Início » Pará » Breu Branco


Breu Branco - Pará



Breu Branco faz parte do estado do Pará. Encontra-se a uma latitude 04º04′04" sul e a uma longitude 49º38′13" oeste, estando a uma altitude de 111 metros. Sua população conforme estimativa do IBGE 2012 é de 55 521 habitantes. Possui uma área de 3.941,913km².

O nome Breu Branco é referente às árvores que cortadas eliminavam um líquido viscoso e branco, endurecido formava uma resina chamado de breu, muito utilizada na região para queima servindo como forma iluminar o ambiente e também afugentar muriçocas principalmente nas áreas rurais. Em função da construção da hidrelétrica, a sombra destas árvores serviam de ponto de descanso e de encontro aos imigrantes que vinham em busca de trabalho, nascendo a vila de Breu Branco, que com o represamento das águas do Rio Tocantins é inundada e forma-se a vila do Novo Breu Branco à direita da margem da Hidrelétrica de Tucuruí, iniciando pela Eletronorte com a construção de casas, templos das igrejas Católica, Batista e Assembléia de Deus e outros prédios para órgãos públicos, juntamente com a remoção de cerca de 1200 moradores atingidos.

Destacam-se os setores extrativistas mineral (com grande reserva de minério de quartzo que sustenta a Siderúrgica local da "Dow Corning", que é uma gigante americana do "Vale do Silício"), além de grande reserva de areia e seixo que abastece também os municípios vizinhos; e vegetal, sendo que o extrativismo vegetal está em franca decadência por depender de florestas primárias nativas, hoje quase totalmente dizimadas. A agricultura, a pecuária extensiva, a pesca e o turismo complementam a base econômica do município, que conta também com um comércio diversificado ( supermercados, farmácias, lojas de eletrodomésticos, de informática, material de contrução, auto peças,vestuário, entre outras). Na área de serviços conta com uma agência do Banco do Brasil, correspondentes bancários do Bradesco e da Caixa Econômica Federal, uma casa lotérica, estabelecimentos de ensino fundamental e médio, e saúde com atendimento de baixa complexidade. Tudo isso tem colocado o Município entre os maiores vinte PIB′s do Estado do Pará.

História da cidade de Breu Branco

O nome da Vila de Breu Branco, originou-se em razão da grande quantidade de árvores que produzem a resina utilizada na fabricação do breu encontradas nessa região, tratava-se da espécie faveira que produzia uma resina esbranquiçada ao contrário do breu geralmente de coloração escura classificada como colofônio. Essa espécie de breu branco (Protium foliatum) predominava numa várzea atualmente inundada pelo Lago da Hidrelética de Tucuruí na margem esquerda do Rio Tocantins.

Na sua antiga condição de Vila, não tinha poder para influir nas decisões referentes ao seu destino. A distância do município mãe, cerca de 15km, dificultava a comunicação, inviabilizando diversos benefícios para a vila.

A cidade foi erguida a partir da doação, da Eletronorte, de algumas casas de madeira para a população. Cerca de 1.200 pessoas foram transferidas para essas habitações, dando origem ao município, localizado hoje à margem direita próximo à Hidrelétrica de Tucuruí. Aprovada, a emancipação foi consumada oficialmente pela lei nº 163/91 de 29 de outubro de 1991, com área desmembrada dos municípios de Tucuruí, Mojú e Rondon do Pará.

Gentílico: breuense

Formação administrativa

Elevado à categoria de município com a denominação de Breu Branco, pela lei estadual nº 5703, de 13-12-1991, desmembrado do municípios de Tucuruí, Mojú e Rondon Pará. Sede na vila de Breu Branco. Constituído apenas do distrito sede, instalado em 01-01-1993.

Em divisão territorial datada de 01-06-1995, o município continua constituído apenas do distrito sede, embora tenha em seu território os antigo distritos de Tucuruí - Muru e Nazaré dos Patos - que hoje encontram-se na categoria de povoados junto a Nova Jutaí (ex-Baião), Oliveira Barreirinhas(Placas), São João (Mojuzinho), Quatro Bocas (Lopolândia, ex-Goianésia do Pará).

Em divisão distrital atual, ano 2008, é formado apenas do Distrito de Breu Branco, situação que permanece desde a divisão territorial de 2005.

Fonte: IBGE

Código do Município

1501782

Gentílico

breuense

Prefeito

DIEGO KOLLING

População
População estimada [2018]64.738 pessoas  
População no último censo [2010]52.493 pessoas  
Densidade demográfica [2010]13,32 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,3 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]3.548 pessoas  
População ocupada [2016]5,7 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]48,8 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]3.9  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3  
Matrículas no ensino fundamental [2017]9.525 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.832 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]385 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]50 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]29 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]3 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]8.551,28 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]93,3 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.568  
Total de receitas realizadas [2017]109.118,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]103.104,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]16,49 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,6 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]17 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]3.941,911 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]5 %  
Arborização de vias públicas [2010]37,2 %  
Urbanização de vias públicas [2010]1,3 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Breu Branco: Imagens da cidade e Região

imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-1
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-2
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-3
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-4
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-5
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-6
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-7
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-8
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-9
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-10
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-11
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-12
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-13
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-14
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-15
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-16
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-17
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-18
imagem de Breu+Branco+Par%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Breu Branco e arredores.


Você conhece a cidade de Breu Branco? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: