Início » Bahia » Madre de Deus


Madre de Deus - Bahia



Madre de Deus faz parte do estado da Bahia. Possui uma área de 11,141km², com uma população recenseada em 2012 de 18.183 habitantes. Seu antigo nome era Ilha dos Cururupebas, em virtude do cacique tupinambá Cururupeba que habitava nessa ilha e que após anos de resistência, sucumbiu às investidas dos colonizadores portugueses.

O município é localizado em uma ilha. Sua ligação com o continente é através dos municípios de Candeias e São Francisco do Conde. Apenas 100 metros a separam do continente e uma ponte foi construída no fim dos anos cinquenta com a criação do terminal marítimo da Petrobras. Com a maré baixa é possível atravessar a pé de um lado para outro. A ilha situa-se na Baía de Todos os Santos, a maior do Brasil. O município antes pertencia a Salvador e emancipou-se no fim dos anos oitenta. Além do terminal marítimo da Petrobras, outras atividades são a pesca artesanal e o turismo pois trata-se da praia mais próxima da região. É uma região marcada por fortes agressões ecológicas, oriundas da indústria petrolífera, sendo marcantes na História do Município os derramamentos de petróleo de 1992 e 1999.

Este município é subdividido em duas macro-áreas: a Ilha de Madre de Deus e a Ilha de Maria Guarda. A ilha de Madre de Deus, por sua vez, se divide nos bairros do Centro, Suape, Cação, Marezinha, Mirim, Alto do Paraíso, Apicum, Nova Madre de Deus e Quitéria.

História da cidade de Madre de Deus

Localizado na porção norte da Baía de Todos os Santos, Madre de Deus era conhecida pelos povos indígenas que aqui habitavam como Ilha de Cururupepa, devido a guerreiro, chefes dos Tupinambás que enfrentou os portugueses colonizadores. Foi Mém de Sá, no ano de 1557, que derrotou o Cururupeba e incorporou a ilha a sua sesmaria.

Em 1947 passou a condição de distrito de Madre de Deus sendo anexada ao município de Salvador, funcionando como ponto de veraneio das famílias de classe média da capital e de outros municípios do recôncavo.

Trabalhadores vieram oriundos de diversas partes do país em função da instalação de bases petrolíferas no município. A ilha tornou-se um grande assentamento urbano.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Madre de Deus do Boqueirão, em 1696.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Madre de Deus do Boqueirão, figura no município de São Francisco.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Madre de Deus do Boqueirão tomou a denominação simplesmente de Madre de Deus.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Madre de Deus (ex-Madre de Deus do Boqueirão), figura no município de São Francisco.

Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 30-12-1943, retificado pelo decreto estadual nº 12978, de 01-06-1944, o distrito de Madre de Deus tomou a denominação de Suape O município de São Francisco a chamar-se São Francisco do Conde.

Pelo artigo nº 23, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, de 02-07-1947, que alterou a respectiva divisão 1944-1948, o distrito de Suape voltou a denominar-se Madre de Deus e seu território foi transferido para o município de Salvador, como simples povoado.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, Madre de Deus, figura no município de Salvador, como povoado.

Distrito criado com a denominação de Madre de Deus, pela lei estadual nº 628, de 30-12-1953, subordinado ao município de Salvador.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Madre de Deus, figura no município de Salvador.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988.

Elevado à categoria de município com a denominação de Madre de Deus, pela lei estadual nº 5016, de 13-06-1989, desmembrado do município de Salvador. Sede no antigo distrito de Madre de Deus. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1990.

Em divisão territorial datada de 1993, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações toponímicas distritais

Madre de Deus do Boqueirão para Madre de Deus, alterado pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938.

Madre de Deus para Suape, alterado pelo decreto-lei estadual nº 141, de 30-12-1943, retificado pelo decreto estadual nº 12978, de 01-06-1944.

Suape para Madre de Deus, alterado pelo artigo nº 23, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, de 02-07-1947.

Fonte: Prefeitura Municipal

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Madre de Deus: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Madre de Deus? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: