Início » Bahia » Riachão das Neves


Riachão das Neves - Bahia



Riachão das Neves faz parte do estado da Bahia. A população avaliada em 2004 era de 22.756 habitantes.

O território integrava a sesmaria da Casa da Ponte de Antônio Guedes de Brito. Seu povoamento iniciou - se na 1ª metade do século XIX, por colonos vindos da província de Pernambuco. A fertilidade das terras atraiu novas famílias, que ali se estabeleceram, formando o arraial Riachão das Neves, elevado a vila em 1934. O município foi criado em 1962. O topônimo originou - se da existência do riacho denominado Riachão das Neves, que banha a sede municipal Em sua população, marcada predominantemente por pequenos agricultores, temos uma cultura própria e bem definida muito nas terras Atualmente, o município é governado pelo Prefeito Marquinhos.

A cidade de Riachão das Neves conta com a festa de Santana , muito famosa, com bandas de forró, barracas e bingo, que acontece no mês de julho. Tem o distrito de São José, onde passa o rio grande, pode-se nadar ou pescar o taguá também é famoso, Ainda tem o distrito de Cariparé, terra de gente bonita e hospitaleira, onde no mês de agosto acontece a festa de são Lourenço, com bandas locais e de nível nacional, muita comida e bebidas na pegada e derrubada do mastro "Pau Seco". O município conta com belas paisagens , a se ver pela subida da serra, bem próxima à cidade.

História da cidade de Riachão das Neves

No ano de 1.660, o então 32º Governador Geral do Brasil Dom João de Lan-Castro, autorizou uma expedição para navegar os afluentes do Rio São Francisco, entre eles Rio Grande, Rio Preto e Rio Corrente.

Chegando mais precisamente no município da Barra a qual se tornou a primeira cidade da região no ano de 1.752, denominado vale do São Francisco o qual pertencia a Província de Pernambuco. A 2ª cidade da região foi Pilão Arcado em 1.810 e logo após no ano de 1.820 a cidade de nossa origem, Campo Largo, hoje Cotegipe de onde Riachão das Neves foi desmembrado.

A região em 1824 passou a integrar a província de Minas Gerais e em 1827, por outro ato provisório foi entregue a Província da Bahia, tudo isso pelo motivo que os Pernambucanos, liderados por Frei Caneca, não aceitarão a Constituição imposta pelo Imperador, e para castigar Pernambuco o Imperador tirou toda esta área que hoje é conhecida como Oeste Baiano da Província de Pernambuco. A partir daí passou a integrar a Sesmaria da Casa da Ponte de Antonio Guedes de Brito.

Riachão das Neves no dia 26 de Julho de 1.934, foi elevado a Vila do município de Cotegipe, razão pela qual a padroeira do município é Nossa Senhora Sant`Ana. As chamas da emancipação política do município de Riachão ficarão claras em 1.954 quando o ilustre filho de Riachão o Sr. Nelson Carvalho da Cunha, se tornou prefeito em Cotegipe, vários ilustres filhos de Riachão foram vereadores pelo município de Cotegipe, alguns deles, Severiano Crisostomo, Joaquim Arruda, Armias Pereira de Matos, sem contar que antes teve outros tantos especiais entre estes, Joaquim Miguel dos Santos Bomfim, Aprígio Crisostomo Filho, Aylon Macedo, João Muniz de Souza, Salvador Gonçalves de Carvalho, José Antonio Borges, os quais foram decisivos para a emancipação política do município.

O tão sonhado dia pelo qual buscou vários que lutaram incansavelmente pela emancipação de Riachão aconteceu no dia 19 de Julho de 1.962, através da Lei 1.731, de autoria do saudoso Deputado Estadual Dr. Juarez de Souza o qual se tornou Patrono do município.

Na verdade o topônimo originou-se da existência da Fazenda Neves que ainda existe e o riacho que banha a sede do município que é uma grande recordação principalmente para os mais velhos.

Formação Administrativa

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, figura no município de Cotegipe o distrito de Riachão das Neves.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Elevado à categoria de município com a denominação de Riachão das Neves, pela lei estadual nº 1731, de 19-07-1962, desmembrado do município de Cotegipe. Sede no antigo distrito de Riachão das Neves. Constituído de 3 distritos: Riachão das Neves, Cariparé e São José do Rio Grande (ex-Nupeba), alterado pela mesma lei estadual acima citada, todos desmembrados de Cotegipe. Instalado em 07-04-1963.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Riachão das Neves, Cariparé e São José do Rio Grande.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte:

Código do Município

2926202

Gentílico

riachão-nevense

Prefeito

MIGUEL CRISOSTOMO BORGES NETO

População
População estimada [2018]22.343 pessoas  
População no último censo [2010]21.937 pessoas  
Densidade demográfica [2010]3,87 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]2,0 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.357 pessoas  
População ocupada [2016]5,8 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]56 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]95 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]4,1  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]-  
Matrículas no ensino fundamental [2017]3.665 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]819 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]249 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]39 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]47 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]2 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]20.266,70 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]96,4 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,578  
Total de receitas realizadas [2017]- R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]- R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]20,41 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]8,8 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]5 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]5.978,998 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]9,1 %  
Arborização de vias públicas [2010]82,9 %  
Urbanização de vias públicas [2010]2,5 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  11. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  16. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  17. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  18. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  19. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  21. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  22. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  23. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  24. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  25. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  26. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Riachão das Neves: Imagens da cidade e Região

imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-1
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-2
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-3
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-4
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-5
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-6
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-7
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-8
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-9
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-10
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-11
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-12
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-13
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-14
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-15
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-16
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-17
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-18
imagem de Riach%C3%A3o+das+Neves+Bahia n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Riachão das Neves e arredores.


Você conhece a cidade de Riachão das Neves? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: