Início » Amapá » Mazagão


Mazagão - Amapá



Mazagão é um município no sul do Estado do Amapá. A população estimada em 2005 era de 13.913 habitantes e a área é de 13.131 km², o que resulta numa densidade demográfica de 1,05 hab/km².

Seus limites são Pedra Branca do Amapari e Porto Grande a norte, Santana a nordeste, a foz do rio Amazonas a sudeste, Vitória do Jari a sul e Laranjal do Jari a oeste.

Uma área às margens do rio Mutuacá, moderno Estado do Amapá, foi escolhida para receber a população da possessão de Mazagão (Marrocos), abandonada por ordem do Marquês de Pombal. O plano urbanístico ficou a cargo do arq. italiano Domingo Sambucetti. Um total de 340 famílias, algumas com escravos, chegaram a cidade de Belém em 1770 e em 1773 foram para Nova Mazagão. É certo, todavia, que algumas famílias continuaram ainda na capital ou foram para outros locais do interior, por mais que a ordem fosse de destino geral para a nova povoação.

O Município de Mazagão foi criado pela Lei no 226, em 28 de novembro de 1890, está localizado ao sul do estado (Meso Região Sul), a 41 km da Cidade de Macapá. Com três distritos: Mazagão, Carvão e Mazagão Velho. Limita-se com os municípios: Santana, Porto Grande, Pedra Branca do Amapari, Laranjal do Jari e Vitória do Jari.

Quem nasce em Mazagão é mazaganense (gentílico)

Histórico: Mazagão é o Município que durante quase meio século, apenas os "capuchos de Santo Antonio" preservaram a integridade de sua região, através da catequese junto aos aguerridos índios Urubus.

Para as margens do Rio Mutucá mudou-se, em 1769, grande número de índios, originários do Rio Negro, com a incumbência de preparar terreno para o recebimento de colonos mazaganistas de Mauritânia (áfrica). No ano seguinte, o povoado recebeu a denominação de Nova Mazagão, em homenagem a seus esperados colonizadores. De fato, em 1771 chegaram 163 famílias, trazidos pelos portugueses cristãos, do Marrocos/Mauritânia, quando da guerra com os mouros (muçulmanos), por questões religiosas, que procuraram se organizar nos moldes da pátria distante. Montou-se a primeira olaria. Os produtos agrícolas foram alvo de dedicação especial.

Considerando o difícil acesso a Mazagão, situada em estreito rio, foi a sede municipal transferida para a povoação de Vila Nova do Anauerapucu com o nome de Mazaganópolis. Posteriormente, veio a chamar-se Mazagão. Ficando a antiga com a denominação de Mazagão velho (hoje Distrito de mesmo nome).

Em 13 de setembro de 1943, o município passou a integrar o Território Federal do Amapá, desligando-se do Estado do Pará.

O município foi criado em 23 de janeiro de 1770, tendo sua sede sido elevada à categoria de vila. Em 1833 foi anexado ao Município de Macapá, com a categoria de freguesia; teve seu topônimo modificado para o de Regeneração. A sua autonomia foi reconquistada em 1841, voltando a denominar-se Mazagão. A sede municipal recebeu foros de cidade por força da Lei Provincial no 1.334, de 19 de abril de 1888, instalada a 10 de maio seguinte.

A Lei municipal no 46, de 9 de julho de 1915, aprovada pela Lei estadual no 1.471, de 14 de outubro do mesmo ano, transferiu a sede municipal para a povoação de Vila Nova do Anauerapucu, com o nome de Mazaganópolis.

E finalmente pelo Decreto Estadual no 226, de 28 de novembro de 1890, foi criada a Comarca de Mazagão e instalada sua sede (Mazagão) a 5 de março do ano seguinte.

Tendo como período chuvoso janeiro a julho. Temperatura máxima é de 38o C e mínima de 22o C.

Liga-se a Macapá, tanto por via fluvial como por via rodoviária.

Economia: Sua economia no Setor Primário está representado pela criação do gado bovino, bubalino, suíno, caprino, e equino, de galinha e da pesca. Possui também a cultura do feijão, do milho, batata-doce, banana, arroz, café, cana-de-açúcar, cacau. côco-da-baia, laranja, fumo, abacaxi e pimenta-do-reino.

No Setor Secundário, extração de fabricação de palmitos de açaí (Flórida e Equador), algumas serrarias, e fábrica de tijolos. Mas, possui entre outras riquezas, o ferro, o ouro, cromita, cassiterita, diamante e columbita, borracha, castanha-do-brasil, sementes oleaginosas, muita madeira de lei e animais silvestres.

No Terciário pequeno comércio (mercearias) e alguns bares.

Atração Turística: Como atração turística, comemora-se de 16 a 25 de julho a festa de São Tiago (padroeiro de Mazagão Velho - de onde se faz um translado até a Cidade de Mazagão, onde se dá continuidade a festa). é uma festa folclórica, quando são relembradas as lutas entre os mouros e cristãos. Que no desenrolar da batalhas em Mazagão (áfrica), teria aparecido um cavaleiro lendário que derrotou os mouros.

Eventos Culturais: Comemoração em 13 de janeiro, data do aniversário da Cidade de Mazagão. E os festejos em agosto (15) para Nossa Senhora de Assunção, padroeira da Cidade. Além do festival da laranja no mês de agosto, bem como o festival do abacaxi na primeira semana do mês de setembro.

Fonte: SOUZA, Manoel Dorandins Costa de. A Evolução Política, Demográfica e Sócio-Econômica do Amapá. Coordenação do Curso de História. Universidade Federal do Amapá.Macapá/AP, 1995. 101 p. (trabalho de conclusão de curso)

Autor do Histórico: JOEL LIMA DA SILVA

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 13.294,778: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 14: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 4.728: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 969: matrículas
Número de unidades locais: 81: unidades
Pessoal ocupado total: 869: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 10.857,06: reais
População residente : 17.032: pessoas
População residente - Homens: 8.974: pessoas
População residente - Mulheres: 8.058: pessoas
População residente alfabetizada: 11.265: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 7.424: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 12.564: pessoas
População residente, religião espírita: 20: pessoas
População residente, religião evangélicas: 3.756: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.310,43: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.386,95: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 155,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 273,33: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,592:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Mazagão: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Mazagão? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: