Início » Bahia » Serrinha


Serrinha - Bahia



Serrinha faz parte do estado da Bahia. Encontra-se a uma latitude 11º39′51" sul e a uma longitude 39º00′27" oeste, estando a uma altitude de 379 metros. O município de Serrinha está localizado na Mesorregião do Nordeste Baiano e microrregião de Serrinha, a 173km de Salvador, Serrinha, cidade tranqüila, destaca-se pela hospitalidade com que recebe seus visitantes. Possui hotéis, bares e restaurantes para todos os tipos de gostos e, por já estar acostumada a abrigar grandes eventos.

Serrinha teve como seus primeiros habitantes os índios da nação Cariri. Entretanto, foi com a chegada do português Bernado da Silva, comandante de uma expedição da colonização portuguesa, em 1715, que a organização urbana da cidade se deu. Assim, foi iniciada a construção de uma capela sob a invocação da Senhora Santana. A capela era filiada a freguesia de São João de Água Fria. A esse tempo o povoado já possuía 16 casas cobertas de telhas e servia de pousada aos visitantes e comerciantes e lojas de tropeiros que se destinavam ao Rio São Francisco.

Em 1º de junho de 1838, a lei nº 67 criou o Distrito de Paz de Serrinha, e levou a capela à categoria, com paróquia própria, pelo Arebispo D. Romualdo Antônio Seixas. Em 24 de outubro de 1763 foi nomeado capelão o Pe. Antônio Manuel de Oliveira.

HISTóRIA

A história serrinhense começa com a migração dos índios da tribo Tapuia, mais especificamente os da nação dos Cariris, do litoral para o sertão baiano.

No início do século XVII, os colonizadores portugueses abriram a estrada das boiadas que ligava a capital da colônia ao alto sertão do São Francisco. E foi na Capitania da Bahia que surgiu a Fazenda Serrinha com a finalidade de criar gado e servir de local de descanso de homens e animais. Já no final do século XIX tornou-se centro comercial e agropecuário recebendo foros de cidade.

A Lei Provincial nº 1.069 de 13 de junho de 1876, elevou o Arraial de Serrinha á categoria de Vila e foi criado o Município de Serrinha, com território desmembrado do município de Purificação dos Campos.

Nesse período de mais de 200 anos, houve a compra da Fazenda Serrinha por Bernardo da Silva que iniciou a expansão do logradouro com a construção da capela em louvor a Senhora Santana, concluída em 1780, onde foi enterrado Bernardo da Silva e a inauguração, em 1880, da estrada de ferro ligando Serrinha à Salvador.

Em 30 de junho de 1891, a então Vila de Serrinha recebeu foros de cidade através de ato assinado pelo Barão de Lucena, mas a instalação solene da cidade ocorreu em 30 de agosto de 1891.

A proclamação da Republica em conjunto à elevação de Serrinha a cidade, fez com que fossem feitas mudanças no cenário politico serrinhense com a nomeação do 1º intendente Marianno Silva Ribeiro em 03 de março de 1890.

Durante mais de 70 anos a economia e a sociedade local foram influenciados pela presença da estrada de ferro, afinal este foi o principal meio que interligava Serrinha à Salvador e Alagoinhas tanto para transporte de pessoas quanto para o transporte de mercadorias.

Em 1964, com os governos militares, foram priorizados projetos rodoviáriospor todo país, e Serrinha foi interligada à capital e ao Centro-Sul do país através da BR-116 (Rio-Bahia). Este fato auxiliou na decadência do sistema ferroviário do país e em Serrinha não foi diferente, a conhecida estação da Leste caiu em desuso e hoje, é utilizada apenas para o transporte de cargas.

Em 1984, a Compania Vale do Rio Doce, instalou-se no município de Teofilândia (ex-distrito de Serrinh) com a exploração de uma mina de ouro na Fazenda Brasileiro. A presença da mesma na região foi um fato motivador na sociedade local, visto que a Vale gerou centenas de empregos e os investimentos na região.

Em 21 de setembro de 2005, a cidade de Serrinha é contemplada com a Diocese de Serrinha, seu primeiro Bispo é Dom Otorrino Assolari que assumiu a Diocese no dia 18 de dezembro do mesmo ano.

Fonte: IBGE: fRANCO,Tasso , Serrinha Colonização Portuguesa numa cidade do Sertão da Bahia:

Autor do Histórico: ADERIVALDO LIMA DA SILVA

Código do Município

2930501

Gentílico

serrinhense

Prefeito

ADRIANO SILVA LIMA

População
População estimada [2018]80.411 pessoas  
População no último censo [2010]76.762 pessoas  
Densidade demográfica [2010]122,97 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,6 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]10.256 pessoas  
População ocupada [2016]12,4 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]46,9 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,3 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]3,7  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3,1  
Matrículas no ensino fundamental [2017]12.287 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]4.354 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]668 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]287 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]77 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]11 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]9.937,74 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]90,6 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,634  
Total de receitas realizadas [2017]144.189,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]147.655,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]12,31 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]1,5 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]38 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]583,314 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]49,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]35 %  
Urbanização de vias públicas [2010]3,2 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Serrinha: Imagens da cidade e Região

imagem de Serrinha+Bahia n-1
imagem de Serrinha+Bahia n-2
imagem de Serrinha+Bahia n-3
imagem de Serrinha+Bahia n-4
imagem de Serrinha+Bahia n-5
imagem de Serrinha+Bahia n-6
imagem de Serrinha+Bahia n-7
imagem de Serrinha+Bahia n-8
imagem de Serrinha+Bahia n-9
imagem de Serrinha+Bahia n-10
imagem de Serrinha+Bahia n-11
imagem de Serrinha+Bahia n-12
imagem de Serrinha+Bahia n-13
imagem de Serrinha+Bahia n-14
imagem de Serrinha+Bahia n-15
imagem de Serrinha+Bahia n-16
imagem de Serrinha+Bahia n-17
imagem de Serrinha+Bahia n-18
imagem de Serrinha+Bahia n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Serrinha e arredores.


Você conhece a cidade de Serrinha? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: