Início » Minas Gerais » Mutum


Mutum - Minas Gerais



Mutum faz parte do estado de Minas Gerais.

O topônimo Mutum se deve à abundância do pássaro homônimo na região na época da fundação da cidade. Mutum é a designação comum às aves galiformes da família dos cracídeos, florestais, dos gêneros Crax e Mitu, sendo várias espécies dessas aves ameaçadas de extinção. Tais animais possuem uma plumagem geralmente negra, com topete com penas encrespadas ou lisas e bico com cores vivas.

Os primeiros habitantes de Mutum foram os índios Botocudos, que vieram da região do recôncavo baiano, expulsos pelos índios guaranis por motivos bélicos. Durante o início do seculo XIX, em 1809, a região deixou de ser "proibida" pela coroa, então os povos começaram a se aproximar pelo RIO PARDO (hoje o município de IÚNA-ES, os primeiros a se instalarem eram tropeiros, com suas vestimentas características do costume crioulo, criavam rancharias e no lombo dos burros, levavam a produção e traziam bens de consumo, foi se formando pequenas estalagens, vieram os jesuítas e vigários, construíram-se as pequenas Capelas, formou-se a pequena vila, que nos fins de semana recebia gente que vinha para a Capela e comprava bens, veio o mercado. as suas festas eram no mês de Junho (junina de São João)ali comia-se torresmos, farinha e bolos, churrascos, broas e batatas. A dança era a quadrilha, o congo.e o boi bumbá foi, e ainda são as tradições folclóricas mais importantes. Mutum fica na região que outrora foi denominada Região das Matas. Cidade com muitas belezas naturais, incluindo inúmeras cachoeiras, tornou-se ponto atrativo para quem gosta da natureza. O município conta com atrações turísticas não muito conhecidas, tal como um parque arqueológico indígena que foi descoberto pela Família dos Rodrigues da Fonseca. Conta nos dias de hoje com uma grande festa que se dá no mês de Julho, uma Exposição Agropecuária. Na mesma data, é realizado o encontro do mutuense ausente, época na qual os que aí nasceram e vivem longe, voltam para rever a terra natal, os amigos e as mudanças que vêm acontecendo no município. A cidade também é conhecida por ter sido palco do romance Campo Geral do escritor brasileiro João Guimarães Rosa.

História da cidade de Mutum Minas Gerais - MG

A REGIãO em que se encontra do município teria sido ocupada primitivamente por aborígenes, com destaque para o chefe indígena Guido Pokrane. Grandes áreas foram doadas, em 1860, ao alferes Francisco Inácio Fernandes Leão, pelo Governador da Província de Minas Gerais.

Ao fazer o reconhecimento de suas terras em 1864, o alferes acompanhado pelo Major Joaquim Teixeira e um grupo de aborígenes desceram por um rio até a foz de um de seus afluentesda margem esquerda, subiram a margem esquerda deste e chegaram no dia 17 de junho, data consagrada ao santo São Manuel, ao local onde existira anteriormente uma povoação, ao qual deram-lhe o nome de Guaxima (malvácea muito abundante na região), ao rio deram-lhe o nome do referido santo e ao afluente denominaram de Mutum designação de uma ave muito comum na região. Dezoito anos depois, o alferes Francisco Inácio doou 96,80 hectares para a construção naquele local de uma capela em homenagem a São Manuel. Assim surgiu no local nova povoação, que passou a chamar-se São Manuel de Mutum. A vinda dos primeiros povoadores foram pela facilidade de adquirirem grandes áreas de terras férteis. Outro fator de ocupação foi o litígio entre os estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Sendo que os primeiros povoadores vieram de Rio Pardo (atual IUNA/ES), da Zona da Mata de Minas Gerais e do norte do Rio de Janeiro.

Gentílico: mutuense

Formação Administrativa

Localizado em território litigioso, a povoação foi elevada à categoria de distrit em 1911 pelo Estado Minas Gerais e de município em 1912 pelo Estado do Espírito Santo, passando definitivamente para a jurisdição atual por força de Laudo Arbitral de 30 de novembro de 1914 firmado entre os dois estados. O Distrito foi criado com a denominação de São Manuel do Mutum pela lei estadual nº 556, de 30/08/1911, subordinado ao município Rio José Pedro (atual Ipanema) em Minas Gerais. Nessa época, o Estado do Espírito Santo o considerava como parte integrante de seu território, pertencente ao município de Rio Pardo (atual Iuna).

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito figura como território integrante dos municípios de Rio José Pedro no Estado Minas Gerais e Rio Pardo no Estado do Espírito Santo.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Marechal Hermes, pela lei nº 824 do Estado do Espírito Santo, datada de 10/04/1912, desmembrado do município de Rio do Pardo. Sede no atual distrito de São Manuel do Mutum ex-povoado. Constituído de 3 distritos: São Manuel do Mutum, Bom Jardim e São Sebastião do Ocidente, todos desmembrados do município de Rio do Pardo. Instalado em 19/06/1912

Pelo laudo arbitral de 30/11/1914, ratificado pelo decreto estadual nº 4304, de 19/01/1915, retificado pela lei estadual nº 673, de 05/09/1916, o município de São Manuel do Mutum é anexado ao Estado de Minas Gerais.

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 01/09/1920, o município é constituído de 3 distritos: São Manuel do Mutum, Bom Jardim e São Sebastião do Ocidente.

Pela lei estadual nº 843, de 07/07/1923, são criados os distritos de Centenário e São Francisco do Humaitá e anexados ao município de São Manuel do Mutum. Sob a mesma lei acima citado o distrito de São Sebastião do Ocidente passou a denominar-se simplesmente Ocidente e Bom Jardim a denominar-se Roseiral.

Elevado à categoria de cidade com a denominação de São Manuel do Mutum, pela lei estadual nº 893, de 10/11/1925.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: São Manuel do Mutum, Centenário, Ocidente ex-São Sebastião do Ocidente, Roseiral ex-Bom Jardim e São Francisco do Humaitá.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31/12/1936 e 31/X12/1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17/12/1938, o município de São Manuel do Mutum passou a denominar-se simplesmente Mutum. Sob o mesmo decreto acima citado altera a denominação de distrito de São Francisco do Humaitá para Humaitá.

No quadro fixado para viagorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Mutum, Centenário, Humaitá, Ocidente e Roseiral.

Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31/12/1943, o distrito de Humaitá passou a denominar-se Alto Guandu.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Mutum, Alto Guandu, Centenário, Ocidente e Roseiral

Em divisão territorial datada de 01/07/1960, o município é constituído de 5 distritos: Mutum, Centenário, Ocidente, Roseiral e São Francisco do Humaitá ex-Alto Guandu.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18/08/1988.

Pela lei municipal nº 028, de 30/09/1991, é criado o distrito de Imbiruçu e anexado ao município do Mutum.

Em divisão territorial datada de 01/06/1995, o município é constituído de 6 distritos: Mutum, Centenário, Imbiruçu, Ocidente, Roseiral e São Francisco do Humaitá.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica municipal

São Manuel do Mutum para Mutum alterado pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17/12/1938.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 1.250,824: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 17: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 3.488: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 955: matrículas
Número de unidades locais: 497: unidades
Pessoal ocupado total: 2.929: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 10.610,15: reais
População residente : 26.661: pessoas
População residente - Homens: 13.475: pessoas
População residente - Mulheres: 13.186: pessoas
População residente alfabetizada: 20.538: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 6.245: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 15.516: pessoas
População residente, religião espírita: 54: pessoas
População residente, religião evangélicas: 7.810: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.161,19: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.504,41: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 266,67: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 406,67: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,644:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Mutum: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Mutum? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: