Início » Ceará » São Gonçalo do Amarante


São Gonçalo do Amarante - Ceará



São Gonçalo do Amarante faz parte do estado do Ceará e pertencente à Região metropolitana de Fortaleza.

O município de São Gonçalo do Amarante, anteriormente denominado Anacetaba (que se traduz como Aldeia dos Anacé, povo indígena que habita o município), está localizado a 59 quilômetros de distância de Fortaleza, a capital cearense. O acesso ao local pode ser feito através das rodovias BR-222 e CE-423.

Município localizado no Estado do Ceará, Região Metropolitana de Fortaleza, distante 55km da capital, acesso pelas Rodovias: BR-222/CE-423 ou pela rodovia CE-085. Região rica em lagoas, praias e dunas, com temperatura média de 27°C.

História da cidade de São Gonçalo do Amarante Ceará - CE

As terras entre os rios Pará (atualmente Curu) e Mundaú foram concedidas a quantos desejassem lá se instalarem.

Surgiu então o núcleo de Parazinho. Em 1862 o Parazinho foi transformado em distrito pela lei nº 1.020. de 14 de novembro. Poucos anos eram decorridos da criação do distrito e já o povoado se transformava em vila, sede de município, com a denominação de Paracuru, pela lei provincial nº 1.604, de 14 de agosto de 1874, o município de Paracuru foi suprimido, transferindo-se a Sede para Trairi com a denominação de Nossa Senhora do Livramento. Restaurado em 1º de outubro de 1890, pelo decreto estadual nº 73, foi instalado em 25 de outubro de 1890.Uma capela dedicada à São Gonçalo foi erigida em 1898, iniciando-se então nova fase da vida na localidade. Aos 17 de agosto de 1921 a povoação de São Gonçalo foi elevada à categoria de vila pela lei estadual nº 1.841 e o município recebeu essa denominação, em obediência à lei estadual nº 1.436 de 12 de novembro de do mesmo ano. A sede do município ficou numa disputa entre, ora Paracuru, ora São Gonçalo. Somente a partir de 7 de agosto de 1935 é que se fixou a Sede em São Gonçalo do Amarante. Por pouco tempo o topônimo São Gonçalo foi mudado para Anecetaba, isto é, "aldeia dos Anecés" por terem habitado índios dessa tribo.

Gentílico: gonçalense ou amarantino

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Paracuru, por pela lei provincial nº 1020, de 14-11-1862 e por ato provincial de 06-07-1863.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Paracuru, pela lei provincial nº 1235, de 27-11-1868, desmembrado de Trairi. Sede na povoação de Alto Alegre do Paraisinho.

Pela lei provincial nº 1604, de 14-08-1874, a vila é extinta, sendo seu território anexado ao município de Trairi. Esta mesma lei transfere a sede para Trairi.

Elevado à categoria de município com a denominação de Paracuru, pelo decreto estadual nº 73, de 01-10-1890, desmembrado de Trairi. Sede no núcleo de Paracuru. Constituído de 2 distritos: Paracuru e São Gonçalo. Instalado em 25-10-1890.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 2 distritos: Paracuru e São Gonçalo.

Pela lei estadual nº 1841, de 17-08-1921, transfere a sede do município da povoação de Paracuru para a de São Gonçalo.

Pela lei estadual nº 1936, de 12-11-1921, o município de Paracuru passou a denominar-se São Gonçalo.

Pela lei estadual nº 2368, de 30-07-1926, a sede do município volta a denominar-se Paracuru.

Pelo decreto nº 193, de de 20-05-1931, o município de Paracuru adquiriu o extinto município de Trairi, como simples distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 8 distritos: Paracuru, Mundaú, desmembrado de Trairi, Passagem do Tigre, Pecém, São Gonçalo, Serrote, Siupé e Trairi.

Pelo decreto nº 64, de 07-08-1935, transferiu a sede novamente de Paracuru para São Gonçalo e deu ao município está denominação.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município já denominado São Gonçalo é constituído de 8 distritos: São Gonçalo, Mundaú, Passagem do Tigre, Paracuru, Pecém, Serrote, Siupé e Trairi.

Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Passagem do Tigre passou a denominar-se simplesmente Tigre. Sob o mesmo decreto o município de São Gonçalo adquiriu o distrito de Umarituba ex-Umari do município de Souré.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 9 distritos: Sã Gonçalo, Mundaú, Tigre ex-Passagem do Tigre, Paracuru, Pecém, Serrote, Suipé, Cuprituba ex-Umari e Trairi.

Pelo decrerto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o município de São Gonçalo passou a denominar-se Anacetaba o distrito de Tigre a denominar-se Paraipaba.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município já denominado Anacetaba é constituído de 9 distritos: Anacetaba, Mundaú, Paracuru, Paraipaba ex-Tigre, Pecém, Serrote, Siupé, Trairi e Umarituba.

Pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1953, o município de Anacetaba passou a denominar-se São Gonçalo do Amarante. Sob o mesmo decreto desmembra do município de São Gonçalo os distritos de Trairi e Mundaú, para formar o novo município de Trairi e ainda desmembra os distritos de Paracuru e Paraipaba, para formar no novo município de Paracuru.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1995, o município é constituído de 5 distritos: São Gonçalo, Pecém, Serrote, Siupé e Umarituba.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 6512, de 05-09-1963, é criado o distrito de Croatá e anexado ao município de São Gonçalo do Amarante.

Pela lei estadual nº 6664, de 14-10-1963, desmembra do município de São Gonçalo os distritos de Pecém e Siupé, para formar o novo município de Recém.

Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, o município de São Gonçalo do Amarante adquiriu os distritos de Pecém e Serrote, pois o município de Pecém foi criado e não instalado.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 6 distritos: São Gonçalo do Amarante, Croatá, Pecém, Serrote, Siupé e Umarituba

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VIII-1983.

Pela lei municipal nº 11207, de-1986, o município é constituído de 6 distritos: São Gonçalo do Amarante, Croatá, Pecém, Serrote, Siupé e Umarituba

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 7 distritos: São Gonçalo do Amarante, Croatá, Pecém, Serrote, Siupé, Taiba e Umarituba

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alterações toponímicas municipais

Paracuru para São Gonçalo alterado, pela lei estadual nº 936, de 12-11-1921.São Gonçalo para Paracuru alterado, pela lei nº 2368, de 30-07-1926.Paracuru para São Gonçalo alterado, pelo decreto nº 64, de 07-08-1935.São Gonçalo para Anacetaba alterado, pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943.Anacetaba para São Gonçalo do Amarante alterado, pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1953.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 834,448: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 22: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 7.900: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 2.419: matrículas
Número de unidades locais: 769: unidades
Pessoal ocupado total: 15.048: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 32.389,06: reais
População residente : 43.890: pessoas
População residente - Homens: 22.348: pessoas
População residente - Mulheres: 21.542: pessoas
População residente alfabetizada: 32.519: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 15.544: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 33.889: pessoas
População residente, religião espírita: 26: pessoas
População residente, religião evangélicas: 7.116: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.034,23: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.220,85: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 193,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 255,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,665:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

São Gonçalo do Amarante: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de São Gonçalo do Amarante? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: