Início » Bahia » Mundo Novo


Mundo Novo - Bahia



Mundo Novo faz parte do estado da Bahia. Encontra-se a uma latitude 11º51′32" sul e a uma longitude 40º28′21" oeste, estando a uma altitude de 604 metros. A população avaliada em 2004 era de 16.357 habitantes. Possui uma área de 1501,92km².

A origem de Mundo Novo está intimamente ligada a um contexto de crise econômica provocada pela grande seca que assolou as Províncias na região nordeste do Brasil em meados do século XIX , pois é senso comum que Mundo Novo foi fundada pela tropa de boiadeiros liderada pelo Sr. José Carlos da Mota em 1833. A mim sempre pareceu estranho as justificativas que punham o caminho das tropas de José Carlos da Mota em direção ao Sertão baiano, fugindo dos efeitos da seca que nos anos 1830, devastou a Bahia; sempre me perguntei como poderia alguém procurar pastagens e água para os rebanhos de gado, seguindo uma direção contrária à da abundância, que era o Litoral, uma vez que o saíram da região de Alagoinhas, mais próxima do rico Recôncavo baiano em direção ao Sertão

Em busca de respostas a esse possível contra-senso, encontrei nos trabalhos do geógrafo Milton Santos uma explicação formal para compreender o conhecimento que o sertanejo desenvolve na lida com o gado cotidianamente, cheguei a conclusão que a explicação está no Sal.

História da cidade de Mundo Novo

O território do município, antes de desbravado, era grande sesmaria, há muitos anos abandonada e que fora objeto de arrematação em praça, pelo Visconde de Itapicuru, na Vila de Nossa Senhora do Rosário de Porto de Cachoeira. Esta sesmaria, com cerca de cinquenta léguas em quadro, situava-se entre Orobô, Monte Alegre e Itaberaba.

é tradição corrente, quanto à primeira exploração no território municipal, que no ano de 1833, para fugir aos efeitos de grande seca, José Carlos da Mota, natural de Alagoinhas, neste Estado, acompanhado por Joaquim José de Assunção e José Barbosa Cabrinha, partiu daquela localidade em direção à zona de Morro de Chapéu, em busca de um lugar em que houvesse água abundante e condições favoráveis a implantação de atividade agrícola e pastoril. Esses bandeirantes penetraram os sertões ainda desconhecidos e chegaram a Monte Alegre; dali partiram em direção ao ponto desejado.

No curso da viagem, José Carlos da Mota, com sua pequena bandeira, estacionou no local hoje conhecido com o nome de Engenho, em 1833, impressionado com as matas e a farta vegetação nativa, com a qualidade do solo e os mananciais de água potável. Consta que o chefe da bandeira José Carlos da Mota, ao avistar as terras em que está situada a cidade e suas adjacências, do alto da Várzea Bonita, exclamou ´isto aqui é um Mundo Novo´. Foi, portanto, o pouso da bandeira de José Carlos a causa determinante da povoação do município.

O colonizador, sastisfeito com a riqueza da terra descoberta, teve a idéia de a povoar, conseguindo a vinda de novos colonos, que construíram residências e ali se instalaram. Formou-se assim o povoado.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Nossa Senhora da Conceição de Mundo Novo, pela lei provincial nº 669, de 31-12-1857 e resolução provincial nº 1342, de 03-07-1873, subordinado ao município de Monte Alegre.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Nossa Senhora da Conceição de Mundo Novo, pelo ato de 01-03-1890, desmembrada do município de Monte Alegre. Sede na antiga povoação de Nossa Senhora da Conceição de Mundo Novo. Constituído do distrito sede. Instalada em 27-03-1890.

Elevado á condição de cidade com a denominação Mundo Novo, pela lei estadual nº 144, de 08-08-1896.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920.

Pelo decreto estadual nº 7747, de 13-11-1931, é criado o distrito de França e anexado ao município de Mundo Novo.

Pelo decreto estadual nº 8269, de 05-01-1933, é criado o distrito de Indaí e anexado ao município de Mundo Novo.

Pelo decreto estadual nº 8283, de 28-01-1933, é criado o distrito de Largo anexado ao município de Mundo Novo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Mundo Novo, Bonito, França, Indaí e Largo.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aprece constituído de 8 distritos: Mundo Novo, Alto Bonito, Bonito, Cinco Várzeas, Espera Dantas, França, Indaí e Largo.

Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, os distritos de Bonito, Cinco Várzeas e Espera Dantas passaram a chamar-se, respectivamente, Ibiaporã, Piritiba e Tapiramutá.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 8 distritos: Mundo Novo, Alto Bonito, França, Ibiaporã (ex-Bonito), Indaí, Largo, Piritiba (ex-Cinco Várzeas) e Tapiramutá (ex-Espera Dantas).

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Pela lei estadual nº 503, de 28-11-1952, desmembra do município de Mundo Novo os distritos de Piritiba, França e Largo, para constituir o novo município de Piritiba.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 5 distritos: Mundo Novo, Alto Bonito, Ibiaporã, Indaí e Tapiramutá.

Pelo acórdão do Superior Tribunal Federal, de 26-10-1956 (representação nº 260), a criação do município de Piritiba, foi anulado, voltando a condição de simples distrito do município de Mundo Novo.

Pela lei estadual nº 1014, de 03-08-1958, desmembra do município de Mundo Novo os distritos de Piritiba, França e Largo, para constituir novamente o município de Piritiba.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 5 distritos: Mundo Novo, Alto Bonito, Ibiaporã, Indaí e Tapiramutá.

Pela lei estadual nº 1747, de 27-07-1962, desmembra do município de Mundo Novo o distrito de Tapiramutá. Elevado á categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 4 distritos: Mundo Novo, Alto Bonito, Ibiaporã e Indaí.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica municipal

Nossa Senhora da Conceição de Mundo Novo para simplesmente Mundo Novo, alterado pela lei estadual nº 144, de 08-08-1896.

Fonte: IBGE. Enciclopédia dos municípios brasileiros. v.XXI

Código do Município

2922102

Gentílico

mundo-novense

Prefeito

JOSE ADRIANO DA SILVA

População
População estimada [2018]26.575 pessoas  
População no último censo [2010]24.395 pessoas  
Densidade demográfica [2010]16,34 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,8 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.043 pessoas  
População ocupada [2016]3,8 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]51,3 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]96,5 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]4.4  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3.8  
Matrículas no ensino fundamental [2017]3.130 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]951 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]178 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]59 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]24 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]4 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]5.469,48 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]93,2 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0.590  
Total de receitas realizadas [2017]45.825,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]41.301,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]9,17 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]4,7 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]14 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]1.491,993 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]37 %  
Arborização de vias públicas [2010]54,4 %  
Urbanização de vias públicas [2010]6 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Mundo Novo: Imagens da cidade e Região

imagem de Mundo+Novo+Bahia n-1
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-2
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-3
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-4
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-5
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-6
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-7
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-8
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-9
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-10
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-11
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-12
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-13
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-14
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-15
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-16
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-17
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-18
imagem de Mundo+Novo+Bahia n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Mundo Novo e arredores.


Você conhece a cidade de Mundo Novo? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. sergio antonio de araujo's avatarsergio antonio de araujo

    prezado por favor conte a historia dos araujo do mundo novo a fazenda dos araujo ,pois tenho informaçao ,que seu antonio de araujo tinha plantação de café em mundo novo bahia no ano de 1958 .eu nasci em 1960 e com um ano de idade minha mãe imigrou em são paulo e nunca mais tive contato com a familia araujo . eu moro em uberlandia hoje.meu telefone .034 9988-861 998840860

    .

    #1 – 17/12/2017 - 22:43

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: