Início » Bahia » São Félix


São Félix - Bahia



São Félix faz parte do estado da Bahia. Encontra-se a uma latitude 12º36′17" sul e a uma longitude 38º58′20" oeste, estando a uma altitude de 45 metros. A população avaliada em 2004 era de 14 477 habitantes. Possui uma área de 95,97,1 km².

São Félix fica à margem direita do Rio Paraguaçu, a 110 km de Salvador. Surgida durante a expansão da cana-de-açúcar, a cidade possui uma história profundamente ligada aos valores culturais baianos. Marcada pelo desenvolvimento da indústria fumageira, com a instalação das fábricas de charutos Suerdieck, Dannemann, Costa Ferreira & Pena, Stender & Cia, Pedro Barreto, Cia A Juventude e Alberto Waldheis, além do cultivo do dendê e um forte comércio de estivas, secos e molhados. Também é conhecida por ter se destacado durante as lutas e mobilização social para a Independência da Bahia.

Caminhar pelas ruas de São Félix é uma oportunidade para termos contato direto com o passado, com a época em que, à beira do rio Paraguaçu, saveiros transportavam os produtos do campo para a capital, movimentando o último porto que dava acesso à região das minas e do gado, no interior. A miscigenação entre os povos branco e o negro e a herança indígena fazem com que a cidade apresente uma característica sui generis ligadas às suas raízes ancestrais.

História da cidade de São Félix é um município brasileiro do estado da Bahia . Encontra-se a uma Latitude 12º36`20" Sul e uma Longitude 38º58`20" Oeste, estando em uma Altitude de 45m. Sua População estimada em Julho de 2008 é de 15.987 habitantes e sua área é de 95,502 km2.

Mesorregião: Metropolitana de Salvador

Microrregião: Santo Antônio de Jesus

Região: Recôncavo Sul

Clima: Seco a Sub-úmido

Era primitivamente uma aldeia de índios Tupinambás, que em 1534 contava vinte palhoças habitadas por pouco mais de duzentos indígenas. Naquele ano, chegaram os primeiros portugueses para explorar as terras e o comércio de madeiras, resultando daí estímulo ao povoamento: edificação de casas residenciais e fundação de casas de negócio.

Coube aos portugueses, juntamente com o braço indígena escravizado, o início da plantação da cana-de-açúcar e a montagem de engenhos. Entretanto, somente com a entrada dos africanos, em 1549, começou a lavoura a apresentar grande desenvolvimento. Desapareceram, todavia,os indígenas por horror à escravidão e maus tratos que se lhes infligiam, revoltados, internaram-se eles nas matas, devastaram plantações, provocaram e sustentaram frequentes guerrilhas, sendo a paz conseguida a muito custo. Em 1611, atacaram povoações vizinhas, assassinando toda a população de São José do Aporá.

A primeira freguesia foi criada pela lei provincial de 1º de Junho de 1838, com a denominação.Nossa Senhora do Desterro do Outeiro Redondo. A seguir, veio a constituição da freguesia do Senhor Deus Menino de São Félix, pela Resolução de 15 de Outubro de 1857,no local em que ainda se acha a sede Municipal, e na mesma data da criação do distrito de São Félix.

Foi o território municipal desmembrado do de Cachoeira, já no período republicano. Coube ao Governador Manoel Vitorino Pereira a assinatura do Ato número 4, de 20 de dezembro de 1889, da emancipação, cujos termos são os seguintes: considerado o notável desenvolvimento industrial e comercial que teve o povoado de São Félix e atendendo às justas reclamações dos seus habitantes, que desejam gozar dos foros e direitos de município, resolve elevar a referida Povoação á categoria de Vila, que se comporá das freguesias de São Félix, Muritiba, Outeiro Redondo,São José do Aporá e Cabeças.

A instalação da Vila e do município ocorreu em 1º de fevereiro de 1890. Teve como primeiro Intendente, por nomeação, Geraldo Dannemann e Vice-Presidente o Doutor Salvador Pinto. Em 18 de dezembro de 1892, foi o citado administrador eleito para o mesmo cargo.

Sua elevação a cidade deu-se por ato do Governador do Estado, Dr. Virgílio Clímaco Damásio, datado de 25 de Outubro de 1890. Na divisão administrativa do brasil concernente a 1911,

os distritos de São Félix do Paraguaçu, Muritiba, Cabeças, Outeiro Redondo e Aporá, compõem o município de que se trata, o qual, por força do Decreto nº 7479, de 08 de Julho de 1931, passou a denominar-se apenas São Félix.

Todavia, apenas dois Distritos: o Sede e o de Outeiro Redondo, constituem o Município na divisão administrativa de 1933, como nas territoriais de 31 de dezembro de 1936.

Fonte: Enciclopédia dos Municipíos, Enciclopédia Livre(Wikipédia) e IBGE

Autor do Histórico: ANTôNIO CARLOS DA S. PEREIRA

Código do Município

2929008

Gentílico

são-felista

Prefeito

ALEX SANDRO ALELUIA DE BRITO

População
População estimada [2018]14.717 pessoas  
População no último censo [2010]14.098 pessoas  
Densidade demográfica [2010]142,11 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,9 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.519 pessoas  
População ocupada [2016]9,9 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]51,5 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,5 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3  
Matrículas no ensino fundamental [2017]1.507 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]443 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]111 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]23 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]21 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]11.203,09 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]98,6 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,639  
Total de receitas realizadas [2017]39.948,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]37.104,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]30,3 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,3 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]10 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]103,226 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]60,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]36,7 %  
Urbanização de vias públicas [2010]17,3 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


São Félix: Imagens da cidade e Região

imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-1
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-2
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-3
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-4
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-5
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-6
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-7
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-8
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-9
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-10
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-11
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-12
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-13
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-14
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-15
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-16
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-17
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-18
imagem de S%C3%A3o+F%C3%A9lix+Bahia n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de São Félix e arredores.


Você conhece a cidade de São Félix? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: