Início » Mato Grosso do Sul » São Gabriel do Oeste


São Gabriel do Oeste - Mato Grosso do Sul



São Gabriel do Oeste é uma cidade localizado no interior do estado de Mato Grosso do Sul na região Centro-Oeste. O município possui o terceiro melhor IDH do estado de Mato Grosso do Sul, com 0.808. Está atrás apenas de Chapadão do Sul (0.826) e Campo Grande (0.814). São Gabriel do Oeste é pertencente à Mesorregião do Centro-Norte de Mato Grosso do Sul e a Microrregião do Alto Taquari,. encontra-se a norte da capital do estado, distando desta cerca de 137km. Ocupa uma área de 3 864,859km², sendo que 5,04km² estão em perímetro urbano, e sua população de acordo com o Censo 2011 foi de aproximadamente 23 mil habitantes contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo então o 22º mais populoso de Mato Grosso do Sul.

A região de São Gabriel do Oeste é palco de atividades desde meados de 1885. Registros históricos apontam que a área onde hoje se situa a sede do município foi ocupada primeiramente por criadores de gado oriundos de Minas Gerais. O precursor dessa primeira incursão foi Bernardino Ferreira da Cunha. À época, a região integrava o município de Coxim. Em 1948, parte do território de Coxim foi desmembrado surgia o município de Camapuã, que continha os distritos de Ponte Vermelha e Areado. A ocupação das terras limitou-se às furnas - regiões mais acidentadas e providas de água, pois os chapadões do planalto não eram propícios a atividades agro-pastoris.

Somente na década de 1970, a região despertou para uma nova era de desenvolvimento. Percebeu-se a possibilidade de utilizar a área do cerrado para a agricultura. A partir de 1971, a região começou a ser estudada para sediar a cafeicultura. Tomando conhecimento dos planos do Instituto Brasileiro de Cafeicultores no plantio de café, um migrante campograndense chamado Gabriel Abrão comprou uma área próxima ao córrego Ponte Vermelha. Interessados em comprar lotes para a produção de café, paranaenses contataram Gabriel Abrão. Em 1973, fixaram-se na região dirigentes da empresa madeireira Maffissoni e Sorgatto S/A, de Renascença-PR. O grupo criou a sede de uma nova fazenda, localizada às margens do córrego Capão Redondo. Começava então uma nova etapa do desenvolvimento da região, com a chegada de Balduíno Maffissoni, logo seguido por outras pessoas do Sudoeste paranaense e Oeste de Santa Catarina: Ângelo Brizot, Silvino Bortolini, Osório Rodrigues da Silva e Alessio Boff. Do Rio Grande do Sul vieram Walter Orling e Albano Frantz.

São Gabriel do Oeste

São Gabriel do Oeste é jovem, mas a região já é palco de atividades desde meados de 1885. Registros históricos apontam que a área onde hoje se situa a sede do município foi ocupada primeiramente por criadores de gado oriundos de Minas Gerais. O precursor dessa primeira incursão foi Bernardino Ferreira da Cunha. à época, a região integrava o município de Coxim.

Em 1948, parte do território de Coxim foi desmembrado — surgia o município de Camapuã, que continha os distritos de Ponte Vermelha e Areado. A ocupação das terras limitou-se às furnas - regiões mais acidentadas e providas de água, pois os chapadões do planalto não eram propícios a atividades agro-pastoris.

Somente na década de 1970, a região despertou para uma nova era de desenvolvimento. Percebeu-se a possibilidade de utilizar a área do cerrado para a agricultura. A partir de 1971, a região começou a ser estudada para sediar a cafeicultura. Tomando conhecimento dos planos do Instituto Brasileiro de Cafeicultores no plantio de café, um campo-grandense chamado Gabriel Abrão comprou uma área próxima ao córrego Ponte Vermelha.

Interessados em comprar lotes para a produção de café, paranaenses contataram Gabriel Abrão. Em 1973, fixaram-se na região dirigentes da empresa madeireira Maffissoni e Sorgatto S/A, de Renascença (PR). O grupo criou a sede de uma nova fazenda, localizada às margens do córrego Capão Redondo.

Começava assim, uma nova etapa do desenvolvimento da região, com a chegada de Balduíno Maffissoni, logo seguido por outras pessoas do Sudoeste paranaense e Oeste de Santa Catarina: ongelo Brizot, Silvino Bortolini, Osório Rodrigues da Silva e Alessio Boff. Do Rio Grande do Sul vieram Walter Orling e Albano Frantz.

A cafeicultura, entretanto, não vingou na região. Em 1975, seria registrada a primeira colheita nos cafezais mais antigos, mas a produção foi totalmente destruída pela geada mais intensa já vista no Estado. O plano de reconstituição do café não surtiu efeitos; passou-se, então, a ter certa tendência para transformar as lavouras em pastagens.

No ano seguinte ao prejuízo nos cafezais, o povoado de São Gabriel foi elevado a distrito de Camapuã, sendo desmembrado do já antigo distrito de Ponte Vermelha. A decisão contou com a ajuda do deputado Rubem Figueiró de Oliveira.

Em 1977, surgiram os primeiros experimentos em soja, iniciando-se um novo ciclo de desenvolvimento. Dois anos depois, os moradores já não aceitavam mais a dependência de Camapuã e iniciaram-se movimentos visando à criação de um município. Os estudos para delimitação foram feitos em 1980, com o apoio dos deputados Ary Rigo e Londres Machado. Em 4 de maio realizou-se o plebiscito pela Comissão de Emancipação. No dia 12 de maio, por ato do ex-governador Marcelo Miranda Soares, foi assinada a lei em que ficou criado o novo município e estabeleceu seus limites. Seu território desmembrou-se de Camapuã, Bandeirantes, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso e Coxim.

Um ato do governo federal, no entanto, adiantou as eleições previstas para 15 de novembro de 1980. Criou-se, então, um impasse administrativo, já que São Gabriel e outros oito municípios não poderiam escolher o prefeito por meios eletivos. Depois de diversas reuniões, o governo estadual criou o cargo de administrador municipal, permitindo que o município fosse instalado no dia 17 de junho de 1981.

Para administrar o recém-criado município, foi empossado o líder da fundação da cidade, Balduíno Maffissoni.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de São Gabriel do Oeste, pela Lei Estadual nº 3784, de 30-09-1976, subordinado ao município de Camapuã.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o distrito de São Gabriel do Oeste figura no município de Camapuã.

Elevado á categoria de município com a denominação de São Gabriel do Oeste, pela Lei Estadual nº 74, de 12-05-1980, desmembrado do município de Camapuã.

Sede no atual distrito de São Gabriel do Oeste.

Constituído de 3 distritos: São Gabriel do Oeste, Areado e Ponte Vermelha, todos desmembrados do município de Camapuã. Instalado em 17-06-1981.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 3 distritos: São Gabriel do Oeste, Areado e Ponte Vermelha.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte: www.saogabriel.ms.gov.br/saogabriel/cidade/id=16&item=9

Código do Município

5007695

Gentílico

gabrielense

Prefeito

JEFERSON LUIZ TOMAZONI

População
População estimada [2018]26.363 pessoas  
População no último censo [2010]22.203 pessoas  
Densidade demográfica [2010]5,75 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,5 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]8.083 pessoas  
População ocupada [2016]31,8 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]29,5 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,1 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,5  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,9  
Matrículas no ensino fundamental [2017]4.180 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]818 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]226 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]74 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]12 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]5 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]60.764,83 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]70,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,729  
Total de receitas realizadas [2017]145.522,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]129.341,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]4,37 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]2,6 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]13 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]3.864,691 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]47,9 %  
Arborização de vias públicas [2010]99 %  
Urbanização de vias públicas [2010]11,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


São Gabriel do Oeste: Imagens da cidade e Região

imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-1
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-2
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-3
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-4
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-5
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-6
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-7
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-8
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-9
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-10
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-11
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-12
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-13
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-14
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-15
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-16
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-17
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-18
imagem de S%C3%A3o+Gabriel+do+Oeste+Mato+Grosso+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de São Gabriel do Oeste e arredores.


Você conhece a cidade de São Gabriel do Oeste? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: