todos os concursos de que participavam. Carminha Sousa e Laura Gouveia eram reconhecidas pela capacidade de educar e formar pessoas na língua portuguesa.

História da cidade de Areia Paraíba - PB

Nos meados do século XVII o território do atual Município de Areia era conhecido pela denominação de Sertão dos Buxaxás, índios que primitivamente habitavam a região.

Por essa época, no local onde hoje se ergue a cidade, um português de nome Pedro construiu um albergue à margem de cruzamento de estradas muito frequentadas pelos que, procedentes do alto sertão paraibano ou de Pernambuco, demandavam Mamanguape ou Paraíba. O colono, pela amizade que fez com os nativos, recebeu a alcunha de Buxaxá.

O movimento de viajantes e tropeiros pelo local atraiu habitantes, formando-se ali, em pouco tempo, próspera povoação, que passou a chamar-se Brejo de Areia, em virtude de correr nas imediações o riacho de nome Areia.

O Município surgiu, desanexado do de Monte-Mor (atual Mamanguape), em 1815, completando. a 18 de maio último, cento e cinquenta anos de existência.

A população local participou das revoluções de 1817 e 1848. Aderiu ao movimento libertador de Pernambuco, em 1817, e prestou a maior contribuição à Confederação do Equador: partiram de Areia, que foi sede temporária da Província, as tropas do sargento-mor Félix Antônio Ferreira de Albuquerque, que combateram as forças legais em o. A esta coluna incorporaram-se remanescentes dos denodados batalhões de Pais de Carvalho, marchando os revoltosos até o Ceará, onde foram aniquilados.

Em fevereiro de 1849, travou-se em Areia o último combate da Revolução Praieira, iniciada, um ano antes, em Pernambuco. Os rebeldes, depois do malogrado ataque ao Recife, invadiram a Paraíba e refugiaram-se em Areia, onde contavam com auxílio do juiz municipal Maximiano Lopes Machado e do Coronel Joaquim dos Santos Leal. Entrincheiraram-se na cidade, sustentaram seis horas de combate, fugindo após, dispersados pelo interior da Província.

A campanha abolicionista foi ali das mais intensas, destacando-se a Mocidade Emancipadora Areiense, à frente da qual se encontrava Manuel da Silva.

Tiveram os areienses o mérito de libertar o último escravo no dia 3 de maio de 1888, dez dias antes, portanto, da proclamação da Lei áurea.

Gentílico: areiense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Brejo d`Areia, pela provisão Régia de 29-06-1813, subordinado a vila de Monte-Mor.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Brejo d`Areia, pela provisão régia de 18-051815, desmembrado da Vila de Monte-Mor (mais tarde Mamanguape). Instalado em 30-08-1818.

Elevado à condição de cidade e sede municipal com a denominação de Areia, pela lei provincial nº 2, de 18-05-1846.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: Areia e Lagoa do Remígio.

Assim permanecendo em divisão territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 1164, de 15-11-1938, o distrito de Lagoa do Remígio passou a denominar-se simplesmente Remígio.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Areia e Remigio ex-Lagoa do Remígio.

ssim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.

Pela lei estadual nº 1667, de 14-03-1957, desmembra do município de Areia o distrito de Remígio. Elevado à categoria de município.

Em territorial datada divisão de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Pela lei estadual nº 3232, de 11-12-1964, é criado o distrito de Muquém e anexado ao município de Areia.

Pela lei estadual nº 3233, de 11-12-1964, é criado o distrito de Mara Limpa e anexado ao município de Areia

Pela lei estadual nº 3234, de 11-12-1964, é criado o distrito de Cepilho e anexado ao município de Areia.

Em territorial datada divisão de 31-XII-1968, o município é constituído de 4 distritos: Areia, Cepilho, Mata Limpa e Muquém.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Retificação de Grafia

Brejo d`Areia para Areia alterado, pelo avará de 18-05-1815.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Areia: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Areia? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: