Início » Ceará » Mauriti


Mauriti - Ceará



Mauriti faz parte do estado do Ceará. Está localizado na mesorregião do Sul Cearense na microrregião de Barro.

Palavra originária do tupi, que denominava uma palmeira humburity, que significa árvore que dá sumo, classificada como Maurititia Vinífera; BURITI – Relativo à tribo dos Buritis pertencentes aos Tapuias.

Conta-se que no século XVII chegaram na região os índios das tribos Tapuias, Tupiniquins e mais tarde os Guaneces. Em seguida chegaram os portugueses e se instalaram às margens da lagoa do Quichese (nome de origem Tapuia). A referida lagoa, segundo pesquisas, marca o início da história de Mauriti, somado aos traços e símbolos na pedra da letra, traduzidos por Dr. Paulo Menescal e José Silcon do Coité.

História da cidade de Mauriti Ceará - CE

Vários são os historiadores que narram sobre a origem de Mauriti. Coletando dados mais frequentes, podemos concluir:

Afirmam-se que, fins do século XVII, os índios Tapuias e Tupininquins habitavam o sul do Ceará, havendo entre eles um tratado de paz. Resquícios desta época estão gravados na pedra do Letreiro e foram traduzidos por D. Vicente de Paula Menescal. Mais tarde, onde hoje é Santo Antônio, chegaram os guanaces que enfrentaram os fazendeiros que por lá chegaram. Registram-se pois, os primeiros habitantes desta terra.

Acrescenta-se ao relato histórico, como ponto de partida, a lagoa de Mauriti, depois denominada lagoa do Quichese. A 23-10-1706 a referida lagoa foi concedida em sesmaria (lote de terra cedida para cultivo) pelo capitão Mor Gabriel da Silva Lago, a Rodrigo do Lago, Cel. João de Barros e seus companheiros, data reconhecida como de origem do sítio BURITI. Cel. João de Barros, adquirindo seus direitos, e de seus companheiros, vendeu o sítio aos Mendes Lobato. Capitão Mendes Lobato e Lira, herdeiro do Capitão Mendes Lobato, comprou a parte do Cel. João de Barros Braga e vendeu a Bartolomeu Pereira Dantas. português. Esses sítios compreendiam quase todo o território de Mauriti e parte de Milagres.

Bartolomeu Pereira Dantas, vendeu a seu sobrinho Antônio Pereira da Cunha, parte da metade do Sítio Mauriti Grande que era ribeira com o riacho dos porcos, nos cariris novos.

Nos anais dos Arquivos públicos, segundo informações, registra-se, ou sítio Buriti é localizado na ribeira do Riacho dos Porcos em seus afluentes, a citar o Riacho do São Miguel.

Conta-se que, em um dossiê organizado por Dr. Cartaxo, avô de Dr. Fernandes Cartaxo, lavra-se a origem dessas escrituras e alude sobre a origem do sitio Buriti, por ocassião da sesmaria da lagoa do Quichese.

BURITI é um termo indígena que denominava uma palmeira HUMBURITT, e que o botânico Von Martins classificou Maurititia Vinifera. Dela os silvícolas extraiam um delicioso licor. Não se associa porém que elas existiam e sim, justifica-se pela presença de índios da nação tapuia pertencentes a tribo dos Buritis.

Buriti, como primeiro povoado, e que se desenvolveu para a vila, foi chamado Buriti Grande. Pela lei nº 2211 de 28-10-1924, a vila passou a ser chamada Mauriti. Nela foi edificada a Capela de Nossa Senhora da Conceição, pelo voto feito por Capitão Miguel Dantas, quando acometido de cólera, foi curado, após clamar pela Virgem Imaculada. O capitão e sua esposa Carolina Cartaxo Dantas, doaram em 06-09-1870 o terreno, e a 27-05-1875 a Capela fora inaugurada. Na ocasião, sua filha Carolina foi batizada, como também, mais seis crianças dos sítios vizinhos. Já em 08 de dezembro de 1875, a primeira missa foi celebrada pelo Padre Mota, na grande festa da padroeira, cuja imagem Capitão Miguel Dantas havia trazido de Fortaleza.

Gentílico: mauritiense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Buriti Grande, por ato estadual, de 23-02-1891, subordinado ao município de Milagres.

Elevado à categoria de município com a denominação de Buriti Grande, pelo decreto nº 51, de 27-08-1890, desmembrado de Milagres. Sede no núcleo de Buriti Grande. Instalado em 21-10-1890.

Pela lei nº 257, de 20-09-1895, o município é extinto sendo seu território anexado ao município de Milagres, como simples distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Buriti Grande figura no de Milagres.

Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Mauriti, pela lei estadual nº 2211, de 28-10-1924, desmembrado de Milagres. Instalado em 30-12-1924,

Pela lei estadual nº 2634, de 06-10-1928, o município é extinto, sendo seu território anexado ao município de Milagres, como simples distrito.

Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Mauriti, pela lei estadual nº 1156, de 04-12-1933, desmembrado de Milagres. Constituído de 6 distritos: Mauriti, Coité, Espirito Santo, Santa Cruz, São Fílix e Umburanas, criados pela mesma lei do município.

Em divisão administratica referente ao ano de 1933, o município é constituído de 6 distritos: Mauriti, Coité, Espirito Santo, Santa Cruz, São Félix e Umburanas.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Santa Cruz passou a denominar-se Vera Cruz.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 6 distritos: Mauriti, Coité, Espirito Santo, São Félix, Umburanas e Vera Cruz ex-Sào Francisco.

Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Espirito Santo passou a denominar-se Anauã São Félix, a denominar-se Mararupã e o distrito de Vera Cruz a denominar-se Maracuá.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 6 distritos: Mauriti, Anuá ex-Espirito Santo, Coité, Maraguá ex-Vera Cruz, Maracupá ex-São Félix e Umburanas. Assim permanecendo em divisão territorial datada 1-VII-1960. Pela lei estadual nº 6913, de 17-12-1963, desmembra do município de Mauriti o distrito de Umburanas. Elevado à categoria de município. Pela lei estadual nº 6931, de 18-12-1963, desmembra do município de Mauriti os distritos de Mararupá e Anuá. Para formar o novo município de Mararupá.Pela lei estadual nº 7053, de 30-12-1963, desmembra do município de Mauriti o distrito de Coité. Elevado à categoria de município.Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Mauriti e Maraguá.Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, o município de Mauriti adquiriu os extintos municípios de Coité, Umburanas, Mararupá e Anuá, como simples distritos.Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 6 distritos: Mauriti, Anuá, Coite, Maraguá, Mararupá e Umburanas.

Assim permanecendo em divisão territorial datada 1-VII-1983.

Pela lei estadual nº 1154, de 20-12-985, é criado o distrito de Palestina do Cariri e anexado ao município de Mauriti.

Pela lei estadual nº 11157, de 20-12-1985, é criado o distrito de Buritizinho e anexado ao município de Mauriti.

Pela lei estadual nº 11161, de 20-12-1985, é criado o distrito de São Miguel e anexado ao município de Mauriti.

Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído de 9 distritos: Mauriti, Anauá, Buritizinho, Coité, Maraguá, Mararupá, Palestina do Cariri, São Miguel e Umburanas.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração toponímica municipal

Buriti Grande para Mauriti alterado, pela lei estadual nº 2211, de 28-10-1924.

Fonte: IBGE

Código do Município

2308104

Gentílico

mauritiense

Prefeito

JOSEVAN LEITE DE OLIVEIRA

População
População estimada [2018]46.854 pessoas  
População no último censo [2010]44.240 pessoas  
Densidade demográfica [2010]42,15 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]2.634 pessoas  
População ocupada [2016]5,7 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]57,2 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]98,1 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]5,5  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]4,3  
Matrículas no ensino fundamental [2017]6.754 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]1.898 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]362 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]86 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]36 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]5 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]7.289,23 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]82,9 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,605  
Total de receitas realizadas [2017]88.624,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]87.086,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]18,21 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]2 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]21 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]1.049,488 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]18,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]91,5 %  
Urbanização de vias públicas [2010]2,8 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Mauriti: Imagens da cidade e Região

imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-1
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-2
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-3
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-4
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-5
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-6
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-7
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-8
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-9
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-10
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-11
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-12
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-13
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-14
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-15
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-16
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-17
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-18
imagem de Mauriti+Cear%C3%A1 n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Mauriti e arredores.


Você conhece a cidade de Mauriti? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: