Início » Mato Grosso do Sul » Água Clara


Água Clara - Mato Grosso do Sul



Água Clara é uma cidade da região Centro-Oeste, localizado no estado de Mato Grosso do Sul. Seu acesso privilegiado, perto da divisa com o estado de SP e distante 180km da capital, Campo Grande, atraiu muitos investimentos nas décadas de 80 e 90. Água Clara tem o quarto melhor índice de Gini de MS, com valor de 0,41.

O município de Água Clara está localizada no sul da região Centro-Oeste do Brasil, á Leste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Três Lagoas) e a meio caminho entre a capital de MS e Três Lagoas. Encontra-se a uma latitude 20º2653 sul e a uma longitude 52º5240 oeste. Possui pouco mais de 14 mil habitantes. Distâncias:

No município de Água Clara são encontrados os seguintes tipos de solos: Predomínio de Neossolo Quartzarênico de baixa fertilidade natural, são solos pouco desenvolvidos, profundos e muito profundos, excessivamente drenados, mas com baixa capacidade de retenção de água, torna esse solo desaconselhável à utilização agrícola, associada a Latossolo Vermelho-Escuro álico de textura média, que são solos minerais, não hidromórficos, altamente intemperizados, profundos, bem drenados, sendo encontrados geralmente em regiões planas ou suave onduladas e o Planossolo, que são solos típicos de relevo plano e áreas rebaixadas, textura arenosa/média, pouca disponibilidade de nutrientes e acidez nociva, seu uso fica restrito à pastagem natural.

História da cidade de Água Clara Mato Grosso do Sul - MS

As terras que hoje compreendem o Município de água Clara, foram desbravadas por mineiros e paulistas que percorreram toda a vasta região em busca de melhores pastagens para seus rebanhos.

Tem o município sua história intimamente ligada à de Três Lagoas que, mesmo tendo sido devassado por Joaquim Francisco Lopes, Januário Garcia Leal, Inácio furtado, Januário de Souza e Antônio Gonçalves Barbosa, só veio a ser povoado definitivamente a partir de 1912, quando aportou Sebastião Fenelon Costa, que ali estabeleceu uma casa comercial, plantando assim a primeira construção da futura cidade de água Clara. Homem de larga visão, antecipou-se aos trilhos da estrada de ferro que iniciava no local a construção da estação ferroviária.

Os trilhos da ferrovia alcançaram água Clara em 1913 e no mesmo ano, chegava Manoel Aparecido que montou uma rudimentar indústria, às margens do Ribeirão Boa Vista, produzindo farinha de mandioca, rapadura e açúcar. Manoel Aparecido teve em sua empresa a colaboração de José Martins, conhecido pela alcunha de Português.

Posteriormente se estabeleceram na região, Pedro e Benevenuto Ottoni que se dedicaram à pecuária e ao cultivo de grandes lavouras, cujos resultados exportavam para Três Lagoas e para o Estado de São Paulo. Foram estes homens, os grandes propulsores do desenvolvimento da região tão patente foi esse progresso que levou o Governo do Estado, a criar, pelo Decreto-Lei nº 145, de 29 de março de 1938, o Distrito de Paz de água Clara, nomeando para as funções de Juiz de Paz o Major Vicente Tolentino de Abreu.

A povoação tomou inicialmente a denominação de Rio Verde, resultante do local escolhido para sua implantação que era banhado pelo Ribeirão Rio Verde. Tempos depois, provavelmente pelo gosto popular, adotou-se o topônimo atual, em função do córrego água Clara, de cujas águas cristalinas se abastecia a população urbana da sede.

Gentílico: água-clarense

Formação Administrativa

Em divisões territoriais datadas de 1936 e 1937, o Distrito de águas Claras figura no Município de Três Lagoas.

Elevado à categoria de município com a denominação de água Clara, pela Lei Estadual nº 676, de 11-12-1953, desmembrado de Três Lagoas. Sede no antigo Distrito de água Clara. Constituído de 2 Distritos: água Clara e Alto Sucuriú. Instalado em 08-02-1954.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-07-1960.

Em divisão territorial datada de 1-01-1979, o município é constituído de 2 Distritos: água Clara e Alto Sucuriú.

Em divisão territorial datada de 15-07-1997,o município é constituído de 3 Distritos: água Clara, Alto Sucuriú e Bela Alvorada.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-07-1999.

Fonte: IBGE

Código do Município

5000203

Gentílico

água-clarense

Prefeito

EDVALDO ALVES DE QUEIROZ

População
População estimada [2018]15.257 pessoas  
População no último censo [2010]14.424 pessoas  
Densidade demográfica [2010]1,31 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,5 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]4.506 pessoas  
População ocupada [2016]30,6 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]33,3 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,6 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]6.4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]5.2  
Matrículas no ensino fundamental [2017]2.195 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]452 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]122 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]26 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]6 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]75.878,35 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]66 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.670  
Total de receitas realizadas [2017]74.959,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]65.039,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]4,05 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]10 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]7.809,211 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]3,8 %  
Arborização de vias públicas [2010]95,5 %  
Urbanização de vias públicas [2010]6,4 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Água Clara: Imagens da cidade e Região

imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-1
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-2
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-3
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-4
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-5
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-6
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-7
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-8
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-9
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-10
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-11
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-12
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-13
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-14
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-15
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-16
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-17
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-18
imagem de %C3%81gua+Clara+Mato+Grosso+do+Sul n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Água Clara e arredores.


Você conhece a cidade de Água Clara? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: