Início » Bahia » Iaçu


Iaçu - Bahia



Iaçu faz parte do estado da Bahia. A população avaliada em 2004 era de 29.751 habitantes.

A Colonização Portuguesa no Brasil foi feita subindo os rios, onde os Donatários de Capitanias e Governadores Gerais, por ordem do Governo da Metrópole, concediam Sesmarias, a fim de povoar o País. Foi o Paraguaçu o rio que primeiro atraiu o movimento de Colonização. A história de Iaçu, que em Tupy-guarany significa Água Grande, teve início por volta de 1674. O capitão-mor Estevão Baião Parente recebe as terras da Coroa Portuguesa como pagamento pelos serviços prestados à Coroa Portuguesa.

Alguns anos depois morreu o capitão Estevão, deixando como herdeiro das terras o seu filho Capitão João Amaro Maciel Parente, em 1698 o Capitão João Amaro chega para assumir a herança deixada pelo pai. A expedição que veio tomar posse das terras cruzando o Rio São Francisco, sofreu muitas perdas por causa de doenças como a peste bubônica. Em 1707 as terras são vendidas pela primeira vez. Após várias sucessões de herdeiros. Em 1735 foi feita a primeira arrematação por Thomas de Paiva Rollas, morre em 1743 Thomás de Paiva Rollas deixando como herdeiro seu sobrinho que vende a Manoel Frutoso em 1745. Em 1797 O Patrimônio é arrematado pelo Coronel João Barbosa Madureira, deixando como herdeiro o Desembargador José Pereira Lopes Silva e Carvalho que vem a morrer em 1820, deixando tudo para sua genitora, as terras são vendidas ao senhor Caetano Gonçalves de Oliveira, que devolve as terras a mãe do desembargador José Pereira Lopes Silva e Carvalho por falta de pagamento, em 1831 os Irmãos Januário compram as terras e por serem menores foram representados pelo padre Antonio Anselmo da Costa. Após a morte da ultima irmã Januário, herdou o patrimônio, sua sobrinha e filha de criação Norberta Sodré Rodrigues de Magalhães, casada com o professor José Caetano de Magalhães em 1906.

História da cidade de Iaçu

A região era primitivamente habitada pelos índios cariris e sabujás.

O povoamento do território iniciou-se no século XIX, por aventureiros à procura de terras férteis para a agricultura.

Até o início da década de 1920, o lugar onde se localiza a cidade era apenas a fazenda "Sítio Roxo´, de propriedade da família Medrado. A partir de 1920, com a chegada dos trilhos da Rede Ferroviária Federal Leste Brasileiro, formou-se o povoado Sítio Roxo, elevado à vila, em 1922.

Em 1938, alterou-se o topônimo para Paraguaçu.

Com a criação do município, em 1958, mudou-se o nome para Iaçu. O topônimo originou-se do tupy ´y-açu´, que significa ´rio grande´.

Gentílico: iaçuense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Sítio Novo, pela lei municipal nº 3, de 19-04-1922, aprovada pela lei estadual nº 1569, de 03-08-1922, subordinado ao município de Santa Teresinha.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Sítio Novo, figura no município de Santa Teresinha.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII9137.

Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Sitio Novo tomou a denominação de Paraguassu.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Paraguassu (ex-Sitio Novo), figura no município de Santa Teresinha.

Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, retificado pelo decreto estadual 12978, de 01-06-1944, o distrito de Paraguassu passou a chamar-se Iaçu.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Iaçu (ex-Paraguass), figura no município de Santa Teresinha.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.

Elevado à categoria de município com a denominação de Iaçu, pela lei estadual nº 1026, de 14-08-1958, desmembrado de Santa Teresinha. Sede no antigo distrito de Iaçu. Constituído de 3 distritos: Iaçu, João Amaro e Lajedo Alto, ambos desmembrados de Santa Teresinha. Instalado em

12-04-1959.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Iaçu, João Amaro e Lajedo Alto.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: Prefeitura Municipal; IBGE

Código do Município

2911907

Gentílico

iaçuense

Prefeito

ADELSON SOUSA DE OLIVEIRA

População
População estimada [2018]24.496 pessoas  
População no último censo [2010]25.736 pessoas  
Densidade demográfica [2010]10,50 hab/km²  
Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]1,5 salários mínimos  
Pessoal ocupado [2016]1.687 pessoas  
População ocupada [2016]6,5 %  
Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]54,3 %  
Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]97,8 %  
IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]4,8  
IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]3,2  
Matrículas no ensino fundamental [2017]4.426 matrículas  
Matrículas no ensino médio [2017]912 matrículas  
Docentes no ensino fundamental [2015]267 docentes  
Docentes no ensino médio [2017]45 docentes  
Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]49 escolas  
Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]1 escolas  
Economia
PIB per capita [2016]7.574,04 R$  
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]94,7 %  
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]0,574  
Total de receitas realizadas [2017]60.037,00 R$ (×1000)  
Total de despesas empenhadas [2017]57.379,00 R$ (×1000)  
Saúde
Mortalidade Infantil [2014]16,79 óbitos por mil nascidos vivos  
Internações por diarreia [2016]0,1 internações por mil habitantes  
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]16 estabelecimentos  
Território e Ambiente
Área da unidade territorial [2017]2.342,496 km²  
Esgotamento sanitário adequado [2010]28,6 %  
Arborização de vias públicas [2010]77,1 %  
Urbanização de vias públicas [2010]1,9 %  
Notas & Fontes

Notas:

  1. População ocupada: [pessoal ocupado no município/população total do município] x 100

  2. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: [População residente em domicílios particulares permanentes com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo / População total residente em domicílios particulares permanentes] * 100

  3. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: [população residente no município de 6 a 14 anos de idade matriculada no ensino regular/total de população residente no município de 6 a 14 anos de idade] x 100

  4. Docentes no ensino médio: Os docentes referem-se aos indivíduos que estavam em efetiva regência de classe na data de referência do Censo Escolar., No total do Brasil, os docentes são contados uma única vez, independente se atuam em mais de uma região geográfica, unidade da federação, município ou localização/dependência administrativa., No total da Região Geográfica, os docentes são contados uma única vez em cada região, portanto o total não representa a soma das regiões, das unidades da federação, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total da Unidade da Federação, os docentes são contados uma única vez em cada Unidade da Federação (UF), portanto o total não representa a soma das 27 UFs, dos municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., No total do Município, os docentes são contados uma única vez em cada Município, portanto o total não representa a soma dos 5.570 municípios ou das localizações/dependências administrativas, pois o mesmo docente pode atuar em mais de uma unidade de agregação., Não inclui os docentes de turmas de Atividade Complementar e de Atendimento Educacional Especializado (AEE)., Os docentes são contados somente uma vez em cada localização/dependência administrativa, independente de atuarem em mais de uma delas., Inclui os docentes que atuam no Ensino Médio Propedêutico, Curso Técnico Integrado (Ensino Médio Integrado) e Ensino Médio Normal/Magistério de Ensino Regular e/ou Especial.

  5. Internações por diarreia: [número de internações por diarreia/população residente] x 1000

  6. Esgotamento sanitário adequado: [população total residente nos domicílios particulares permanentes com esgotamento sanitário do tipo rede geral e fossa séptica / População total residente nos domicílios particulares permanentes] x 100

  7. Arborização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com arborização/domicílios urbanos totais] x100

  8. Urbanização de vias públicas: [domicílios urbanos em face de quadra com boca de lobo e pavimentação e meio-fio e calçada/domicílios urbanos totais] x 100


Fontes:

  1. População estimada: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2018

  2. População no último censo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  3. Densidade demográfica: IBGE, Censo Demográfico 2010, Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2011

  4. Salário médio mensal dos trabalhadores formais: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  5. Pessoal ocupado: IBGE, Cadastro Central de Empresas 2016. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  6. População ocupada: IBGE, Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) 2016 (data de referência: 31/12/2016), IBGE, Estimativa da população 2016 (data de referência: 1/7/2016)

  7. Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo: IBGE, Censo Demográfico 2010

  8. Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade: IBGE, Censo Demográfico 2010

  9. IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  10. IDEB – Anos finais do ensino fundamental: MEC/INEP - Censo Escolar 2016

  11. Matrículas no ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  12. Matrículas no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  13. Docentes no ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  14. Número de estabelecimentos de ensino fundamental: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  15. Número de estabelecimentos de ensino médio: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2017

  16. PIB per capita: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA

  17. Percentual das receitas oriundas de fontes externas: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) - Balanço do Setor Público Nacional (BSPN) 2015

  18. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

  19. Total de receitas realizadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  20. Total de despesas empenhadas: Contas anuais. Receitas orçamentárias realizadas (Anexo I-C) 2017 e Despesas orçamentárias empenhadas (Anexo I-D) 2017. In: Brasil. Secretaria do Tesouro Nacional, Siconfi: Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Brasília, DF, [2018]. Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: set. 2018

  21. Mortalidade Infantil: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2014

  22. Internações por diarreia: Ministério da Saúde, DATASUS - Departamento de Informática do SUS, IBGE, Estimativas de população residente

  23. Estabelecimentos de Saúde SUS: IBGE, Assistência Médica Sanitária 2009

  24. Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018

  25. Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

  26. Arborização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

  27. Urbanização de vias públicas: IBGE, Censo Demográfico 2010

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Iaçu: Imagens da cidade e Região

imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-1
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-2
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-3
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-4
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-5
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-6
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-7
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-8
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-9
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-10
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-11
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-12
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-13
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-14
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-15
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-16
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-17
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-18
imagem de Ia%C3%A7u+Bahia n-19

Disponibilizamos uma vasta lista de hotéis de variados preços no município de Iaçu e arredores.


Você conhece a cidade de Iaçu? Então deixe seu comentário!


Comentários (1)

  1. CIDINEIA LOPES DA SILVA's avatarCIDINEIA LOPES DA SILVA

    Por gentileza, gostaria de saber talvez não seja da sua época talvez dos seus pais mas vc já ouviu falar em um homem com o primeiro nome de Lourival apelido parteiro e se não me engano parece que trabalhava na feirinha de Iaçu e viajava p/ SP acho que de caminhão. Por favor preciso muito encontrar ele...É muito importante para mim, eu agradeço de   por favor....obg e Deus te abençoe amem.Ele veio para São Paulo com uma garota com o nome de Sidenil ou seu apelido Cida que na época tinha entre 13 a 14 anos no ano de 1.972 a 1.974 por ai. por favor. obg

    Por favor é muito importante para mim acha lo me ajudem perguntem para as pessoas dessa época por favor em o nome de Jesus Cristo. Aguardo no imbox obg e amem. Deus os abençoe grandemente.

    Contato Urgente para senhor Lourival (parteiro)

    #1 – 03/06/2016 - 02:17

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: