Início » Ceará » Sobral


Sobral - Ceará



Sobral faz parte do estado do Ceará. Com um PIB de R$ 2.348.207.000, o município acrescentou o valor de R$ 399.998.000 ao seu PIB, entre 2009 e 2010, valor superior a toda riqueza de Crateus, que tem um PIB de 384.606 (IBGE 2010). Sobral é a quarta economia do estado perdendo para Fortaleza, Maracanaú e Caucaia. É a maior economia do interior do Ceará e a 11ª maior economia do interior nordestino. Com uma população de 190724 habitantes é a quinta cidade mais povoada do estado sendo a segunda maior do interior, atrás apenas de Juazeiro do Norte, situada na do Ceará. Sobral também é líder em trabalhadores com carteira assinada no interior do Ceará e possui a quarta maior arrecadação em ICMS do Estado, atrás de Fortaleza, Maracanaú e Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. A cidade também é destaque nas exportações, sendo o único município do interior que compete com a Capital a liderança nas exportações do Estado

O clima de Sobral é tipicamente tropical, quente e seco, com uma temperatura média de 30 graus celsius e com uma altitude de 70 metros. Sobral. encontra-se a 238 quilômetros de Fortaleza, a qual conecta-se também por uma ferrovia, atualmente usada sobretudo pelo Grupo Votorantim. O acesso rodoviário é feito pela BR-222, que liga o Ceará ao Piauí e, consequentemente, ao Maranhão e ao Pará.

A cidade ficou conhecida internacionalmente por ter sido o local de comprovação da Teoria da Relatividade de Albert Einstein, em 1919. O sítio urbano de Sobral foi tombado como patrimônio cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1999.

História da cidade de Sobral Ceará - CE

As origens de Sobral remontam ao primeiro quartel do século 18, quando fugitivos de invasores estrangeiros do litoral do Nordeste se embrenhavam pelo interior cearense, instalando-se às margens dos rios Jaguaribe e Acaraú.

Por volta de 1728, Antônio Rodrigues Magalhães, procedente do Rio Grande do Norte. instalou a Fazenda Caiçara, considerada berço do Município. Tempos depois ele e sua mulher, por escritura de 10-XII-1756, davam cem braças quadradas de terras a matriz de N. S. da Conceição. As excelentes condições de clima, a fertilidade do solo e o espírito liberal desse mesmo Antônio Rodrigues Magalhães contribuíram para que se desenvolvesse no local um povoado que se tornou o mais populoso dentre os ,seus vizinhos.

A palavra Caiçara, em língua indígena, significa, segundo o escritor José de Alencar "o que se faz de pau queimado" . Existem, entretanto, outras versões quanto à origem dessa palavra. O nome que a substituiu - Sobral - atribui-se a Carneiro de Sá, ouvidor do Ceará, português, oriundo do Distrito de Sobral, pertencente à Freguesia de Vizeu, ao norte de Portugal. A palavra, de origem latina, quer dizer abundância de .souvereiros (de souvereiro, espécie de árvore de cujo tronco se extrai a cortiça).

Sobral foi criado por Provisão de 30-VIII-1757. A vila foi criada em 5-VII-1773 com sede na povoação de Caiçara e o Município, a 14-VII-1779. Segundo outra fonte a criação da vila teria sido em obediência a Carta-Régia de 22-VII-1766, expedida ao Governador de Pernambuco, Manuel da Cunha Menezes e pela qual ela se denominar a Vila Distinta e Real de Sobral. Por lei provincial n.º 229, de 12-I-1841, a vila tomou foros de cidade com a denominação de Fidelíssima Cidade Januária de Acaraú. sendo que a designação Januária seria homenagem prestada à Princesa Januária, irmã do Imperador D. Pedro II. A denominação definitiva atual deve-se a Lei provincial n.º 244, de 25-X-1842.

Sobral teve participação destacada em fatos importantes de nossa história, notadamente na Confederação do Equador, acontecimento esse verificado em 1825.

Segundo o quadro administrativo vigente em 31-XII-1957, o Município é constituído de 8 distritos: Sobral, Aracatiaçu, Caracará, Forquilha, Jaibaras, Jordão, Patriarca e Taperuaba.

Gentílico: sobralense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Sobral, por provisão de 30-08-1757.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Sobral, em 05-07-1773, segundo outra fonte a vila de foi criada por carta régia de 22-06-1766. Sede na povoação de Caiçara, desmembrada da antiga vila de Fortaleza.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Januária de Acaracu, pela lei provincial nº 222, de 12-01-1841.

Pela lei provincial nº 244, de 25-10-1842, o município de Juanuária de Acaruacu, passou a denominar-se Sobral.

Pelo ato provincial de 18-03-1843, é criado o distrito de Santo Antônio e anexado ao município de Sobral.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Sobral, Cariré, Jordão e Santo Antônio do Aracatiassu.

Pela lei estadual nº 2701, de 13-09-1929, é criado o distrito de Riacho do Guimarães e anexado ao município de Sobral.

Pela lei estadual nº 1794, de 09-10-1920, o município de Sobral adquiriu o extinto município de Meruoca, como simples distrito.

Pela lei estadual nº 193, de 20-05-1931, o município de Sobral adquiriu o extinto município de Cariré, como simples distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 10 distritos: Sobral, Caracará, Cariré, Forquilha, Meruoca, Riacho do Guimarães, Santa Maria, Santo Antônio do Aacatiassu, São José e Taquira. Não figurando o distrito de Jordão.

Pelo decreto nº 157, de 23-09-1935, desmembra do município de Sobral os distritos de Cariré e Riacho do Guimarães, para formar no novo município de Cariré.

Pelo decreto estadual nº 158, de 23-09-1935, o distrito de Taquara passou a denominar-se Recreio.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 12 distritos: Sobral, Caracará, Forquilha, Jordão, Meruoca, Santo Antônio do Aracatiassu, Santa Maria, São José, São Vicente, Guimarães e Recreio ex-Taquara.

Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de São José, passou denominar-se Patriarca, São Vicente a denominar-se Jaibaras, Santo Antônio do Aracatiassu a denominar-se simplesmente Santo Antônio. Sob o mesmo decreto é extinto o distrito de Recreio, sendo do parte do seu território anexado ao distrito de Jaibaras do município de Sobral e outra parte anexado ao distrito de Ubaúna do município de Palmas.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 9 distritos: Sobral, Caracará, Forquilha, Jaibaras ex-São Vicente, Jordão, Meruoca, Patriarca ex-São José, Santa Maria, Santo Antônio ex-Santo Antônio do Aracatiassu.

Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Santa Maria passou a denominar-se Taperuaba e Santo Antônio a denominar-se Aracatiaçu.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 9 distritos: Sobral, Aracatiaçu ex-Santo Antônio, Caracará, Forquilha, Jaibaras, Jordão, Meruoca, Patriarca e Taperuaba ex-Santa Maria.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1951, desmembra município de Sobral o distrito de Meruoca. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 8 distritos: Sobral, Aracatiaçu, Caracará, Forquilha, Jaibaras, Jordão, Patriarca e Taperuaba.

Pela lei estadual nº 3958, de 10-12-1957, é criado os distrito de Olho D`água expovoado, criados com terras desmembradas do distrito de Jaibaras. Sob a mesma lei é criado o distrito de Trapiá ex-povoado, desmembrado do distrito de Forquilha e anexado ao município de Sobral.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 10 distritos: Sobral, Aracatiaçu, Caracará, Forquilha, Jaibaras, Jordão, ôlho D`água, Patriarca, Taperuaba e Trapiá.

Pela lei estadual nº 6482, de 28-08-1963, é criado o distrito de Bonfim e anexado ao município de Sobral.

Pela lei estadual nº 6754, de 13-11-1963, desmembrada do município de Sobral os distritos de Aracatiaçu e Caracará, para formar o novo municúipio de Aracatiaçu.

Pela lei estadual nº 6458, de 09-08-1963, desmembrada do município de Sobral os distritos de Forquilha e Trapiá, para formar o novo município com a denominação de Francisco Monte.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos: Sobral, Bonfim, Jaibaras, Jordão, ôlho D`água e Patriarca.

Pela lei estadual nº 7150, de 14-01-1964, é criado o distrito de Caioca e anexado ao município de Sobral.

Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, o município de Sobral adquiriu como distritos os extintos município de Aracatiaçu, Taperuaba e Forquilha ex-São Francisco do Monte, pois foram criados e não instalados.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 12 distritos: Sobral,Aracatiaçu, Bonfim, Caioca, Caracará, Forquilha, Jaibaras, Jordão, ôlho D`água, Patriarca, Taperuaba e Trapiá.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de1-VII-1983.

Pela lei estadual nº 11012, de 05-02-1985, desmembrada do município de Sobral os distritos de Forquilha e Trapiá, para formar o novo município Forquilha.

Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído de 10 distritos: Sobral,Aracatiaçu, Bonfim, Caioca, Caracará, Jaibaras, Jordão, ôlho D`água, Patriarca e Taperuaba.

Pela lei municipal nº 111, de 1989, é criado o distrito de São José do Torto e anexado ao município de Sobral.

Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de 11 distritos: Sobral,Aracatiaçu, Bonfim, Caioca, Caracará, Jaibaras, Jordão, Rafael Arruda ex-Olho-D`água, Patriarca, São José do Torto e Taperuaba.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Pela lei municipal nº 175, de 20/05/1998 (redefine) é igual o distrito de Aprazível e anexado ao município de Sobral.

Em divisão territorial datada de 2003, município é constituído de 12 distritos: Sobral, Aprazível, Aracatiaçu, Bonfim, Caioca, Caracará, Jaibaras, Jordão, Rafael Arruda, Patriarca, São José do Torto e Taperuaba.

Pela lei municipal nº 395, de 20/02/2003 é criado o distrito de Patos e anexado ao município de Sobral.

Em divisão territorial datada de 2005, município é constituído de 13 distritos: Sobral, Aprazível, Aracatiaçu, Bonfim, Caioca, Caracará, Jaibaras, Jordão, Patos, Rafael Arruda, Patriarca, São José do Torto e Taperuaba.

Fonte: IBGE

Código do Município

2312908

Gentílico

sobralense

Prefeito

IVO FERREIRA GOMES

População
População estimada [2018]206.644 pessoas  
População no último censo [2010]188.233 pessoas  
Densidade demográfica [2010]88,67 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,0 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]47.368 pessoas  
População ocupada [2016]23,3 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]44,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,9 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]8,8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]6,3  
Matrículas no ensino fundamental [2017]27.100 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]10.393 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]1.125 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]500 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]64 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]25 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]20.258,09 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]82,9 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,714  
Total de receitas realizadas [2017]620.503,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]574.657,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]13,25 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]69 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]2.122,897 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]75,6 %  
Arborização de vias públicas [2010]92,2 %  
Urbanização de vias públicas [2010]11,9 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Sobral: Imagens da cidade e Região

imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-1
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-2
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-3
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-4
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-5
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-6
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-7
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-8
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-9
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-10
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-11
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-12
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-13
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-14
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-15
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-16
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-17
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-18
imagem de Sobral+Cear%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Sobral e arredores.


Você conhece a cidade de Sobral? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: