Início » Ceará » Potiretama


Potiretama - Ceará



Potiretama faz parte do estado do Ceará. Localizado na Mesorregião do Jaguaribe, Microrregião da Serra do Pereiro.

A palavra potiretama tem origem tupi e significa "lugar dos camarões". De poti: camarão; e retama: a terra natal, a pátria. Outra versão interpreta o vocábulo como "região ds flores". De potyra: flor; e etama: lugar, região, pátria.

O município de Potiretama não passava de uma mata virgem povoada por indígenas de origem desconhecida, quando no inicio do século XIX dois irmãos chegaram a região vindos de Pernambuco, dando origem a família Campelo que deu início a criação de gado bovino. A partir daí foram erguendo-se casas de fazenda tendo em vista que a zona era propicia a criação de gado. Com o passar dos anos o pequeno vilarejo foi progredindo seguindo do marco natural da conquista do povoamento dos sertões e passou a se chamar Vila de Nazaré.

História da cidade de Potiretama Ceará - CE

Não sabe-se ao certo,mas por conversas dos mais antigos, aquelas terras onde hoje está inserida a cidade de Potiretama, já foi ocupada por indígenas de origem desconhecidas.

Por volta do ano de 1918, estabeleceu-se no lugar o primeiro desbravador,por nome de Sebastião Feitosa, que com sua família habitou uma humilde casa de chão batido.

Em seguida também chegou para estabelecer-se naquela região o senhor André Campelo. Este foi o pioneiro na criação de gado bovino. E, por ser as terras propícias para aquela atividade, logo outras fazendas de criatório foram sendo implantadas naquelas paragens.

No ano de 1922, foi edificada na localidade, uma pequena capela consagrada a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em atenção a graça alcançada pela esposa do senhor Sebastião Feitosa, que fizera uma promessa.

Com a fundação dessa capela, casas foram surgindo em torno dela, formando um pequeno povoado que inicialmente chamou-se vila de Nazaré. O primeiro vigário a celebrar naquela capela foi o Padre Miguel Xavier, que registrou, na primeira missa, 23 batizados.

Em 1924, chegou na vila de nazaré a professora municipal Alecinha Ayres que passou a ministrar aulas, para os habitantes da vila, na sua própria casa.

Só no ano de 1945 é que foi construído a primeira Escola municipal que levou o nome de André Campelo, com duas salas de aula. A primeira professora dessa escola foi a Sra. Damiana Jesus Campelo.

Gentílico: potiretamense

Formação Administrativa

O distrito, com o nome de Bom Jardim e subordinado ao município de Pereiro, foi criado pela Lei Estadual N°448, de 20/12/1938. O seu território foi formado por parte das terras do distrito de Iracema(pertencente ao município de Pereiro) e parte das terras do distrito de Alto Snato(pertencente ao município de Limoeiro).

A denominação de Potiretama , que na língua tupy significa "lugar bonito" ou "lugar das flores", tornou-se oficial pelo Decreto-Lei N°1.114, de 30/12/1943.

Em atendimento ao que determinava a Lei Estadual N° 1.153, de22/11/1951, o distrito de Potiretama foi anexado ao novo município de Iracema.

Passados alguns anos, o distrito de Potiretama foi alçada aà posição de município, pela Lei N°6.222, de 17/12/1962, porém, logo foi extinto, conforme a Lei N° 8.339, de 14/12/1965, antes mesmo de ser instalado.

Somente com a publicação da Lei N° 11.317, de 15/05/1987 é que potiretama foi, em definitivo, guindado a município, com separação do município de Iracema.

Com emacipação, o novo município ficou constituído dos distritos de Potiretama(sede0 e Canidezinho.

O distrito de Canidezinho teve sua criação pela Lei N° 6.878, de 13/12/1963, sendo anexado na ocasião subordinado ao município de Iracema. Todavia houve necessidade de sua transferência, para compor o território do novo município de Potiretama.

Alteração toponímica distrital

Bom Jardim para Potiretama alterado, pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943.

Transferência distrital

Pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1951, transfere o distrito de Potiretama do município de Pereiro para o de Iracema.

Fonte: IBGE- Enciclopédia dos Municípios Brasileiros. Pelosi Falcão, Márlio Fábio Ciará Terra do Sol - Genealogia e Toponímia dos Municípios Cearenses, Fortaleza; Gráfica Folha - 1999 Sampaio Filho, Dorian História dos Municípios do Ceará, Fortaleza; RBS editora - 2003

Código do Município

2311231

Gentílico

potiretamense

Prefeito

JOSE EUDES DA SILVA

População
População estimada [2018]6.400 pessoas  
População no último censo [2010]6.126 pessoas  
Densidade demográfica [2010]14,93 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,2 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]584 pessoas  
População ocupada [2016]9,2 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]55,4 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,7  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]828 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]238 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]45 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]10 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]6 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]7.864,06 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]96,8 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,604  
Total de receitas realizadas [2017]23.759,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]23.358,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]- óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]-  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]7 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]410,338 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]0,9 %  
Arborização de vias públicas [2010]98,5 %  
Urbanização de vias públicas [2010]0 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  6. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  7. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  23. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  24. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  25. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  26. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Potiretama: Imagens da cidade e Região

imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-1
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-2
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-3
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-4
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-5
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-6
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-7
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-8
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-9
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-10
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-11
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-12
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-13
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-14
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-15
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-16
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-17
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-18
imagem de Potiretama+Cear%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Potiretama e arredores.


Você conhece a cidade de Potiretama? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. wesio oliveiria de amorim's avatarwesio oliveiria de amorim

    potiretama terra qerida

    #1 – 04/02/2016 - 21:06

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: